CPI dos EUA concentra atenções e gera cautela em mercados globais; PIB do G20 desacelera

patrick-weissenberger-uJhgEXPqSPk-unsplash


As bolsas da Europa operam em alta cautelosa nesta terça-feira (13), ampliando ganhos recentes. Os futuros de Nova York também registram sinal positivo, sugerindo que Wall Street irá ampliar ganhos que acumula desde a semana passada. Ambos os mercados são impactados pela expectativa de que dados da inflação ao consumidor (CPI) dos Estados Unidos irão mostrar nova desaceleração, o que pode levar o Federal Reserve (Fed) a moderar seu ritmo de elevação de juros.

Segundo ferramenta de medição do CME Group, as chances de que o banco central americano aumente seus juros básicos em 0,75 p.p. pela terceira vez consecutiva – em reunião no próximo dia 21 – são de 86%.

Levantamento do Projeções Broadcast sugere que a taxa anual do CPI dos EUA terá nova desaceleração em agosto, enquanto o núcleo do índice deverá ganhar leve força. Os dados do último mês serão conhecidos às 9h30.

Na Alemanha, o CPI anual voltou a acelerar, de 7,5% em julho para 7,9% em agosto. O resultado veio em linha com a previsão de economistas em pesquisa do Wall Street Journal. “A principal razão para a alta da inflação ainda são os aumentos de preços de produtos energéticos e alimentos”, afirma Georg Thiel, presidente do Destatis, escritório de estatísticas alemão.

Os preços ligados à energia subiram 35,6% na comparação anual de agosto, apesar das medidas de alívio adotadas pelo governo, incluindo descontos em combustíveis. O aumento dos preços da energia doméstica foi particularmente acentuado, com aumento de 46,4%.

Já o índice alemão de expectativas econômicas medido pelo instituto ZEW caiu mais do que o esperado em setembro, a -61,9 pontos, num momento em que a maior economia europeia enfrenta uma grave crise energética diante da suspensão do fornecimento de gás natural pela Rússia.

Entre o G20, como é conhecido o grupo das 20 maiores economias do mundo, o PIB sofreu contração de 0,4% no segundo trimestre de 2022 ante os três meses anteriores. O desempenho contrasta com o do primeiro trimestre, quando o PIB do G20 cresceu 0,5% em relação ao quarto trimestre de 2021.

A desaceleração reflete principalmente o resultado da China, cuja economia encolheu 2,6% no segundo trimestre, depois de avançar 1,4% no trimestre anterior.

As bolsas da Ásia fecharam majoritariamente em alta, em linha com mais uma sessão de ganhos em Wall Street, no aguardo da inflação ao consumidor dos EUA. Os mercados da China, Hong Kong e Coreia do Sul reabriram após um feriado local.

Por aqui, com a agenda praticamente esvaziada, o destaque do dia é pesquisa mensal de serviços de julho às 9h.

Entre os presidenciáveis, Luiz Inácio Lula da Silva (PT) não tem agenda pública. Jair Bolsonaro (PL) participa com Tarcísio de Freitas, candidato pelo Republicanos ao governo do Estado de São Paulo, de ato de campanha em Sorocaba. Antes do comício, o chefe do Executivo deve realizar uma motociata com apoiadores na cidade. Ciro Gomes (PDT) realiza atos de campanha na Bahia.

Desempenho dos principais índices às 7h40:

🇺🇸 S&P Futures +0,57%

🇩🇪 DAX +0,52%

🇺🇸 Nasdaq +0,51%

🇬🇧 FTSE +0,38%

🇫🇷 CAC ¨+0,48%

🛢 Petróleo Brent +1,05%

🛢 Petróleo WTI +1,13%

💵 Índice Dólar -0,46%

🇺🇸 S&P VIX -1,01%

🇧🇷 EWZ +0,75%

💰 Bitcoin +1,46%

💲 Ethereum -1,00

 

 

(Com Agência Estado)

Compartilhe em suas redes!

WhatsApp
Facebook
LinkedIn
PUBLICIDADE

Matérias Relacionadas

PUBLICIDADE

Assine o TradeNews Express!

PUBLICIDADE

A Newsletter mais completa do mercado está de cara nova!

Preencha o formulário e cadastre-se para receber todos os dias.

Saiba os meses que as empresas devem pagar proventos em 2024 e monte sua carteira vencedora

Are you sure want to unlock this post?
Unlock left : 0
Are you sure want to cancel subscription?