Europa acompanha balanços de grandes empresas; Nasdaq é pressionado por ação da Meta

austin-distel-DfjJMVhwH_8-unsplash (1)

As bolsas da Europa operam majoritariamente em alta nesta quinta-feira (28), reagindo a uma nova rodada de balanços de grandes empresas da região e um dia após o Federal Reserve elevar seus juros em mais 0,75 p. p., como era amplamente esperado. Os futuros de Nova York registram queda, após os sólidos ganhos de ontem (27), mesmo depois do aumento de juros do banco central americano.

Nas praças europeias, o índice de sentimento econômico da Zona do Euro, que mede a confiança de setores corporativos e dos consumidores, caiu de 103,5 pontos em junho para 99 em julho, em meio à inflação recorde no bloco e à perspectiva de corte no fornecimento de gás natural da Rússia, segundo dados publicados hoje pela Comissão Europeia. O resultado deste mês ficou abaixo da expectativa de analistas consultados pelo The Wall Street Journal, que previam queda do indicador a 102 pontos.

Em Nova York, o Fed também decidiu elevar a taxa de juros paga sobre saldo de reserva para 2,4%, decisão que entra em vigor a partir de hoje (28), e a taxa de desconto em 0,75 p.p, para 2,50%.

O Nasdaq é particularmente pressionado pela ação da Meta Platforms (Facebook), que divulgou balanço pior do que o esperado ontem (27). Após apresentar resultados, a empresa caía 3,70%, no início da noite, no mercado after hours em NY. No 2T22, o lucro por ação ficou em US$ 2,46, aquém da expectativa de US$ 2,54 por analistas do FactSet. A receita caiu 1%, a US$ 28,822 bilhões, em um inédito recuo desde que Mark Zuckerberg listou sua empresa. 

A Volkswagen anunciou queda no ganho operacional antes de itens extraordinários, que foram de 4,74 bilhões de euros no segundo trimestre deste ano, 28% menor do que em igual período do ano passado. Na mesma comparação, a margem operacional sobre vendas caiu de 9,7% para 6,8%.

A Royal Dutch Shell divulgou lucro ajustado inédito de US$ 11,47 bilhões no 2T22, superando o recorde anterior de US$ 9,13 bilhões verificado no trimestre anterior. O resultado ficou acima da projeção média de US$ 10,99 bilhões da Vara Research, baseada nas estimativas de 24 analistas. A Shell também informou que vai iniciar um novo programa de recompra de ações, de US$ 6 bilhões, a ser completado quando os balanços do terceiro trimestre forem anunciados.

A AB InBev, maior cervejaria do mundo, divulgou que obteve lucro líquido de US$ 1,6 bilhão no 2T22, menor do que o ganho de US$ 1,86 bilhão apurado em igual período do ano passado. Por outro lado, a receita orgânica da controladora da AmBev no Brasil teve expansão anual de 11,3% no trimestre, enquanto seu Ebitda normalizado aumentou 7,2%.

A Stellantis, empresa criada a partir da fusão das montadoras Fiat Chrysler e Peugeot, anunciou que teve lucro após impostos de 7,96 bilhões de euros no primeiro semestre de 2022, comparado com 5,8 bilhões de euros apurados no mesmo período de 2021. A receita do grupo automotivo atingiu 88 bilhões de euros nos primeiros seis meses deste ano, representando avanço ante os 72,61 bilhões do mesmo período do ano anterior.

O Santander divulgou que teve ganhos líquido de 2,35 bilhões de euros no segundo trimestre de 2022, 14% maior do que o ganho de igual período do ano passado. O número veio em linha com as expectativas de analistas consultados pela FactSet.

A agenda internacional do dia tem como destaque a divulgação do índice de preços ao consumidor (CPI) preliminar de julho da Alemanha. Além disso, o Departamento do Comércio americano divulga a primeira leitura do PIB dos Estados Unidos e do índice de preços de gastos e consumo (PCE), ambos do segundo trimestre. Big techs como Apple, Amazon e Intel publicam seus resultados trimestrais. 

As bolsas da Ásia fecharam majoritariamente em alta, após a decisão do Fed na véspera confirmar as projeções de reajuste da taxa de juros em 0,75 p.p. As praças asiáticas reverberaram também novas informações sobre o fundo estatal chinês para apoio ao setor imobiliário.

Por aqui, o Índice Geral de Preços – Mercado (IGP-M) variou 0,21% em julho, ante 0,59% no mês anterior. Com este resultado o índice acumula alta de 8,39% no ano e de 10,08% em 12 meses. Já o Índice de Confiança do Comércio (ICOM) do FGV recuou 2,8 pontos em julho, ao passar de 97,9 para 95,1 pontos.

O Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) e o resultado primário de junho são divulgados, respectivamente, às 14h e 14h30. Entre os balanços, destaque aos números da Petrobras (PETR3; PETR4) e Vale (VALE3)

O lucro do Santander Brasil (SANB11) no primeiro trimestre de 2022, de R$ 4,084 bilhões, veio em linha com as projeções de mercado coletadas pelo Prévias Broadcast. A média das estimativas oito casas (BTG Pactual, Bank of America, Itaú BBA, JPMorgan, Genial, XP, Goldman Sachs e UBS BB) consultadas apontava para lucro líquido gerencial (que desconsidera o ágio de aquisições) de R$ 3,895 bilhões. O resultado do banco ficou 4,85% acima dessa estimativa.

No front político, o ministro da Economia, Paulo Guedes, participa de entrevista ao vivo para Daybreak Australia, da Bloomberg TV, às 19h.

Desempenho dos principais índices às 8h10:

🇺🇸 S&P Futures -0,26%

🇩🇪 DAX +0,10%

🇺🇸 Nasdaq -0,59%

🇬🇧 FTSE -0,04%

🇫🇷 CAC +0,06%

🛢 Petróleo Brent +1,96%

🛢 Petróleo WTI +2,05%

💵 Índice Dólar +0,37%

🇺🇸 S&P VIX -0,39%

🇧🇷 EWZ +0,07%

💰 Bitcoin +8,10%

💲 Ethereum +11,59%

 

(Com Agência Estado)

Compartilhe em suas redes!

WhatsApp
Facebook
Twitter
LinkedIn
PUBLICIDADE

Related Posts

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE