Deutsche Bank tem salto de 475% no lucro líquido; decisão do Copom é destaque nacional

foto30fin-101-deut-c3


As bolsas da Europa oscilam entre altas e baixas nesta quarta-feira (26), enquanto acionistas digerem uma série de balanços de grandes empresas e bancos locais, divulgados nas últimas horas, e também de big techs dos EUA, publicados no fim da tarde de ontem. Os futuros de Nova York registram queda, com o Nasdaq pressionado por ações das gigantes Microsoft e Alphabet (controladora do Google), após Wall Street acumular fortes ganhos nos últimos três pregões.

As ações das duas últimas tiveram queda superior a 6% no after hours em Nova York, devido à decepção do mercado com números apresentados pelas empresas. 

No terceiro trimestre, a Microsoft viu seu lucro líquido subir a US$ 17,6 bilhões, resultado por ação (US$ 2,35) melhor que a mediana do mercado (US$ 2,31, de acordo com o FactSet). 

Embora a receita da companhia tenha batido os US$ 50 bilhões, o apurado com o segmento de nuvem foi de US$ 20,33 bilhões, um pouco abaixo do esperado (US$ 20,36 bilhões). Mas o que de fato fez o investidor recuar foi a projeção da companhia para o atual trimestre. 

A empresa estima receita de US$ 52,35 bilhões a US$ 53,35 bilhões, dados os efeitos do dólar mais fortalecido mundialmente, enquanto o consenso da pesquisa da Refinitiv era de US$ 56,05 bilhões. 

Na Alphabet, o balanço como um todo decepcionou o mercado. Era esperado lucro ajustado por ação de US$ 1,27 de acordo com o FactSet, mas veio em US$ 1,06. A receita subiu a US$ 69,09 bilhões, mas abaixo dos US$ 70,58 bilhões esperados pela Refinitiv, após números mais fracos do YouTube. 

Em teleconferência, o presidente-executivo da empresa, Sundar Pichai, já avisou que, em meio ao cancelamento de alguns projetos, as contratações no último trimestre do ano serão “significativamente menores”. 

Listado na bolsa de Madri, o Santander registrou lucro líquido de 2,42 bilhões de euros no terceiro trimestre deste ano. O número representa um avanço de 11% em relação ao ganho registrado em igual período de 2021, superando a previsão de analistas consultados pela FactSet, que esperavam lucro de 2,15 bilhões de euros entre julho e setembro.

Fonte: Divulgação

Segundo o Santander, o movimento global de aumento de juros apoiou o crescimento do lucro da empresa, com expansão particularmente forte no Reino Unido, Polônia, México e Argentina. A receita líquida de juros do banco subiu 19% na base anual do trimestre, a 10,05 bilhões de euros.

Ainda em praças europeias, o Deutsche Bank apurou lucro líquido de 1,12 bilhão de euros no 3T22, um salto de 475% ante o ganho de 194 milhões de euros registrado em igual período de 2021. O resultado representa o nono lucro trimestral do banco alemão, apesar das crescentes dificuldades macroeconômicas na Europa.

A receita da empresa, por sua vez, avançou 15% na base anual e somou 6,9 bilhões de euros entre julho e setembro. Os números superaram as previsões de analistas consultados pela FactSet, que esperavam lucro de 960 milhões de euros e receita de 6,5 bilhões de euros.

“Entregamos crescimento de receita e lucro e construímos força operacional em todos os nossos quatro negócios principais no ano até o momento. Também vimos os benefícios de uma rígida disciplina de risco, capital forte e gestão conservadora do balanço. Estabelecemos bases sólidas para a próxima fase de nossa estratégia até 2025”, afirmou o chefe financeiro do banco (CFO), James von Moltke.

E os balanços não param por aí. O britânico Barclays informou que registrou lucro líquido de 1,51 bilhão de libras no terceiro trimestre, acima do ganho de 1,37 bilhão obtido em igual período de 2021. O dado superou a expectativa de analistas consultados pelo próprio banco, que previam lucro de 1,2 bilhão de libras.

O banco encerrou o período com um índice de ações ordinárias Tier 1 – uma métrica importante sobre a solidez do balanço patrimonial – de 13,8%, em linha com as expectativas.

O Barclays disse que seus fluxos de renda diversificados o posicionam bem para o atual ambiente econômico e de mercado, incluindo taxas de juros crescentes. 

Na Itália, o UniCredit registrou 1,71 bilhão de euros em lucro líquido no 3T22, 61% maior do que o ganho de 1,06 bilhão de euros apurado em igual período do ano passado. O resultado ficou bem acima da projeção de analistas levantada pelo próprio banco italiano, de lucro de 1 bilhão de euros.

Já a receita do UniCredit teve expansão anual de 9% no trimestre, a 4,83 bilhões de euros, também superando o consenso de analistas, de 4,51 bilhões de euros.

Entre as empresas, a Iberdrola reportou lucro líquido de 3,1 bilhões de euros entre janeiro e setembro de 2022, 29% maior do que o ganho de 2,41 bilhões de euros apurado no mesmo período do ano passado.

A companhia elétrica espanhola atribuiu o resultado ao forte desempenho de suas operações nos EUA e no Brasil e também a um aumento de 14% nos investimentos. Para este ano, a empresa reafirmou expectativas de lucrar entre 4 bilhões de euros e 4,2 bilhões de euros.

Na Holanda, a Heineken teve lucro líquido de 2,2 bilhões de euros entre janeiro e setembro de 2022, 27% menor do que o ganho de 3,03 bilhões de euros apurado em igual período do ano passado.

Já a receita líquida da Heineken atingiu 21,27 bilhões de euros nos primeiros nove meses do ano, com alta de 23% em relação ao mesmo intervalo de 2021.  A ação da cervejaria chegou a tombar 8,5% na bolsa de Amsterdã. 

A agenda de hoje traz ainda mais balanços financeiros, de Boeing, Ford e Meta (Facebook), além de números sobre vendas de moradias novas nos EUA. 

Na Ásia, as bolsas fecharam em alta generalizada, após Wall Street registrar ganhos pela terceira sessão seguida e a posse do novo premiê do Reino Unido. Sinais de relaxamento das restrições anti-Covid na China também animaram investidores.

Por aqui, a agenda conta com a decisão do Comitê de Política Monetária (Copom) sobre a Selic após 18h30. Pela manhã, o Ministério do Trabalho divulga o Caged de setembro e o ministro da Economia, Paulo Guedes, participa de evento com empresários mineiros em Belo Horizonte. 

Entre as listadas na B3, o lucro do Santander Brasil [SANB11] no terceiro trimestre de 2022, de R$ 3,12 bilhões, ficou 13,75% abaixo das projeções de mercado coletadas pelo Prévias Broadcast.

A média das estimativas de seis casas – BTG Pactual, Itaú BBA, Bradesco BBl, JPMorgan, Goldman Sachs e UBS BB – consultadas apontava para lucro líquido gerencial (que desconsidera o ágio de aquisições) de R$ 3,62 bilhões.

Em relação ao segundo trimestre deste ano, o lucro teve baixa de 23,5%. Nos dois períodos de comparação, pesaram as maiores provisões do banco contra a inadimplência, em um cenário de atrasos mais acentuados. Ao mesmo tempo, a margem financeira bruta da instituição caiu diante das perdas registradas pela tesouraria.

A Telefonica Brasil [VIVT3], dona da Vivo, apresentou bons resultados no terceiro trimestre, avalia o Safra, com uma receita sólida impulsionada pela forte receita de serviços móveis e ligeira melhora nas margens Ebitda (aumento de 0,6 p.p. ante um ano, para 40,6%). Para o banco, o resultado final foi outro destaque positivo sustentado pelo reconhecimento de créditos tributários, que levou o lucro líquido a crescer 9,2% ante um ano, bem acima das expectativas.

Fonte: Reuters

Em relatório, os analistas Luis F. Azevedo, Silvio Doria e Gabriel Pucci destacam que mais uma vez, a Vivo apresentou uma boa evolução do faturamento, impulsionada pela incorporação da Oi e reajustes de preços. “O resultado final da Telefonica nos surpreendeu positivamente, após os ajustes monetários dos créditos tributários sobre os resultados financeiros”, afirmam.

O balanço da empresa também surpreendeu positivamente o Citi. “A Vivo apresentou bons resultados operacionais, com bom desempenho de receita e Ebitda, refletindo a integração dos clientes da Oi”, afirmou o banco. 

Já a Weg [WEGE3] encerrou o terceiro trimestre de 2022 com lucro líquido de R$ 1,15 bilhão, o que representa um crescimento de 42,5% ante o apurado no mesmo período do ano passado. O Ebitda somou R$ 1,56 bilhão entre julho e setembro, montante 37,1% maior que o reportado no 3T21.

No front político, quatro dias antes da eleição, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) concede, pela manhã, entrevista para a Rádio Mix Manaus. Já o presidente Jair Bolsonaro (PL), candidato à reeleição, volta a Minas Gerais, onde realiza encontro com líderes e cumpre agendas de campanha.

Desempenho dos principais índices às 7h48:

🇺🇸 S&P Futures -0,57%

🇩🇪 DAX +0,62%

🇺🇸 Nasdaq -1,49%

🇬🇧 FTSE -0,19%

🇫🇷 CAC +0,12%

🛢 Petróleo Brent +0,14% 

🛢 Petróleo WTI +0,45%

💵 Índice Dólar -0,66%

🇺🇸 S&P VIX -0,14%

🇧🇷 EWZ +0,03%

💰 Bitcoin +7,13%

💲 Ethereum +14,27%

 

(Com Agência Estado)

 

 

Compartilhe em suas redes!

WhatsApp
Facebook
LinkedIn
PUBLICIDADE

Matérias Relacionadas

PUBLICIDADE

Assine o TradeNews Express!

PUBLICIDADE

A Newsletter mais completa do mercado está de cara nova!

Preencha o formulário e cadastre-se para receber todos os dias.

Saiba os meses que as empresas devem pagar proventos em 2024 e monte sua carteira vencedora

Are you sure want to unlock this post?
Unlock left : 0
Are you sure want to cancel subscription?