Bolsas da Ásia fecham positivas, ante relaxamento de restrições para entrada de estrangeiros na China

E700F939-A40B-4AB2-A444-555CD6A35E94

As bolsas da Ásia fecharam em alta generalizada nesta terça-feira (28), frente ao anúncio do governo da China sobre um relaxamento de restrições para a entrada de estrangeiros no país. O período de quarentena será reduzido de 21 para 10 dias.

A Comissão Nacional de Saúde da China comunicou hoje a flexibilização da política “Covid-zero”, adotada há alguns meses no país para combater surtos locais da doença. O órgão estatal também flexibilizou requerimentos de testes para pessoas em quarentena.

O governo chinês afirmou que os ajustes advém de uma reação ao ritmo acelerado de transmissão e a dificuldade de detecção da variante Ômicron do coronavírus. De acordo com as autoridades, as novas regras vão “coordenar o máximo possível a prevenção e controle da pandemia e o desenvolvimento econômico e social”.

Não ficou claro quando as novas regras serão implementadas.

Nos mercados, ações de companhias aéreas, redes de restaurantes e operadoras de cassinos em Macau se valorizaram. As maiores altas da sessão incluem o site de reservas de viagens Trip.com, cujas ações dispararam 17% em Hong Kong, e a companhia de cassinos Sands China, que subiu em torno de 13%.

No domingo (26), o governo de Xangai teria anunciado, de acordo com a Reuters, que a cidade vai permitir a retomada gradual de refeições na parte interna dos restaurantes, em áreas de baixo risco e sem nenhuma disseminação em nível comunitário da Covid-19, a partir de amanhã (29). A cidade suspendeu um lockdown de dois meses em 1° de junho, mas muitos estabelecimentos seguiram sem permissão para servir refeições em espaços fechados.

🇨🇳 Shanghai +0,89% (3.409,21)

🇯🇵 Nikkei +0,66% (27.049,47)

🇭🇰 Hang Seng +0,85% (22.418,97)

🇰🇷 Kospi +0,84% (2.422,09)

 

Com informações do Dow Jones Newswires.

Compartilhe em suas redes!

WhatsApp
Facebook
Twitter
LinkedIn
PUBLICIDADE

Related Posts

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE