Desemprego na Zona do Euro tem recorde de baixa; Campos Neto diz que BC vai trabalhar com governo de Lula

roberto-campos-neto-presidente-banco-central-bcb


As bolsas da Europa exibem sinal negativo nesta quinta-feira (03). Os futuros de Nova York também operam em queda, estendendo as perdas mais fortes vistas ontem, diante da postura do Federal Reserve (Fed) de manter o aperto monetário para conter a inflação. A forte baixa da véspera ainda influencia o mercado acionário europeu, diante das renovadas promessas de mais aperto monetário pelo Fed.

Em relação a NY, o Swissquote comentou em relatório a clientes que o Nasdaq perdeu a “marca psicológica” dos 11 mil pontos. O banco acredita que o Nasdaq deve estender as perdas rumo aos 10.200 pontos, a se julgar pelo padrão visto por ele desde o fim de março deste ano. 

De volta às praças europeias, o Banco Central Europeu (BCE) também reafirmou que a direção na política monetária é de mais aperto, com a calibragem como questão a se discutir. 

No Reino Unido, o índice de gerentes de compras (PMI) de serviços recuou a 48,8 em outubro, mas ficou acima da previsão de 47,5 dos analistas ouvidos pelo Wall Street Journal.

Já na Turquia, o índice de preços ao consumidor (CPI) avançou à taxa anual de 85,5% em outubro, no maior nível desde junho de 1998, informou a agência oficial de estatísticas do país, Turkstat, há pouco. O resultado marca uma aceleração após a alta de 83,3% em setembro.

Analistas consultados pelo FactSet previam que o indicador subiria a 85,6%.

Na Zona do Euro, a taxa de desemprego recuou de 6,7% em agosto (dado revisado, de 6,6% antes calculado) para 6,6%, após ajustes sazonais. Trata-se de um recorde de baixa. Com isso, o resultado coincidiu com a previsão dos analistas ouvidos pelo Wall Street Journal.

O número de pessoas desempregadas caiu 66 mil em setembro, a 10,99 milhões. Economistas em geral esperam que o desemprego aumente, conforme a economia perca força e provavelmente entre em recessão, enquanto o Banco Central Europeu (BCE) aperta a política monetária para conter a inflação.

Membro do conselho do BCE, Fabio Panetta afirmou hoje que as pressões sobre os preços “têm se disseminado” na Zona do Euro. Em discurso em conferência sobre Mercado Monetário do BCE, em Frankfurt, ele disse que a perspectiva de inflação no médio prazo apresenta “claros riscos de alta”, e nesse contexto notou que a direção da política monetária “é clara”, apenas com a calibragem dela como uma questão em aberto.

Panetta disse que o ambiente é “excepcionalmente volátil, com riscos múltiplos e complexos para a perspectiva da inflação e a resposta apropriada da política monetária”. Ele argumentou que é preciso calibrar essa política com cuidado, a fim de garantir que a inflação retorne à meta de modo sustentável, enquanto se evita volatilidade excessiva nos mercados. De qualquer modo, afirmou que a inflação está “muito elevada” e que ela seguirá acima da meta “por um longo período”.

Para o dirigente, é necessário evitar um foco excessivo em acontecimentos no curto prazo, levando em conta os riscos com o ambiente doméstico e também global, na economia e nas finanças. Ele ainda comentou que, até agora, as expectativas de inflação “têm continuado ancoradas”, enquanto o risco de uma espiral de alta nos salários da Zona do Euro “tem estado contido”.

Panetta afirma ainda que a Zona do Euro “enfrenta uma sequência de choques de oferta sem precedentes”, com a pandemia e a guerra na Rússia. Os choques provocaram o salto atual na inflação, e as pressões de preços se disseminam conforme empresas tentam repassar seus custos aos consumidores, com a reabertura. Na avaliação do dirigente, a política fiscal tem o papel de buscar proteger as empresas e pessoas mais afetadas, no quadro atual, mas com direcionamento.

Enquanto isso, o comissário para Orçamento e Administração da Comissão Europeia, Johannes Hahn, disse há pouco que acredita que a guerra da Ucrânia deve continuar. Além disso, afirmou que o país deve vencer a Rússia. Ainda de acordo com o comissário, a União Europeia tem feito um grande esforço para resolver a crise energética gerada pela guerra.

“Acho que infelizmente a guerra vai continuar, e a Ucrânia vai ganhar. Mas é nossa obrigação ajudar a Ucrânia”, disse ele durante conferência internacional do Santander, realizada em Madri nesta quinta-feira.

O comissário destacou que boa parte dos esforços de reconstrução em andamento dizem respeito ao suprimento de energia, para preparar o continente para o inverno deste final de ano. Com a guerra, a Rússia reduziu o envio de gás natural ao continente, o que desencadeou uma crise energética.

Na esteira dos balanços, o BNP Paribas SA superou expectativas do mercado no terceiro trimestre, à medida que sua divisão de banco de investimento se mostrou resiliente em meio à forte demanda de clientes.

O credor francês revelou que o lucro líquido nos três meses até o final de setembro subiu para 2,76 bilhões de euros, de 2,50 bilhões de euros no mesmo período do ano anterior.

O resultado veio acima das previsões de queda do lucro líquido para 2,37 bilhões de euros, de acordo com o consenso de analistas fornecido pelo FactSet.

E os rumores sobre o Twitter continuam. Elon Musk elaborou planos para demitir até metade da força de trabalho de 7.500 funcionários do Twitter, segundo afirmaram fontes familiarizadas com o assunto ao Financial Times. O objetivo seria uma grande reforma de corte de custos que pode ocorrer até o final da semana. O bilionário pretende cortar cerca de 3.700 empregos no Twitter após sua compra de US$ 44 bilhões da empresa de mídia social, disseram duas pessoas, embora o número exato possa mudar.

Na Ásia, as bolsas fecharam em queda generalizada, acompanhando sinais da economia da China e após a decisão do Fed, nos EUA. A bolsa do Japão não operou hoje, por conta de um feriado local.

Por aqui, o IPC-Fipe avançou 0,45% em outubro, acelerando após a alta de 0,12% registrada em setembro e ganhando força também em relação ao acréscimo de 0,39% verificado na terceira quadrissemana do mês passado

O resultado de outubro ficou no teto das projeções de instituições de mercado consultadas pelo Projeções Broadcast, de alta de 0,25% a 0,45%, e também coincidiu com a mediana das estimativas, de 0,45%.

O presidente do Banco Central, Roberto Campos Neto, considerou há pouco, em evento do Santander, que a luta contra inflação que tem acontecido nos países desenvolvidos neste momento irá ajudar a desinflação no Brasil.

Ele também comentou que um dos problemas atuais é como pagar pelos gastos feitos na crise vivida pelo mundo atualmente. “A questão é como pagar a conta da crise. Se só aumentar impostos reduz produtividade”, disse Campos Neto, em evento do Santander, em Madri, na Espanha.

O presidente do BC avaliou que houve um conforto grande demais em alguns países desenvolvidos no passado recente de que a inflação continuaria baixa, mesmo com a impressão de dinheiro, o que afastou esses países de reformas importantes por um longo período.

“Estamos pagando um preço por isso. O fato de as pessoas estarem perguntando o que está causando o problema agora vai nos colocar na frente e talvez poderemos resolver.”

No front político, Campos Neto comentou sobre os resultados eleitorais, e disse que o regulador vai trabalhar com o novo governo brasileiro para cumprir a agenda de digitalização e inclusão financeira que tem perseguido. Ao ser questionado sobre os impactos do resultado da eleição, ele pontuou que o banco central é independente.

“Como vocês viram, o país está muito dividido. Valores associados ao atual governo se provaram importantes para eleger pessoas no Senado e na Câmara”, disse ele durante evento promovido pelo Santander em Madri. “No BC, temos uma luta contra a inflação. O mais importante para nós é continuar nossa agenda, temos uma agenda de inclusão.”

A agenda do dia traz o encontro da equipe de transição de governo com o relator-geral do Orçamento de 2023, senador Marcelo Castro (MDB-PI). Entre as listadas na B3, Petrobras [PETR3; PETR4] divulga balanço do terceiro trimestre.

Desempenho dos principais índices às 8h00:

🇺🇸 S&P Futures -0,60% 

🇩🇪 DAX -1,05%

🇺🇸 Nasdaq -0,72%

🇬🇧 FTSE -0,47%

🇫🇷 CAC -0,77%

🛢 Petróleo Brent -1,37%

🛢 Petróleo WTI -1,63%

💵 Índice Dólar +1,41%

🇺🇸 S&P VIX +1,89%

💰 Bitcoin -0,70%

💲 Ethereum -0,32%

 

(Com Agência Estado)

Compartilhe em suas redes!

WhatsApp
Facebook
LinkedIn
PUBLICIDADE

Matérias Relacionadas

PUBLICIDADE

Assine o TradeNews Express!

PUBLICIDADE

A Newsletter mais completa do mercado está de cara nova!

Preencha o formulário e cadastre-se para receber todos os dias.

Saiba os meses que as empresas devem pagar proventos em 2024 e monte sua carteira vencedora

Are you sure want to unlock this post?
Unlock left : 0
Are you sure want to cancel subscription?