Ata do Fed é destaque; paralisação de 48 horas do Banco Central começa hoje

stock-market-g8d899f047_1920

As bolsas da Europa operam sem direção única nesta terça-feira (20), após novos balanços corporativos. Já os futuros de Nova York caem, sugerindo que Wall Street irá manter o tom negativo do fim da semana passada na volta do feriado que deixou os mercados dos EUA fechados.

Na Inglaterra, o Barclays divulgou lucro menor que o esperado, mas também revelou planos de devolver 10 bilhões de libras em capital aos acionistas entre 2024 e 2026 e de reestruturar seus negócios. A ação do banco britânico saltava mais de 4% em Londres.

Os últimos balanços do setor minerador, por outro lado, não agradaram. Também no mercado inglês, a ação da anglo-australiana BHP cai mais de 2% e a da chilena Antofagasta recua levemente.

Logo mais, investidores na Europa vão acompanhar audiência de dirigentes do Banco da Inglaterra (BoE) no Parlamento britânico. No começo deste mês, o BoE deixou seu juro básico inalterado, mas a decisão foi dividida.

Do outro lado do Pacífico, em dia de agenda vazia, investidores estão na expectativa pela ata de política monetária da última reunião do Federal Reserve (Fed), a ser divulgada nesta quarta-feira (21). 

Mais cedo, as bolsas da Ásia fecharam sem direção única, à medida que investidores receberam sem entusiasmo a última decisão de juros do banco central da China (PBoC), que reduziu sua taxa de juros de referência para empréstimos (LPR) de 5 anos em 0,25 ponto percentual, a 3,95%.

Por aqui, há pouco foi divulgado o Índice Geral de Preços – Mercado (IGP-M), que registrou queda de 0,49% na segunda prévia de fevereiro, após subir 0,33% na mesma leitura de janeiro, informou a Fundação Getulio Vargas (FGV).

Fica no radar também a paralisação de 48 horas dos funcionários do Banco Central, hoje e amanhã (21), que provocou novo adiamento da publicação do Boletim Focus para quinta-feira (22). Insatisfeitos com as negociações com o Ministério do Planejamento sobre suas reivindicações, os servidores decidiram intensificar o movimento e começaram também um movimento de entrega de cargos comissionados. 

No quadro fiscal, entre os assuntos que serão levados ao presidente Lula está a medida provisória que prevê a reoneração da folha de pagamentos. 

Na avaliação do ministro da Fazenda, Fernando Haddad, o ambiente hoje está “muito mais favorável” para o Executivo “sentar e discutir” com o Congresso sobre o assunto ao longo do próximo mês, reforçando a expectativa de que, em breve, as negociações sobre a desoneração sejam finalizadas. 

Desempenho dos principais índices às 8h57:

🇺🇸 S&P Futures -0,34%

🇬🇧 FTSE +0,12%

🇩🇪 DAX -0,19%

🇺🇸 Nasdaq -0,52%

🇫🇷 CAC +0,28%

🛢 Petróleo Brent -0,78%

🛢 Petróleo WTI -0,97%

💵 Índice Dólar -0,14%

🇺🇸 S&P VIX +2,99%

💰 Bitcoin -0,12%

💲 Ethereum +0,84%

(Com Broadcast)

Compartilhe em suas redes!

WhatsApp
Facebook
LinkedIn
PUBLICIDADE

Matérias Relacionadas

PUBLICIDADE

Assine o TradeNews Express!

PUBLICIDADE

A Newsletter mais completa do mercado está de cara nova!

Preencha o formulário e cadastre-se para receber todos os dias.

Saiba os meses que as empresas devem pagar proventos em 2024 e monte sua carteira vencedora

Are you sure want to unlock this post?
Unlock left : 0
Are you sure want to cancel subscription?