Bolsas da Ásia fecham em queda, com surpresa na decisão do BoJ e revisão da expectativa para PIB chinês

wance-paleri-NnRIrQ1USyw-unsplash (1)

As bolsas da Ásia fecharam em queda generalizada nesta terça-feira (20), após o Banco do Japão (BoJ) surpreender com um ajuste em sua política monetária. Uma nova revisão negativa da expectativa de crescimento do PIB da China pelo Banco Mundial também acentuou temores em relação à economia global.

A bolsa de Tóquio registrou as perdas mais expressivas da sessão, depois que a autoridade monetária japonesa inesperadamente alargou a banda de variação dos JGBs, os títulos de crédito do governo do Japão. Os juros dos bônus de 10 anos passaram do intervalo de -0,25% a +0,25% para o de -0,50% a +0,50%.

A taxa de curto prazo para depósitos permaneceu inalterada, entretanto, em -0,1%, e a meta do rendimento do título de 10 anos em cerca de zero.

Em coletiva de imprensa, o presidente do BoJ, Haruhiko Kuroda, negou que o banco central esteja se movimentando para acabar com seu relaxamento monetário. Segundo Kuroda, o ajuste da banda não representa um “aumento de juros” e tem o único objetivo de melhorar o funcionamento do mercado. Para ele, ainda é “muito cedo” para discutir os detalhes do processo de aperto.

Pelas estimativas de Kuroda, a inflação japonesa deve cair para abaixo da meta de 2% no próximo ano.

A moeda japonesa reagiu à decisão do BoJ com forte valorização ante o dólar.

Na China, o índice de Xangai recuou na esteira de novas projeções do Banco Mundial. A instituição agora prevê crescimento de 2,7% do Produto Interno Bruto (PIB) chinês este ano, ante previsão de 4,3% em junho. Ainda, o BC chinês deixou hoje suas principais taxas de juros inalteradas novamente.

Em comunicado, o Banco Popular da China (BPC) informou que a taxa de juros de referência a empréstimos (LPR) para 1 ano seguirá em 3,65%, enquanto a de 5 anos foi mantida em 4,30%.

O mau humor entre as praças asiáticas também segue o desempenho das bolsas de Nova York. Ontem, elas fecharam no vermelho pelo quarto pregão consecutivo, em meio a preocupações de que a tendência de aperto monetário nos EUA e na Europa provoque uma recessão global.

🇨🇳 Shanghai -1,07% (3.074)

🇯🇵 Nikkei -2,46% (26.568)

🇭🇰 Hang Seng -1,33% (19.095)

🇰🇷 Kospi -0,80% (2.333)

 

(Com Agência Estado e Dow Jones Newswires)

 

Compartilhe em suas redes!

WhatsApp
Facebook
LinkedIn
PUBLICIDADE

Matérias Relacionadas

PUBLICIDADE

Assine o TradeNews Express!

PUBLICIDADE

A Newsletter mais completa do mercado está de cara nova!

Preencha o formulário e cadastre-se para receber todos os dias.

Saiba os meses que as empresas devem pagar proventos em 2024 e monte sua carteira vencedora

Are you sure want to unlock this post?
Unlock left : 0
Are you sure want to cancel subscription?