Bolsas da Ásia fecham com ganhos robustos, após relaxamento de política anti-Covid da China

wance-paleri-NnRIrQ1USyw-unsplash (1)

As bolsas da Ásia registraram ganhos robustos nesta sexta-feira (11), após o governo da China relaxar algumas restrições para conter a Covid-19. A China diminuiu restrições na política de combate ao coronavírus, que até então esfriavam o crescimento da segunda maior economia do planeta neste ano. Entre as principais medidas anunciadas, o governo chinês reduziu o período de quarentena obrigatória para viajantes que entram no país.

Antes da flexibilização, cidadãos que chegavam do exterior precisavam ficar isolados em um local supervisionado pelas autoridades sanitárias por sete dias, antes de cumprir o isolamento em casa por mais três dias. A partir de agora, a quarentena fiscalizada será reduzida para cinco dias, com manutenção do monitoramento domiciliar em três dias. O cronograma também se aplicará às pessoas que tiverem contato próximo com infectados dentro do território chinês.

A bolsa de Xangai fechou com forte ganho. As ações reagiram positivamente à notícia de relaxamento da política chinesa anti-Covid. 

A Pinpoint Asset Management afirmou que o governo chinês “pretende caminhar para a reabertura da economia, embora o cronograma exato não esteja claro neste momento”. 

Ações ligadas ao consumo e ao setor imobiliário se destacaram, com China Tourism Group Duty Free em alta de 3,7%. Entre incorporadoras, Gemdale, China Vanke e Poly Developments & Holdings atingiram todas o limite diário de alta de 10%, também com expectativas de que Pequim reduza a pressão financeira do setor.

Na bolsa de Tóquio, o índice Nikkei também encerrou com fortes ganhos. A perspectiva de aperto menos duro nos EUA ajudou. Fabricantes de instrumentos de precisão estiveram entre os destaques, com Shimadzu em alta de 3,8% e Hoya, de 8,7%. A montadora Mazda Motor ganhou 7,6% e a Fujifilm, 11%, após as duas empresas elevarem projeções de resultados.

Em Hong Kong, o índice Hang Seng registrou alta de cerca de 7% com a política de Pequim para a covid-19 apoiando os ganhos robustos. Ações de companhias ligadas à internet, de fabricantes de partes de eletrônicos e de incorporadoras chinesas estiveram entre os destaques.

Na Coreia do Sul, ações de tecnologia e internet apoiaram a valorização. A perspectiva de Fed menos agressivo no aperto monetário nos EUA foi decisiva hoje para a praça sul-coreana, com Samsung Electronics em alta de 4,1%.

🇨🇳 Shanghai +1,69% (3.087)

🇯🇵 Nikkei +2,98% (28.263)

🇭🇰 Hang Seng +7,74% (17.325)

🇰🇷 Kospi +3,37% (2.483)

Compartilhe em suas redes!

WhatsApp
Facebook
LinkedIn
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

Matérias Relacionadas

PUBLICIDADE

Assine o TradeNews Express!

PUBLICIDADE

A Newsletter mais completa do mercado está de cara nova!

Preencha o formulário e cadastre-se para receber todos os dias.

Saiba os meses que as empresas devem pagar proventos em 2024 e monte sua carteira vencedora

Are you sure want to unlock this post?
Unlock left : 0
Are you sure want to cancel subscription?