Bolsas da Ásia são impulsionadas pelo tom dovish da ata do Fed

wance-paleri-NnRIrQ1USyw-unsplash (1)

As bolsas da Ásia fecharam majoritariamente com ganhos nesta quinta-feira (24), um dia após a divulgação da ata da reunião monetária mais recente do Federal Reserve (Fed). A ata mostrou que os dirigentes da entidade defendem uma desaceleração no aperto das condições financeiras em breve. 

Os drivers positivos ofuscaram preocupações quanto ao aumento de casos de Covid-19 na China, que hoje atingiu o maior nível diário desde que a pandemia começou, em novembro de 2019. Em resposta, autoridades de Zhengzhou orientaram 6,6 milhões de habitantes da cidade a não saírem de casa pelos próximos cinco dias, em novo sinal de recrudescimento das restrições à mobilidade social no país.

De olho na situação da doença, o índice Shangai fechou em baixa, mas foi exceção.

Em Hong Kong, o índice Hang Seng, encerrou com ganhos, impulsionado pelo otimismo com a desaceleração do aperto monetário nos EUA, após a ata do Fed afirmar que a maioria dos dirigentes julgou que desacelerar o ritmo de alta de juros “provavelmente seria apropriado em breve”. 

Segundo o ING, o documento foi uma surpresa dovish ao mostrar forte apoio à desaceleração do aperto e “suporte mais fraco para a narrativa de mais alto por mais tempo'”, do presidente Jerome Powell.

Em Hong Kong, os principais ganhos ficaram com o setor imobiliário, com Country Garden e Longfor Group disparando 20% e 12%, respectivamente. O movimento ocorreu após bancos estatais da China afirmarem que vão liberar ao menos 270 bilhões de yuans em crédito para o setor, que vive uma extensa crise de liquidez.

No Japão, o índice Nikkei também fechou em alta, apesar do índice de gerentes de compras (PMI) do setor industrial do país cair abaixo de 50 em novembro, o que indica contração da atividade. 

O sul-coreano Kospi encerrou a sessão com ganhos, impulsionado pela moderação do aperto monetário local, após o BC da Coreia do Sul (BoK) elevar os juros em 0,25 p.p., a 3,25%.

O ajuste veio em linha com as expectativas, e após o banco aumentar a taxa de recompra de sete dias em 0,50 p.p. em outubro.

O BoK também cortou a projeção para a alta do Produto Interno Bruto (PIB) da Coreia do Sul em 2023, de 2,1% para 1,7%.

🇨🇳 Shanghai -0,25% (3.089)

🇯🇵 Nikkei +0,95% (28.383)

🇭🇰 Hang Seng + 0,78% (17.660)

🇰🇷 Kospi +0,96% (2.441)

Compartilhe em suas redes!

WhatsApp
Facebook
LinkedIn
PUBLICIDADE

Matérias Relacionadas

PUBLICIDADE

Assine o TradeNews Express!

PUBLICIDADE

A Newsletter mais completa do mercado está de cara nova!

Preencha o formulário e cadastre-se para receber todos os dias.

Saiba os meses que as empresas devem pagar proventos em 2024 e monte sua carteira vencedora

Are you sure want to unlock this post?
Unlock left : 0
Are you sure want to cancel subscription?