EUA reduzem recomendação de quarentena para assintomáticos com Covid-19

EUA reduzem recomendação de quarentena para assintomáticos com Covid-19


As autoridades sanitárias dos Estados Unidos reduziram pela metade a recomendação de isolamento para pessoas com casos assintomáticos da Covid-19.

De acordo com as novas diretrizes do Centro de Controle e Prevenção de Doenças (CDC) dos EUA, divulgadas nesta segunda-feira (27), a quarentena de indivíduos positivos, mas sem sintomas da Covid, deve passar de 10 para cinco dias.

A agência diz que a recomendação se baseia em estudos que mostram que a maioria das transmissões ocorre dois dias antes ou até três dias depois do surgimento dos sintomas. Os estados não são obrigados a adotar a medida, que busca evitar gargalos nas empresas devido à falta de funcionários.

O CDC também recomenda que o período de isolamento seja seguido de cinco dias de uso de máscara perto de outras pessoas. Os EUA atravessam uma nova onda de contágios devido à variante ômicron e tiveram milhares de voos cancelados no período de Natal por conta de surtos nas tripulações de companhias aéreas.

“A ômicron é motivo de preocupação, mas não deve ser motivo de pânico”, disse Biden em um encontro com governadores na última segunda. Ainda assim, o presidente reconheceu que é preciso “fazer mais”, especialmente para garantir a capacidade de testagem no país.

“Vendo quão duro foi para algumas pessoas conseguirem um exame no fim de semana mostra que temos mais trabalho a fazer”, afirmou. Biden também prometeu distribuir 500 milhões de testes caseiros para os cidadãos.

Os EUA contabilizam quase 53 milhões de casos e 818,4 mil mortes desde o início da pandemia, maiores números absolutos em todo o mundo.

Compartilhe em suas redes!

WhatsApp
Facebook
Twitter
LinkedIn
PUBLICIDADE

Matérias Relacionadas

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

Receba o TradeNews no seu e-mail

Are you sure want to unlock this post?
Unlock left : 0
Are you sure want to cancel subscription?