Crescimento da receita fiscal da China desacelera apesar de recuperação econômica

Crescimento da receita fiscal da China desacelera apesar de recuperação econômica


PEQUIM (Reuters) – O crescimento da receita fiscal da China desacelerou em janeiro-maio, mostraram dados do Ministério das Finanças nesta quinta-feira, mesmo com a economia mostrando sinais de recuperação.

As receitas fiscais totalizaram 8,67 trilhões de yuans (1,29 trilhão de dólares) nos primeiros cinco meses, um aumento de 2,9% em relação ao mesmo período do ano anterior, após excluir os descontos de crédito do imposto sobre valor agregado (IVA). O resultado, no entanto, foi mais lento do que um aumento de 5% visto em janeiro-abril.

A receita fiscal somente em maio encolheu 32,5% em relação ao ano anterior, segundo cálculos da Reuters com base nos dados oficiais.

A receita de vendas de terrenos do governo caiu pelo quarto mês em 24,03% em maio, com os representantes imobiliários ficando cautelosos com as compras de terrenos.

Os gastos fiscais atingiram 9,91 trilhões de yuans nos primeiros cinco meses, um aumento de 5,9% em relação ao ano anterior, mostraram os dados do Ministério das Finanças.

A economia da China mostrou sinais de recuperação em maio após a queda no mês anterior, com a produção industrial subindo inesperadamente, mas o consumo ainda estava fraco.

O gabinete prometeu aumentar os cortes anuais de impostos, incluindo descontos de crédito de IVA, para 2,64 trilhões de yuans de um valor inicial de 2,5 trilhões de yuans, para ajudar a estimular o crescimento.

Os cortes de impostos e os gastos com testes em massa de Covid pressionaram a receita e os gastos fiscais dos governos locais.

(Reportagem de Ellen Zhang, Gao Liangping e Kevin Yao)

Compartilhe em suas redes!

WhatsApp
Facebook
Twitter
LinkedIn
PUBLICIDADE

Matérias Relacionadas

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

Receba o TradeNews no seu e-mail

Are you sure want to unlock this post?
Unlock left : 0
Are you sure want to cancel subscription?