B3 (B3SA3): analistas reiteram visão positiva para ação da Bolsa brasileira após Investor Day

B3 (B3SA3): analistas reiteram visão positiva para ação da Bolsa brasileira após Investor Day


Após a divulgação de suas projeções (guidance) para 2022 e da realização do Investor Day na semana passada, diversas casas de análise revisaram as suas estimativas para a B3 (B3SA3), ainda reiterando visão positiva para os ativos.

O Credit Suisse reiterou a sua recomendação outperform (desempenho acima da média do mercado) para os ativos da B3, com preço-alvo de R$ 16,00, prêmio de 29,2% em relação ao fechamento de sexta-feira (10).

O banco destaca que a B3 tem um potencial atrativo de alta, níveis múltiplos baixos (desconto para pares globais em alta histórica) e risco de lucro relativamente baixo.

Além disso, o banco diz que a empresa conseguiu resolver com sucesso várias preocupações dos principais investidores, incluindo a sustentabilidade do “volume médio de negociações diárias” (ADTV, na sigla em inglês), concorrência e capacidade de inovação.

Já após o Investor Day, o Itaú BBA cortou o preço-alvo de B3 de R$ 22 para R$ 17 (vendo potencial de valorização de 37%), mas ainda mantendo recomendação outperform para os ativos.

O Itaú explica que a redução foi em função de uma postura mais conservadora em relação ao negócio de cash equity tendo em vista o contexto mais desafiador para o negócio de ações que se materializou no últimos meses, além do maior custo de capital.

Com relação ao guidance, o Bradesco BBI destacou que ele ficou bem em linha com as estimativas, enquanto o principal destaque foi que a empresa espera maiores implementações de capex em novos negócios e operações, com o objetivo final de acelerar e ganhar exposição a novos produtos e serviços.

A B3 espera despesas operacionais ajustadas de R$ 1,28 bilhão-1,38 bilhão para o próximo ano (versus estimativa do BBI de R$ 1,36 bilhão), alta de 11% no comparativo anual (no ponto médio versus orientação de 2021), capex de negócios principal de R$ 200 milhões -250 milhões mais novas linhas de negócios (versus R$ 240 milhões -R$ 260 milhões em 2021), totalizando uma faixa de R$ 580 milhões -R$ 690 milhões versus estimativa do BBI de R$ 401 milhões e acima dos R$ 540 milhões-R$ 590 milhões em 2021 (dos quais R$ 300 milhões -350 milhões são relativos ao negócio principal e R$ 240 milhões -260 milhões são relativos a novos negócios).

O BBI aponta que, mesmo com o guidance amplamente alinhado com as expectativas, gosta do aumento de novos investimentos do ponto de vista qualitativo, indicando que a empresa deve continuar a perseguir uma estratégia de investir em outros produtos e serviços, contribuindo em última instância para novas iniciativas e diversificação de seus fluxos de receita. A recomendação da casa para os ativos é outperform, com preço-alvo de R$ 15 (upside de 21%).

Analista da Rico Corretora ensina ferramentas práticas a extrair lucro do mercado financeiro de forma consistente. Inscreva-se Grátis.

Compartilhe em suas redes!

WhatsApp
Facebook
Twitter
LinkedIn
PUBLICIDADE

Matérias Relacionadas

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

Receba o TradeNews no seu e-mail

Are you sure want to unlock this post?
Unlock left : 0
Are you sure want to cancel subscription?