Evergrande: Credores buscam informações sobre bilhões em fundos apreendidos

Evergrande: Credores buscam informações sobre bilhões em fundos apreendidos

Um grupo de credores da chinesa Evergrande está exigindo informações adicionais sobre a apreensão de quase US$ 2 bilhões por bancos locais que podem explicar como a incorporadora prometeu os fundos sem o conhecimento dos investidores, segundo pessoas familiarizadas com o assunto.

Na sexta-feira passada, Evergrande divulgou os resultados preliminares de uma investigação sobre os fundos prometidos como garantia de empréstimos por uma subsidiária offshore que administra propriedades construídas pela Evergrande. A Evergrande também anunciou na semana passada que demitiu seu CEO de longa data, Xia Haijun, e seu diretor financeiro, Pan Darong, por seu envolvimento nos acordos, bem como quatro executivos da Evergrande e sua subsidiária.

No entanto, alguns credores não acreditam que a empresa tenha explicado suficientemente como os fundos foram garantidos aos bancos sem qualquer forma de divulgação aos investidores, e eles não receberam nenhuma explicação além do que a empresa disse publicamente sobre o dinheiro apreendido.

Nesta semana, um grupo dos maiores credores offshore da Evergrande, que possuem dívida garantida lastreada em ativos da subsidiária, escreveu à empresa solicitando informações adicionais sobre quais executivos eram os responsáveis diretos pelos penhores, quais bancos reivindicavam seus direitos sobre os ativos e como a empresa planeja especificamente compensá-los pelos fundos perdidos, que representam a maior parte do caixa da subsidiária, disseram as pessoas.

A tensão contínua entre a Evergrande e seus credores estrangeiros destaca como a empresa tem lutado para atender às demandas dos investidores por transparência quase oito meses desde que deixou de pagar suas dívidas externas e poucos dias antes do lançamento antecipado de um plano de reestruturação que a empresa prometeu entregar até o final deste mês.

(Agência Estado)

 

Compartilhe em suas redes!

WhatsApp
Facebook
Twitter
LinkedIn
PUBLICIDADE

Related Posts

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE