Bolsas da Ásia fecham em queda, com nova mínima de 32 anos do iene

wance-paleri-NnRIrQ1USyw-unsplash (1)

As bolsas da Ásia fecharam em queda generalizada nesta quinta-feira (20), em linha com o desempenho negativo em Nova York na véspera. Temores de novos aumentos de juros do Fed pressionam os mercados globais e empurraram o câmbio japonês para nova mínima.

O iene caiu abaixo de 150 em relação ao dólar pela primeira vez desde 1990. Investidores se prepararam para uma intervenção do governo japonês no mercado cambial, pois a nova baixa representa mínima de 32 anos em relação à moeda americana.

O câmbio japonês se encontra em uma sequência de perdas de 11 sessões consecutivas até o fechamento de hoje e renovou as mínimas de 32 anos por seis sessões até agora.

“Enquanto o ponto terminal da taxa de juros dos EUA permanecer incerto, a força do dólar não diminuirá. 150 foi apenas um ponto de passagem, e o foco agora é se chegar a 160”, disse Takumi Tsunoda, economista sênior do Shinkin Central Bank. Instituto de Pesquisa em Tóquio.

Perspectivas de mais aumentos de juros nos EUA elevaram os rendimentos dos EUA e o dólar, principalmente em relação ao iene, já que o Banco do Japão está comprometido em manter as taxas de juros próximas de zero. Os temores também pressionaram as bolsas de Wall Street.

🇨🇳 Shanghai -0,31% (3.035)

🇯🇵 Nikkei -0,92% (27.007)

🇭🇰 Hang Seng -1,40% (16.280)

🇰🇷 Kospi -0,80% (2.218)

 

(Com Agência Estado, Dow Jones Newswires e Reuters)

Compartilhe em suas redes!

WhatsApp
Facebook
LinkedIn
PUBLICIDADE

Matérias Relacionadas

PUBLICIDADE

Assine o TradeNews Express!

PUBLICIDADE

A Newsletter mais completa do mercado está de cara nova!

Preencha o formulário e cadastre-se para receber todos os dias.

Saiba os meses que as empresas devem pagar proventos em 2024 e monte sua carteira vencedora

Are you sure want to unlock this post?
Unlock left : 0
Are you sure want to cancel subscription?