Criptos hoje: Bitcoin freia antes dos US$ 50 mil, Ethereum recupera US$ 4 mil e Avalanche dispara 35%

Criptos hoje: Bitcoin freia antes dos US$ 50 mil, Ethereum recupera US$ 4 mil e Avalanche dispara 35%


O Bitcoin (BTC) imprimiu fortes ganhos na tarde de ontem após decisão do Federal Reserve de reduzir em US$ 30 bilhões mensais o volume de compras como parte da política de estímulo econômico, reforçando a tese de que a medida já estava precificada pelo mercado antes do anúncio na quarta-feira (15).

De pouco mais de US$ 47 mil, a principal criptomoeda do mundo avançou rapidamente para US$ 49.257 com a confirmação da aceleração na retirada dos estímulos e a perspectiva de início de subida nos juros nos Estados Unidos. Cerca de uma hora mais tarde, o preço atingiu US$ 49.400, mas voltou a cair. Às 7h09 de hoje, o BTC é negociado a US$ 48.925,06.

Quer aprender a investir em criptoativos de graça, de forma prática e inteligente? Nós preparamos uma aula gratuita com o passo a passo. Clique aqui para assistir

O movimento mostra que ainda há forte resistência (alta quantidade de ordes de compra) perto do patamar de US$ 50 mil. Além disso, analistas apontam que grandes ordens de compra por US$ 53 mil foram retiradas, sugerindo que o rali de ontem pode ter sido momentâneo.

A redução de estímulos do banco central dos EUA é vista como negativa para o Bitcoin pois segura o ritmo de entrada de novo dinheiro no mercado financeiro e nas criptomoedas, e pode desacelerar a emissão de dólares, consequentemente ajudando a frear a inflação da moeda americana – uma das teses de investimento no BTC é justamente a proteção contra a inflação.

No entanto, tudo indica que o mercado já projetava esse cenário e se antecipou à notícia realizando lucros ao longo de dezembro. Nas primeiras duas semanas do mês, as criptomoedas perderam mais de US$ 500 bilhões em valor de mercado.

O anúncio do FED, então, eliminou incertezas, como um possível aperto monetário mais severo, e deu vazão ao rali de ontem, em que as altcoins, como são chamadas criptos além do BTC, registraram alta mais acentuada do que o Bitcoin.

O Ethereum (ETH), por exemplo, recuperou o nível de US$ 4 mil e registra alta de 4,2% nesta manhã. Mas foram os seus rivais os que mais aproveitaram a alta generalizada dos ativos digitais. A Solana (SOL), que vinha em baixa há mais de uma semana, saltou quase 16% desde o anúncio do FED.

Já a Avalanche (AVAX) foi ainda melhor e atingiu alta de 23%, impulsionada também por um relatório do Bank of America que chancela a blockchain como uma alternativa viável ao Ethereum. Em dois dias, o token desta plataforma já soma alta de cerca de 35%.

Confira o desempenho das principais criptomoedas às 7h09:

CriptomoedaPreçoVariação nas últimas 24 horas
Bitcoin (BTC)US$ 48.925,06+0,9%
Ethereum (ETH)US$ 4.047,74+4,2%
Binance Coin (BNB)US$ 537,12+1,1%
Solana (SOL)US$ 182,11+8,5%
Cardano (ADA)US$ 1,31+4,0%

As criptomoedas com as maiores altas nas últimas 24 horas:

CriptomoedaPreçoVariação nas últimas 24 horas
XDC Network (XDC)US$ 0,092766+20,6%
Stacks (STX)US$ 2,33+17,6%
Arweave (AR)US$ 43,69+16,5%
Kadena (KDA)US$ 12,23+14,3%
Elrond (EGLD)US$ 318,01+12,3%

As criptomoedas com as maiores baixas nas últimas 24 horas:

CriptomoedaPreçoVariação nas últimas 24 horas
Decentralized Social (DESO)US$ 123,79-18,4%
Near (NEAR)US$ 9,72-6,6%
EOS (EOS)US$ 3,36-2,9%
Gala (GALA)US$ 0,50-0,7%
PancakeSwap (CAKE)US$ 12,84-0,1%

Confira como fecharam os ETFs de criptomoedas no último pregão:

ETFPreçoVariação
Hashdex NCI (HASH11)R$ 54,30+4,46%
Hashdex BTCN (BITH11)R$ 67,00+2,29%
Hashdex Ethereum (ETHE11)R$ 69,25+3,2%
QR Bitcoin (QBTC11)R$ 17,96+4,29%
QR Ether (QETH11)R$ 16,90+6,89%

Veja as principais notícias do mercado cripto desta quinta-feira (16):

Bank of America defende Avalanche como alternativa ao Ethereum

Um relatório do Bank of America apontou que a plataforma de contratos inteligentes Avalanche tem uma capacidade de escalar com segurança e descentralização que a credencia como alternativa viável ao Ethereum para projetos de NFT, jogos, finanças descentralizadas (DeFi), entre outros.

Para o banco americano, um histórico crítico do Bitcoin mas defensor da adoção institucional de tecnologia blockchain, a funcionalidade de sub-redes da Avalanche favorece o aumento da sua adoção.

“As sub-redes permitem um tempo de finalização mais rápido (liquidação) e custos mais baixos do que os blockchains alternativos”, escreveram os analistas no documento.

Prova da aderência da Avalanche seria a quantia depositada por usuários nos mais de 380 projetos construídos na plataforma, que cresceu 6.255% desde agosto.

O preço do token AVAX refletiu positivamente à divulgação do relatório com um desempenho melhor do que rivais no rali de ontem, quando chegou a subir 16%. A valorização em dois dias, porém, alcança 35% – antes, a cripto já havia valorizado após começar a oferecer suporte para a stablecoin USD Coin (USDC).

Quer aprender a investir em criptoativos de graça, de forma prática e inteligente? Nós preparamos uma aula gratuita com o passo a passo. Clique aqui para assistir

Compartilhe em suas redes!

WhatsApp
Facebook
Twitter
LinkedIn
PUBLICIDADE

Matérias Relacionadas

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

Receba o TradeNews no seu e-mail

Are you sure want to unlock this post?
Unlock left : 0
Are you sure want to cancel subscription?