Expectativa de menor demanda por aço em 2022 pesa sobre minério

Expectativa de menor demanda por aço em 2022 pesa sobre minério


O minério de ferro perdeu terreno em meio a expectativas de superávit da matéria-prima no ano que vem.

Em Singapura, os contratos futuros chegaram a cair 5,4% na segunda-feira, a maior queda em um mês, após seis semanas de ganhos. O minério de ferro foi impulsionado por medidas de autoridades da China para apoiar o setor imobiliário, bem como pela expectativa de mais estímulo fiscal e projeções de retomada da produção de aço neste mês.

“Acreditamos que a oferta e a demanda geral de minério de ferro diminuirão ainda mais em 2022”, disseram em relatório Zhilu Wang e Chaohui Guo, analistas da China International Capital Corp. (CICC). Segundo eles, o consumo de aço em 2022 pode cair 1,2% em relação ao ano anterior, sob o peso do desaquecimento do setor de construção e metas de carbono do governo, além do aumento de 25 milhões de toneladas nos embarques das maiores mineradoras.

Os comentários ecoam previsões do Instituto de Pesquisa e Planejamento da Indústria Metalúrgica da China, segundo as quais o consumo de aço pode encolher 4,7% em 2022.

Ainda assim, “se o investimento imobiliário se recuperar mais do que o esperado ou as restrições à produção de aço forem mais fracas do que o esperado, os preços do minério de ferro podem permanecer acima de US$ 100”, disseram analistas da CICC.

A situação da Covid na China também pesa sobre os mercados. No fim de semana, o país registrou o maior número de casos locais de coronavírus desde janeiro. Um surto na província de Shaanxi começa a desafiar a política de Covid zero do governo chinês.

O minério de ferro perdia 4,1%, para US$ 122,15 a tonelada às 14h57 de Singapura, depois de subir 6,3% na semana passada. Os preços em Dalian também caíram, enquanto os futuros do vergalhão de aço e da bobina a quente recuaram em Xangai.

©2021 Bloomberg L.P.

Analista da Rico Corretora ensina ferramentas práticas a extrair lucro do mercado financeiro de forma consistente. Inscreva-se Grátis.

Compartilhe em suas redes!

WhatsApp
Facebook
Twitter
LinkedIn
PUBLICIDADE

Matérias Relacionadas

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

Receba o TradeNews no seu e-mail

Are you sure want to unlock this post?
Unlock left : 0
Are you sure want to cancel subscription?