Bradesco BBI vê Ibovespa a 130 mil pontos em 2022 e seleciona ações preferidas para o próximo ano

Bradesco BBI vê Ibovespa a 130 mil pontos em 2022 e seleciona ações preferidas para o próximo ano


O Bradesco BBI divulgou relatório nesta quinta-feira (16) no qual revisa suas projeções para o Ibovespa no próximo ano.

Na avaliação do banco, as ações brasileiras continuam a ser um caso de alto risco, dadas as incertezas, mas possuem uma assimetria para o lado positivo. As projeções da casa apontam para Ibovespa negociado aos 130 mil pontos ao fim do próximo ano, abaixo dos 150 mil estimados anteriormente, mas que ainda implica potencial de valorização de 21% ante o fechamento de quarta-feira (15).

Para a casa, o principal catalisador positivo para a Bolsa brasileira em 2022 será uma convicção cada vez maior de um ajuste fiscal profundo após as eleições – o que pode levar o mercado a uma recuperação significativa, segundo os analistas.

Um maior apetite global ao risco, surpresas positivas no crescimento do lucro das empresas e riscos inflacionários se dissipando, com maior aperto monetário no início do ano, estão entre os demais motores para as ações brasileiras.

Já um cenário de deterioração das ações de mercados emergentes e um aumento das chances de não haver um ajuste fiscal em 2022 podem pesar negativamente, destaca o time.

Segundo o BBI, haverá pouca visibilidade nos ajustes da política pós-eleitoral até o terceiro trimestre do ano que vem, poucos meses antes das eleições presidenciais.

Neste contexto, a preferência é por nomes de consumo discricionário e industriais, além de financeiros, com recomendação overweight (acima da média do mercado) por parte do Bradesco BBI. O banco tem posição neutra em consumo básico e energia e underweight (abaixo da média) em materiais.

“Nossa alocação com preferência para nomes cíclicos fornece exposição à opcionalidade política como, por exemplo, o risco de que o próximo governo venha a realizar um ajuste fiscal profundo”, escreve o BBI.

Ainda no relatório, o Bradesco BBI avalia que o índice MSCI Brazil está barato, sendo um dos índices de pior desempenho do mundo no ano, se descolando da maioria dos grandes índices globais. Segundo os analistas, isso é um sinal claro de que as ações brasileiras não têm participado da “festa” das ações globais.

Para o time de análise, a maioria dos setores que compõem o MSCI Brazil parecem baratos, sendo negociados com múltiplos descontados. Apenas industriais, tecnologia e saúde negociam com prêmio em relação à média histórica.

Top Picks

Em um ambiente de maior incerteza, com os investidores de olho no âmbito fiscal e nas eleições, histórias individuais devem se destacar ainda mais no próximo ano.

Segundo os analistas, o stock picking (ou escolha a dedo das ações) será muito importante para o próximo ano e deve garantir aos investidores retornos superiores àqueles encontrados nas alocações setoriais.

Confira, a seguir, as ações preferidas do Bradesco BBI na Bolsa para investir em 2022:

Bancos: Itaú Unibanco (ITUB4), Banco ABC (ABCB4)

Financeiras: XP (XPBR31), Totvs (TOTS3)

Energia: Petrobras (PETR4), Vibra Energia (VBBR3), Cosan (CSAN3), PetroRio (PRIO3)

Metais e mineração, papel e celulose: Usiminas (USIM5), Gerdau (GGBR4), Suzano (SUZB3)

Varejo: Alpargatas (ALPA4), Arezzo (ARZZ3), Centauro (SBFG3), Renner (LREN3)

Alimentos e bebidas: BRF (BRFS3), MDias Branco (MDIA3), Ambev (ABEV3)

Saúde: Oncoclinicas (ONCO3), SulAmerica (SULA11), Hapvida (HAPV3)

Mercado imobiliário: Multiplan (MULT3), Iguatemi (IGTI3), MRV Engenharia (MRVE3), Direcional (DIRR3)

Transporte e bens de capital: Vamos (VAMO3), Santos Brasil (STBP3), Embraer (EMBR3)

Utilities: Alupar (ALUP11), Neoenergia (NEOE3)

Oportunidade de compra? Estrategista da XP revela 6 ações baratas para comprar hoje. Assista aqui.

Compartilhe em suas redes!

WhatsApp
Facebook
Twitter
LinkedIn
PUBLICIDADE

Matérias Relacionadas

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

Receba o TradeNews no seu e-mail

Are you sure want to unlock this post?
Unlock left : 0
Are you sure want to cancel subscription?