Central de FIIs: 35 fundos pagam dividendos, Rio Bravo cancela amortização a cotistas; Ifix sobe

Central de FIIs: 35 fundos pagam dividendos, Rio Bravo cancela amortização a cotistas; Ifix sobe


A sessão desta terça-feira (14) começa com uma bateria de fundos imobiliários distribuindo rendimentos. Ao todo, 35 FIIs depositarão proventos, que vão de R$ 0,06 a R$ 1,87, como é o caso do Urca Prime Renda (URPR11). Confira mais detalhes ao longo do Central de FIIs.

A possibilidade de gerar renda passiva com o recebimento de dividendos dos fundos imobiliários é uma das principais vantagens deste tipo de investimento, segundo Pablo Spyer, economista conhecido como “Tourinho de Ouro”.

Segundo ele, a garantia de manutenção do rendimento mensal – mesmo em períodos como o atual, de desvalorização das cotas – oferece oportunidade de o investidor continuar aumentando o patrimônio. Spyer lembra ainda que o rendimento gerado pelos FIIs é isento de Imposto de Renda. O “Tourinho de Ouro” será a atração desta terça-feira (14) do Liga de FIIs.

Na sessão de hoje, o IFIX – índice dos fundos imobiliários mais negociados na Bolsa – opera no campo positivo. Às 11h07, o indicador subia 0,31%, aos 2.683 pontos. Na segunda-feira (13), o índice fechou o pregão estável. No mês, o Ifix tem ganhos de 4,05% e, em 2021, acumula queda de 6,54%.

Maiores altas desta terça-feira (14):

TickerNomeSetorVariação (%)
RVBI11VBI ReitsTítulos e Val. Mob.3,62
LVBI11VBI LogisticoLogística2,91
FIGS11General ShoppingShoppings2,03
ARCT11Riza Arctium Real EstateHíbrido1,56
VIFI11Vinci Instrumentos FinanceirosTítulos e Val. Mob.1,48

 

Maiores baixas desta terça-feira (14):

TickerNomeSetorVariação (%)
XPSF11XP SelectionOutros-1,09
BTCR11BTG Pactual Credito ImobiliarioTítulos e Val. Mob.-0,99
VCJR11Vectis Juros RealTítulos e Val. Mob.-0,91
VTLT11Votorantim LogisticaLogística-0,8
HGCR11CSHG Recebiveis ImobiliariosTítulos e Val. Mob.-0,77

Fonte: B3

SDI Logística conclui compra de galpão em Guarulhos, Rio Bravo suspende amortização de fundo e mais

Confira as últimas informações divulgadas por fundos imobiliários em fatos relevantes:

SDI Logística (SDIL11) finaliza pagamento de galpão em Guarulhos

O fundo SDI Rio Bravo Renda Logística concluiu a compra, iniciada em junho de 2021, do Galpão Guarulhos, próximo à rodovia Presidente Dutra, em São Paulo.

Nesta segunda-feira (13), o fundo pagou a terceira e última parcela referente à aquisição, no valor de R$ 2,75 milhões. O pagamento estava condicionado à possibilidade de expansão do imóvel, aprovada pelo governo de São Paulo.

O espaço conta com um terreno livre para construção adicional de aproximadamente 7 mil metros quadrados de área bruta locável (ABL).

Com a conclusão dos pagamentos, o valor total da aquisição do Galpão Guarulhos é de R$ 36 milhões.

De acordo com cálculos do SDI Rio Bravo, a estimativa de retorno anual com dividendos do negócio é de 11% a partir do terceiro ano.

Além do Galpão Guarulhos, o fundo conta com outros quatro imóveis distribuídos em São Paulo, Minas Gerais e Rio de Janeiro, totalizando uma ABL de 319 mil metros quadrados.

Mogno Hotéis (MGHT11) paga primeira parcela do The Pearl Hotel, em Búzios

O fundo Mogno Hotéis finaliza a compra do The Pearl Hotel, estabelecimento localizado na cidade de Armação de Búzios, no Rio de Janeiro (RJ).

Em fato relevante, divulgado nesta segunda-feira (13), o fundo informou que realizou o pagamento de R$ 9,5 milhões, primeira parcela do negócio, avaliado em R$ 35 milhões.

O Mogno Hotéis estima que o negócio terá um acréscimo mensal na distribuição de rendimentos equivalente a R$ 0,13 por cota.

Com patrimônio líquido de R$ 128 milhões, o portfólio do fundo apresenta outros seis hotéis no Rio de Janeiro, Santa Catarina e em São Paulo.

Husi (HUSI11) atualiza cronograma de oferta

O fundo Husi, do segmento de hospitais, complementou os dados da oferta privada de cotas aprovada na assembleia geral do fundo no início de novembro.

No anúncio da emissão, o fundo não havia incluído detalhes sobre as cotas não subscritas no prazo do exercício do direito de preferência.

Em novo comunicado ao mercado, os administradores explicaram que as cotas não subscritas ficarão disponíveis aos demais investidores do fundo pelo período de dez dias úteis e, se não houver interessados, haverá o cancelamento dos papéis.

O volume total da emissão será de R$ 10 milhões e está disponível apenas aos cotistas com posição no fechamento do pregão do dia 11 de novembro.

O valor unitário das novas cotas foi definido em R$ 1 mil e o fator de proporção é de 9%. Não é permitido a negociação do direito de preferência.

Com patrimônio líquido de R$ 99 milhões, o fundo Husi não tem distribuído dividendos nos últimos meses.

Rio Bravo Crédito Imobiliário II (RBVO11) suspende pagamento de amortização previsto para dezembro

Em comunicado aos cotistas, o fundo Rio Bravo Crédito Imobiliário II avisou que não realizará a amortização anual programada para esta quarta-feira (15).

Com prazo para liquidação do fundo até dezembro de 2024, os administradores anualmente vendem parte da carteira e distribuem entre os cotistas.

Em dezembro de 2020, o Rio Bravo Crédito Imobiliário II amortizou o equivalente a R$ 5 milhões, ou R$ 9,78 por cota.

Este ano, porém, o fundo suspendeu o pagamento em decorrência da dificuldade de negociação dos ativos do portfólio e, consequentemente, a inexistência de recursos em caixa.

O Rio Bravo Crédito Imobiliário II colocará em consulta a possibilidade de realizar amortizações extraordinários, em datas distintas do período previsto no regulamento do fundo.

Dividendos de hoje

Confira os fundos imobiliários que distribuem rendimentos nesta terça-feira (14):

TickerFundoRendimento (R$)
URPR11Urca Prime Renda R$       1,87
HGPO11CSHG Prime R$       1,35
MFII11Mérito Desenvolvimento R$       1,24
HGLG11CSHG Logística R$       1,10
RBED11Rio Bravo Renda Educacional R$       1,06
HGBS11Hedge Brasil Shopping R$       1,05
OUJP11Ourinvest JPP R$       1,00
HGCR11CSHG Recebiveis Imobiliarios R$       0,95
XPCI11XP Credito Imobiliario R$       0,92
BBPO11BB Progressivo II R$       0,87
GALG11Guardian Logística R$       0,84
TRXF11TRX Real Estate R$       0,80
KNRI11Kinea Renda Imobiliária R$       0,77
HGRU11CSHG Renda Urbana R$       0,72
XPSF11XP Selection R$       0,70
HGRE11CSHG Real Estate R$       0,69
GTWR11Green Towers R$       0,67
VILG11Vinci Logistica R$       0,64
XPLG11XP Log R$       0,64
VIFI11Vinci Instrumentos Financeiros R$       0,63
SARE11Santander Renda R$       0,62
MALL11Malls Brasil Plural R$       0,62
VISC11Vinci Shopping Centers R$       0,61
HFOF11Hedge Top FoF II R$       0,60
SADI11Santander Papeis Imobiliarios R$       0,59
HSLG11HSI Logística R$       0,58
VINO11Vinci Offices R$       0,55
XPPR11XP Properties R$       0,55
HGFF11CSHG FoF R$       0,55
TEPP11Tellus Properties R$       0,48
KFOF11Kinea FoF R$       0,48
FIGS11General Shopping R$       0,32
XPCM11XP Corporate Macaé R$       0,19
MXRF11Maxi Renda R$       0,08
KISU11KILIMA R$       0,06

Fonte: InfoMoney

Giro imobiliário: “Tourinho de Ouro” no Liga de FIIs e ata do Copom

Copom avaliou aumento maior da Selic na última reunião do ano

O Comitê de Política Monetária (Copom) do Banco Central divulgou hoje a ata da última reunião do colegiado que elevou a taxa básica de juros da economia nacional, Selic, em 1,5 ponto percentual, para 9,25% ao ano. Foi o segundo aumento consecutivo dessa magnitude e a sétima vez consecutiva que o Copom subiu a taxa, que chega ao maior patamar desde julho de 2017.

De acordo com o documento, ao decidir pelo aumento de 1,50 ponto percentual na Selic, o Banco Central fez comparações entre cenários envolvendo ritmos de ajuste mais fortes.

No documento, a autoridade monetária também aponta que o ritmo de ajuste de 1,50 ponto percentual, neste momento, é adequado para garantir a convergência da inflação e consolidar a ancoragem das expectativas de prazos mais longos.

Tradicionalmente, a elevação da Selic aumenta a rentabilidade das aplicações de renda fixa, que acabam atraindo investidores de produtos com maior risco, como os fundos imobiliários.

Leia mais:

  • Ata do Copom: BC avaliou ajuste maior que 1,5 ponto na Selic e cenário de juro alto por mais tempo

“Invisto em fundos imobiliários há dez anos”, afirma Pablo Spyer, o “Tourinho de Ouro”

O Liga de FIIs desta terça-feira (14) entrevistará Pablo Spyer, economista conhecido como o “Tourinho de Ouro”, que afirma investir em fundos imobiliários há dez anos. Ele também fará um balanço dos indicadores econômicos em 2021 e projetará o que o investidor deverá esperar para o ano que vem, especialmente do ponto de vista dos fundos imobiliários.

Além de economista, o “Tourinho de Ouro” é empresário, conselheiro da Ancord (Associação Nacional das Corretoras e Distribuidoras de Títulos e Valores Mobiliários, Câmbio e Mercadorias), apresentador de rádio e influenciador digital.

Produzido pelo InfoMoney, o Liga de FIIs é apresentado por Maria Fernanda Violatii, economista da XP, Thiago Otuki, economista do Clube FII, e Wellington Carvalho, repórter de fundos imobiliários do InfoMoney. O programa vai ao ar todas às terças-feiras, às 19h, no canal do InfoMoney no Youtube. Você confere todas as edições do Liga de FIIs aqui.

Compartilhe em suas redes!

WhatsApp
Facebook
Twitter
LinkedIn
PUBLICIDADE

Matérias Relacionadas

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

Receba o TradeNews no seu e-mail

Are you sure want to unlock this post?
Unlock left : 0
Are you sure want to cancel subscription?