Deixar de usar stop, “a maior burrada” que Raphael Figueredo, sócio e analista da Eleven, já fez

Thumbs Entrelinhas do Mercado - Rafael Figueredo 1

“A consciência da alavancagem eu sempre tive.”

Raphael Figueredo, ou Rafi, sócio analista da Eleven Financial, tem o day trade como parte de seu dia a dia há bastante tempo, mas não começou a jornada no mercado financeiro direto na modalidade.

“Quem começa hoje direto no day trade vai passar por um caminhão de dificuldades que não passaria se ele começasse primeiro olhando o mercado acionário, olhando movimentos de grande tendência”, contou Rafi no quarto episódio da série Entrelinhas do Day Trade.

“O segredo para dar errado é você sonhar só com as coisas boas e esquecer que você está tratando do mercado de renda variável.”

A prática das operações de curto prazo compara-se a esportes de alta performance para o analista. “Ou seja, você tem que começar a andar, caminhar. Engatinhar, para depois andar, para depois correr, depois começar a treinar muito para virar um atleta de alta performance”, metaforiza Rafi.

Ele destaca que todo atleta profissional já foi amador, e todo aspirante a trader deve percorrer etapas semelhantes antes de se lançar na modalidade.

“O day trade, por ser day trade, permite alavancagens de maneira muito mais intensa”.

Por conta da cautela presente desde seu início na bolsa de valores, Rafi nunca “quebrou de verdade, no sentido de perder tudo”. Sua maior perda no mercado aconteceu durante o bull market entre 2004 e 2008. Por conta de uma imprudência, as operações do analista durante o período serviram para recuperar prejuízos, não para acumulação de capital.

“Se eu tivesse respeitado meus limites, seu eu tivesse feito a coisa correta na essência, talvez eu teria pegado aquele bull market de uma outra forma”, ponderou.

Às entrelinhas

Raphael operou em bolsa pela primeira vez aos 16 anos, através de simulador. Introduzido por um colega das partidas de squash, “já entendia mais ou menos como funcionava o mercado”.

Aos 18, Rafi ganhou um carro de presente do pai após passar para a faculdade, mas vendeu o veículo para aplicar o dinheiro na bolsa. “Ali foi definitivamente o começo não da experiência, mas o começo do lado prático”, posteriores aos dois anos das simulações e estudo autodidata.

“Eu operei praticamente todos os tipos de mercado que existiam na época”, relatou o analista. O período, prossegue, foi bom para entender riscos, entender os limites do mercado, as variáveis que fazem as movimentações acontecerem.

Prudência, todavia, não é sinônimo de perfeição. Após três ou quatro anos de operações, Rafi já realizava day trade com opções, em estratégia de venda de volatilidade. “É uma estratégia em que você acredita sempre que o tempo vai a seu favor, conforme for chegando próximo ao vencimento, e é uma estratégia que você fica muito alavancado”, explica.

“Quem disser que nunca perdeu, tá errado”.

Posicionado em Telemar – atual Vivo [VIVT3] – em alavancagem de 1 para, 8,5, o hoje analista almoçava em frente ao computador, como habitual, quando acidentalmente derramou água sobre o teclado.

“A Telemar não podia subir 1,5% a 2% naquele dia, porque eu estava muito alavancado, as posições estavam muito ajustadas”, frisou. No espaço de tempo entre levantar-se, buscar papel para secar a mesa e voltar para o quarto, a oscilação da Telemar ultrapassou 3,5%.

Na situação, Rafi não tinha determinado stop para a operação. “A maior burrada que eu fiz”, avalia. O prejuízo foi de quase 70% do patrimônio alocado. “Eu recuperei toda essa grana que eu perdi em segundos, minutos, em cinco anos”.

Atualmente, o analista define-se atualmente como um trader estrategista e pratica uma técnica chamada “top down”. Nela, olha-se inicialmente diferentes classes de ativos – mercado forex, commodities, câmbio em contexto macro – para, depois, afunilar a perspectiva “até chegar na variável do que você vai escolher para fazer o day trade”, geralmente ações ou contratos futuros de índice ou dólar.

Compartilhe em suas redes!

WhatsApp
Facebook
LinkedIn
PUBLICIDADE

Matérias Relacionadas

PUBLICIDADE

Assine o TradeNews Express!

PUBLICIDADE

A Newsletter mais completa do mercado está de cara nova!

Preencha o formulário e cadastre-se para receber todos os dias.

Saiba os meses que as empresas devem pagar proventos em 2024 e monte sua carteira vencedora

Are you sure want to unlock this post?
Unlock left : 0
Are you sure want to cancel subscription?