Bolsas da Ásia recuam com novas restrições dos EUA e desempenho em NY

wance-paleri-NnRIrQ1USyw-unsplash (1)

As bolsas da Ásia fecharam em queda generalizada nesta segunda-feira (10), após os EUA endurecerem regras de exportação de chips para a China e um novo tombo em Wall Street no fim da semana passada, ante a perspectiva de mais aumentos de juros.

A bolsa de Xangai reabriu após manter-se fechada na semana passada, devido ao feriado da Golden Week. Por outro lado, as praças do Japão e Coreia do Sul não operaram hoje, por conta de feriados locais.

Em face das novas restrições dos EUA, ações de gigantes de tecnologia chinesas como Alibaba e Tencent, bem como de fabricantes de chips, pressionaram os índices de Hong Kong e Xangai.

O governo americano publicou um extenso pacote de restrições na última sexta-feira (07), incluindo normas para dificultar a venda para a China de chips semicondutores destinados à computação avançada.

A China se opôs firmemente aos controles de exportação e insta os EUA a pararem imediatamente, disse hoje o Ministério do Comércio chinês em comunicado. De acordo com o documento, a decisão do governo americano prejudica não apenas as empresas chinesas, mas também os interesses comerciais dos exportadores norte-americanos.

🇨🇳 Shanghai -1,66% (2.974)

🇭🇰 Hang Seng -2,95% (17.216)

 

(Com Agência Estado, Dow Jones Newswires e Reuters)

Compartilhe em suas redes!

WhatsApp
Facebook
LinkedIn
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

Matérias Relacionadas

PUBLICIDADE

Assine o TradeNews Express!

PUBLICIDADE

A Newsletter mais completa do mercado está de cara nova!

Preencha o formulário e cadastre-se para receber todos os dias.

Saiba os meses que as empresas devem pagar proventos em 2024 e monte sua carteira vencedora

Are you sure want to unlock this post?
Unlock left : 0
Are you sure want to cancel subscription?