BBI corta preço-alvo, mas vê potencial de alta para mineradoras e siderúrgicas; Usiminas (USIM5) e Gerdau (GGBR4) são as preferidas

BBI corta preço-alvo, mas vê potencial de alta para mineradoras e siderúrgicas; Usiminas (USIM5) e Gerdau (GGBR4) são as preferidas


O Bradesco BBI revisou as suas recomendações para o setor de mineração e de siderurgia, mantendo preferência por siderúrgicas em relação às mineradoras, motivadas pela visão dos analistas de margens fortes e contínuas em 2022 e valuations atraentes.

O banco reiterou recomendação outperform (desempenho acima da média do mercado) para a ação da Usiminas (USIM5), mas reduziu preço-alvo de R$ 34 para R$ 27, devido a um Custo Médio Ponderado de Capital (WACC) 2 pontos percentuais mais alto, menor demanda doméstica de aço e preços mais altos de carvão metalúrgico. O potencial de valorização do preço-alvo em relação ao preço das ações é de 90%, considerando o fechamento de sexta-feira (3).

Com relação aos preços do aço, o banco espera uma correção média de 10% em 2022 no mercado interno. No entanto, o banco ressalta que os contratos com montadoras estão sendo negociados com um aumento de 40-50% para janeiro e talvez uma magnitude menor para os contratos do segundo trimestre de 2022. Dito isso, o banco espera que a Usiminas continue apresentando resultados robustos e projeta um lucro antes de juros, impostos, depreciações e amortizações (Ebitda) de 2022 de R$ 9 bilhões, abaixo da estimativa anterior de R$ 9,8 bilhões e de R$ 11 bilhões em 2021.

Thiago Lofiego, Isabella Vasconcelos e Camilla Barder, analistas do BBI, ainda mantiveram recomendação outperform para Gerdau (GGBR4), mas reduz preço-alvo de R$ 46,00 para R$ 43,00, upside de 54% em relação ao fechamento de sexta.

O banco justifica a redução do preço-alvo devido ao aumentos dos custos, queda de 3% nos embarques de aços longos da Gerdau no Brasil em 2022, já que espera uma desaceleração da construção no varejo.

Mas o Bradesco BBI continua esperando um impulso robusto de lucros ao longo de 2022, com fortes margens em todas as divisões. O banco também avalia que a Gerdau se beneficia da diversificação geográfica, proporcionando mais proteção contra um ano eleitoral mais volátil no Brasil.

“As ações da Usiminas e Gerdau são nossas principais escolhas (as estimativas de Ebitda estão 10-20% acima do consenso)”, apontam.

O banco também cortou o preço-alvo de CSN ([CSNA3]) de R$ 67,00 para 45,00, mas ainda com um potencial de valorização de 93,2%.

A redução do target incorpora custos mais altos, resultados mais fracos da divisão de mineração (preços mais baixos do minério de ferro / frete mais alto) e menor demanda de aço no Brasil em comparação às expectativas anteriores.

A instituição destaca ainda que a siderúrgica está totalmente desalavancada e mantém a disciplina de alocação de capital.

Os analistas também avaliam que a Vale (VALE3) e a CSN Mineração (CMIN3) também oferecem risco-retorno atraente, especialmente porque acreditam que os preços do minério de ferro já atingiram o fundo do poço (com uma potencial recuperação ao longo do primeiro trimestre de 2022), com rendimentos via dividendos acima de 10%.

Para a Vale, a recomendação segue outperform, ainda que com redução do preço-alvo de US$ 26 para US$ 20 para os ADRs (na prática, os papéis negociados na Bolsa de Nova York), com potencial de alta de 57% em relação ao fechamento de sexta. Com relação aos ativos VALE3, negociados na B3, o preço-alvo foi cortado de R$ 133 para R$ 108, ou potencial de alta de 50%.

Segundo o banco, a redução reflete principalmente os preços mais baixos do minério de ferro, menores embarques de minério e custos mais altos. Como resultado, a projeção para a estimativa de Ebitda para 2022 caiu de US$ 28 bilhões para US$ 21 bilhões.

No entanto, o banco acredita que a Vale ainda deve gerar fluxo de caixa para acionista (FCFE, em inglês) de US$ 8,5 bilhões em 2022 e ser capaz de pagar US$ 8,1 bilhões em dividendos, perfazendo um rendimento de dividendos de 14%.

Já a CSN Mineração (CMIN3) teve o preço-alvo cortado de R$ 14 para R$ 10, ainda um potencial de alta de 66% em relação ao fechamento de sexta.

O Bradesco BBI comentou que os preços mais baixos do minério de ferro, frete mais alto e produção mais baixa prejudicam estimativas para CSN Mineração. No entanto, o banco destaca que dividendos de R$ 4 bilhões devem ser pagos em 2022 (dividend yield de 11%) e potencial de valorização continuam relevantes.

Analista da Rico Corretora ensina ferramentas práticas a extrair lucro do mercado financeiro de forma consistente. Inscreva-se Grátis.

Compartilhe em suas redes!

WhatsApp
Facebook
Twitter
LinkedIn
PUBLICIDADE

Matérias Relacionadas

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

Receba o TradeNews no seu e-mail

Are you sure want to unlock this post?
Unlock left : 0
Are you sure want to cancel subscription?