B3 (B3SA3) adquire companhia de big data, Petrobras (PETR4) vende fatia em polo e mais notícias

B3 (B3SA3) adquire companhia de big data, Petrobras (PETR4) vende fatia em polo e mais notícias


Entre os destaques do noticiário corporativo que devem repercutir nesta segunda-feira (27) está a aquisição da B3 (B3SA3) da Neoway bem como a venda pela Petrobras (PETR3;PETR4) da sua fatia no Polo Carmópolis, em Sergipe.

Os investidores devem monitorar também a notícia de que a Cyrela Brazil Realty (CYRE3) acertou a venda de R$ 284,7 em imóveis à HBR (HBRE3) e de que a Magazine Luiza (MGLU3) aprovou uma nova emissão de debêntures na véspera de natal.

Unifique (FIQE3), Dasa (DASA3), Desktop (DESK3) e outras companhias também publicaram comunicados ao mercado nos últimos dias.

Confira os destaques:

B3

Em comunicado divulgado nesta sexta-feira (24), a B3 (B3SA3), Bolsa de Valores brasileira, confirmou a aquisição da Neoway, empresa de big data e analytics. A operação foi aprovada pelo Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) e pela Comissão de Valores Mobiliários (CVM).

Na avaliação de Gilson Finkelsztain, CEO da B3, a confirmação da transação é mais um passo na estratégia da Bolsa de crescer além de seu negócio principal. Segundo ele, a B3 fortalecerá seus produtos de dados a partir de informações próprias e dados do mercado que hoje constituem a base da estrutura da Neoway

“Nosso objetivo é construir o maior hub de dados do Brasil e ser a principal referência em soluções para o mercado. Vamos ampliar a oferta de produtos nas áreas de crédito, varejo, compliance e, claro, mercado de capitais”, afirma em nota.

Magazine Luiza

A Magazine Luiza emitirá aprovou em reunião extraordinária do conselho a emissão de duas milhões de notas de dívida, não conversíveis em ações, no valor de R$ 1 mil cada, buscando, então, levantar um montante de R$ 2 bilhões. Os papéis vencerão em dezembro de 2026, com pagamentos em todo dia 15 de junho e de dezembro de cada ano.

Segundo a varejista, os recursos obtidos por meio da emissão serão utilizados para a otimização do fluxo de caixa no curso e na gestão ordinária dos negócios.

Petrobras

A Petrobras anunciou, após o pregão da última quinta-feira (23), a venda da totalidade de sua participação nos 11 campos de produção terrestre do Polo Carmópolis, em Sergipe.

O valor da venda é de US$ 1,1 bilhão, sendo US$ 275 milhões a título de sinal, US$ 550milhões no fechamento da transação e US$ 275 milhões 12 meses após o fechamento.

“Essa operação está alinhada à estratégia de gestão de portfólio e à melhoria de alocação do capital da companhia, visando à maximização de valor e maior retorno à sociedade. A Petrobras segue concentrando cada vez mais os seus recursos em ativos de águas profundas e ultra profundas, onde tem demonstrado grande diferencial competitivo ao longo dos anos”, afirmou a petroleira em documento.

Cyrela

A Cyrela Brazil Realty acertou compromisso com a HBR Realty para venda de unidades autônomas não residenciais e fachadas ativas em empreendimentos na cidade de São Paulo, onde serão desenvolvidos empreendimentos de uso misto (residencial e comercial).

A venda saiu por R$ 284,7 milhões, com pagamento previsto da seguinte forma: sinal correspondente a 10% do total em até 30 dias; parcelas iguais, mensais e sucessivas, devidas até a expedição do Habite-se dos empreendimentos; e o restante do valor devido em parcela única, em até 15 dias contados da data de expedição do Habite-se.

Eneva e Focus

A Superintendência Geral do Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) aprovou sem restrições o ato de concentração entre a Eneva (ENEV3) e Focus Energia (POWE3). O despacho pela aprovação foi publicado no Diário Oficial da União da última sexta-feira (27).

Trata-se da combinação dos negócios da Eneva e da Focus, com a unificação das suas respectivas bases acionárias, mediante a realização de reorganização societária que resultará na incorporação da Focus pela Eneva.

Segundo parecer do Cade, a operação abrangerá todos os ativos, passivos e projetos que compuserem o patrimônio da Eneva e da Focus, quando for fechado o negócio.

Dasa

A Dasa informou que concluiu a aquisição da Central de Administração de Planos de Saúde, conhecido como Grupo Case, que inclui as corretoras Brasilidade, Dinâmica, Aeroseg, Carvalho & Motta, Chase, Case TBI, GCSP e TBI.

Desktop

A Desktop anunciou a compra da provedora de internet Infolog TI Tecnologia por R$ 10 milhões.

Unifique

A Unifique comprou a gaúcha Guaíba Telecomunicações em um negócio de R$ 60,93 milhões.

Copasa

A Copasa aprovou um novo programa de investimentos plurianual. A estatal mineira pretende investir R$ 1,39 bilhão em 2022, R$ 1,41 bilhão em 2023, R$ 1,6 bilhão em 2024, R$ 1,6 bilhão em 2025 e R$ 1,41 bilhão em 2026.

Compartilhe em suas redes!

WhatsApp
Facebook
Twitter
LinkedIn
PUBLICIDADE

Matérias Relacionadas

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

Receba o TradeNews no seu e-mail

Are you sure want to unlock this post?
Unlock left : 0
Are you sure want to cancel subscription?