3R Petroleum [RRRP3]: Quebra na produção em agosto não abala fundamentos

3r

A 3R Petroleum [RRRP3] disputa o posto de maior queda do Ibovespa nesta quarta-feira (13), com baixa superior a 2%. O desempenho negativo é reação aos dados de produção da empresa em agosto, que registraram queda tanto nos campos de operação exclusiva quanto no total.

Apesar de certa volatilidade na produção enquanto a empresa busca um ponto de equilíbrio nos novos polos, Max Bohm mantém recomendação de compra para a companhia. De acordo com o estrategista de ações da Nomos, a tese se mantém pois o preço do petróleo acima de U$ 90 tende a mitigar problemas fortes em termos de produção. 

Referente aos campos exclusivos da 3R, a produção média diária foi de 39.943 boe (barris de óleo equivalente) por dia em agosto, queda de 8,9% na comparação com julho, contrariando a projeção da própria empresa, de 50.000 boe/dia para 2023. 

Nos nove polos de operação em geral, a 3R registrou produção média diária de 45.243 barris de óleo equivalente (boe). O dado mostra diminuição de 12,8% em comparação a julho. 

A performance negativa, depois de dois meses consecutivos de evolução, aconteceu principalmente em dois polos. De acordo com informações da empresa, o Polo Papa-Terra representa 38,5% dessa redução, devido a problemas de manutenção e melhoria operacional.

Por ter sido comprado recentemente, o Polo Potiguar também ficou para trás, por manutenção e recuperação de integridade nos tanques do Ativo Industrial de Guamaré, além de precisar receber comissionamento para as operações de novo tanque no Polo Macau. 

“Na minha percepção, o management está focado em melhorar, e acredito que nos próximos meses a produção tende a migrar para mais perto de 50.000 boe/dia, que é o que a empresa prometeu, até o fim do ano”, pondera Max. 

Já a Benndorf Research mantém recomendação neutra para RRRP3. A casa continua buscando estratégias mais dinâmicas entre os pontos de suporte e resistência indicados no gráfico de longo prazo.

O revés na produção é algo negativo, por ser um evento não-recorrente e essencial para o futuro da empresa, mas não altera a sua tese de longo prazo da Benndorf para a 3R. Portanto, os dados de agosto não seriam gatilho para se desfazer de posições compradas na companhia, disse a casa em relatório. 

Desempenho de RRRP3 de abril de 2022 a setembro de 2023. [Fonte: Benndorf Research/TradingView]
A Benndorf vê o aumento de produção e eficiência como um dos pilares para a tese de RRRP3, com a empresa mudando o foco das fusões e aquisições para a otimização operacional. 

A curto prazo, o analista técnico Filipe Borges destaca que, no gráfico diário, o ativo da 3R já está consolidado na região de R$ 31,20 e R$ 33,00 há alguns dias, o que aumenta a probabilidade do ativo romper suporte e apresentar novas quedas.

Desempenho de RRRP3 no gráfico diário. [Fonte: TradingView/Filipe Borges]
“Para novas posições, eu ficaria de olho numa perda de R$ 31,25 com aumento de volume, tendo como primeiro alvo a região dos R$ 26,00, o que daria um ganho na queda do ativo, em torno de 16%.”

A prazo maior, no gráfico semanal, RRRP3 está consolidado entre R$ 26,90 e R$ 49,50 desde 2020. Porém, há uma expectativa de mudança de tendência porque, na última movimentação, o ativo não conseguiu atingir o topo, encontrou resistência em R$ 39,20 e apontou para baixo, formando bandeira de baixa.

Desempenho de RRRP3 no gráfico semanal. [Fonte: TradingView/Filipe Borges]
Felipe afirma que essa bandeira do gráfico semanal poderia levar o ativo à região de abertura das negociações na bolsa ao redor de R$ 20,00 que, se perdido, o alvo final seria em R$ 13,60.

“Seria uma queda muito grande para o ativo, em torno de 55% e 56%. Então, primeiramente, eu focaria nos alvos intermediários da região do suporte, em torno de R$ 26,00, depois perdendo o alvo nos R$ 20,00. Mas, não vejo nenhuma oportunidade de compra no ativo neste momento”, concluiu o analista.

Compartilhe em suas redes!

WhatsApp
Facebook
LinkedIn
PUBLICIDADE

Matérias Relacionadas

PUBLICIDADE

Assine o TradeNews Express!

PUBLICIDADE

A Newsletter mais completa do mercado está de cara nova!

Preencha o formulário e cadastre-se para receber todos os dias.

Saiba os meses que as empresas devem pagar proventos em 2024 e monte sua carteira vencedora

Are you sure want to unlock this post?
Unlock left : 0
Are you sure want to cancel subscription?