Bolsas americanas fecham negativas, com balanços corporativos e aperto monetário no radar

ben-mater-lA-wfuq-7CQ-unsplash

As principais bolsas de Nova York fecharam em queda nesta quarta-feira (19), em meio à reação de investidores à divulgação de balanços corporativos referentes ao terceiro trimestre de 2022. Além disso, o mercado monitora sinais de bancos centrais ao redor do mundo em relação ao ritmo do aperto monetário, após a divulgação de novos dados de inflação na Europa e do Livro Bege do Fed nos Estados Unidos.

Ao mesmo tempo que os resultados trimestrais considerados “fortes” animam os investidores em relação ao bom desempenho de determinadas companhias, também há a indicação de que a economia permanece aquecida, o que indica que o Fed pode tomar medidas mais agressivas em relação ao combate à inflação no país e empurrar a economia global para uma recessão.

▪️ Dow Jones -0,32%
▪️ S&P500 -0,66%
▪️ Nasdaq -0,85%

Entre os destaques de hoje, o setor de energia foi o único com viés majoritariamente positivo, na esteira da alta do petróleo no mercado internacional. Chevron e ExxonMobil registraram ganhos fortes, de 3,24% e 2,97%, respectivamente.

A Netflix disparou 13,09%, com investidores reagindo positivamente ao balanço trimestral divulgado ontem, assim como os da United Airlines, que fechou em alta de 4,97%.

A Tesla e a IBM, que divulgariam seus resultados após o fechamento do pregão, tiveram desempenho misto: a montadora subiu 0,84%, enquanto a empresa de tecnologia caiu 0,35%.

(Com Agência Estado e The Wall Street Journal)

Compartilhe em suas redes!

WhatsApp
Facebook
LinkedIn
PUBLICIDADE

Matérias Relacionadas

PUBLICIDADE

Assine o TradeNews Express!

PUBLICIDADE

A Newsletter mais completa do mercado está de cara nova!

Preencha o formulário e cadastre-se para receber todos os dias.

Saiba os meses que as empresas devem pagar proventos em 2024 e monte sua carteira vencedora

Are you sure want to unlock this post?
Unlock left : 0
Are you sure want to cancel subscription?