China irá tomar medidas para frear desaceleração econômica

TCYOKTRG65IQDLB2G72PVT7J3I

A China irá impulsionar a demanda econômica de maneira forte, razoável e moderada e vai acelerar a construção de infraestrutura no terceiro trimestre do ano, segundo autoridades de planejamento estatal.

Os comentários vieram após dados sombrios de julho, que mostraram que a segunda maior economia do mundo desacelerou inesperadamente e os investimentos imobiliários caíram no ritmo mais rápido deste ano.

“A China otimizará as políticas para sustentar a recuperação econômica, as macropolíticas devem expandir a demanda ativamente de maneira forte, razoável e moderada”, disse Yuan Da, porta-voz da Comissão Nacional de Desenvolvimento e Reforma (CNDR), em entrevista coletiva. O país intensificará o uso de títulos especiais do governo local e novos créditos concedidos por bancos de políticas, acrescentou Yuan.

A CNDR aprovou em julho oito projetos de investimento em ativos fixos no valor de 236,8 bilhões de yuans, aproximadamente US$ 34,89 bilhões.

Em 31 de julho, a China havia emitido a maior parte dos 3,45 trilhões de yuans em títulos especiais destinados à infraestrutura, disse Luo Guosan, funcionário do departamento de desenvolvimento de infraestrutura da CNDR, na mesma entrevista coletiva. Isso fazia parte da cota anual de títulos especiais de 3,65 trilhões de yuans em 2022.

O Estado está intensificando os gastos em projetos de infraestrutura para sustentar a economia em declínio, que foi prejudicada por restrições rígidas do Covid-19, um mercado imobiliário conturbado e o consumo fraco.

O investimento em infraestrutura cresceu 7,4% nos primeiros sete meses do ano em relação ao mesmo período do ano anterior, de acordo com dados do departamento de estatísticas divulgados nesta segunda-feira (15).

“O emprego jovem está sob maior pressão este ano devido à sobreposição de fatores estruturais, cíclicos e sazonais”, disse Yuan. “A China lançará medidas práticas para apoiar startups e empregos para jovens”.

A situação do emprego permaneceu frágil. Dados oficiais divulgados ontem mostraram que a taxa de desemprego com base em pesquisa nacional diminuiu ligeiramente em julho em relação a junho, enquanto o desemprego entre os jovens permaneceu insistentemente alto, atingindo um recorde de 19,9% em julho.

(US$ 1 = 6,7867 yuans chineses)

 

(Com Reuters)

Compartilhe em suas redes!

WhatsApp
Facebook
LinkedIn
PUBLICIDADE

Matérias Relacionadas

PUBLICIDADE

Assine o TradeNews Express!

PUBLICIDADE

A Newsletter mais completa do mercado está de cara nova!

Preencha o formulário e cadastre-se para receber todos os dias.

Saiba os meses que as empresas devem pagar proventos em 2024 e monte sua carteira vencedora

Are you sure want to unlock this post?
Unlock left : 0
Are you sure want to cancel subscription?