Bolsas globais derretem diante de preocupações com recessão global, enquanto Brasil aguarda votação da PEC dos Combustíveis

resumo do mês bolsas de valores abril 2022

As bolsas da Europa operam em queda generalizada nesta quinta-feira (30), e se encaminham para encerrar o pior trimestre desde 2020. Temores de uma recessão econômica global dão tônica ao humor do mercado, em meio à tendência de aperto da política monetária para combater a disparada da inflação. O Riksbank, banco central da Suécia, elevou hoje a taxa básica de juros em 0,5 p.p., a 0,75%. As autoridades monetárias da Noruega e Suíça tomaram decisões semelhantes recentemente. Já o BCE planeja subir os juros em 0,25 p.p. em julho, no que seria o primeiro aumento em mais de uma década. Diante de especulações sobre um aperto monetário mais agressivo pela instituição, indicadores econômicos europeus ficaram em segundo plano. A taxa de desemprego da Zona do Euro caiu além do esperado para maio, a 6,6%. Na Alemanha, as vendas no varejo subiram 0,6% no comparativo mensal de maio. O PIB do Reino Unido cresceu 0,8% no primeiro trimestre ante o período imediatamente anterior.

Os futuros de Nova York operam negativos, pressionados por preocupações com uma possível recessão econômica. Ontem, o PIB trimestral dos EUA reportou queda de 1,6% na leitura final, além do registrado nas prévias. Hoje, investidores acompanham os números do índice de preços PCE, indicador de referência do Fed para as decisões de política monetária. Há cerca de duas semanas, o BC americano anunciou seu maior aumento de juros desde 1994, em nova tentativa de conter a forte pressão inflacionária. O presidente da instituição, Jerome Powell, reforçou ontem, no Fórum do BCE, o compromisso do Fed contra a escalada dos preços, admitindo que o processo levará a “alguma dor” para a economia.

As bolsas da Ásia fecharam em queda, à exceção do índice de Xangai, que subiu diante de novos dados da economia da China. A atividade econômica chinesa voltou a se expandir, diante do relaxamento da política “Covid-zero” do país. 

Por aqui, o Banco Central publicou o Relatório Trimestral de Inflação (RTI). A taxa de desemprego da Pnad Contínua também é destaque na agenda do dia. Em Brasília, a sessão no Senado para votar a PEC dos Combustíveis está prevista para as 16h. O presidente do Senado, Rodrigo Pacheco, adiou o pleito para hoje, após apresentar o texto da proposta aos senadores no final da tarde de ontem. O adiamento reabre o prazo para apresentação de emendas à PEC.

Compartilhe em suas redes!

WhatsApp
Facebook
Twitter
LinkedIn
PUBLICIDADE

Related Posts

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE