Fala de dirigente do Fed assusta mercados; IBC-Br é destaque na agenda nacional

ferdinand-stohr-PeFk7fzxTdk-unsplash


As bolsas da Europa operam em alta modesta nesta segunda-feira (14), beneficiadas por mais notícias positivas da China e dado de produção industrial da Zona do Euro. Sobre a China, a Bloomberg informou durante o fim de semana que autoridades financeiras do país enviaram à instituições do setor medidas para resgatar o segmento imobiliário. Os futuros de Nova York recuam e sugerem uma pausa do rali das últimas duas sessões, iniciado pela desaceleração da inflação ao consumidor e que culminou em altas semanais de 4% a 8% entre os principais índices acionários. 

Ambos os mercados são afetados por sinalizações de dirigentes do Federal Reserve (Fed), que reiteram cautela após o CPI melhor que o esperado. Entre eles, Christopher Waller alertou ontem que ainda há trabalho a fazer para conter a inflação. Em NY, as falas derrubam os índices, enquanto na Europa, limitam o bom humor.

Em debate sobre perspectivas econômicas na Conferência da Australásia, em Sydney, na Austrália, Waller pediu que os mercados prestem atenção ao “ponto final” dos aumentos das taxas, não ao ritmo de cada movimento. “E o ponto final provavelmente está muito distante”, destacou. Segundo ele, o Fed está considerando um aumento de 0,50 p.p. na reunião de dezembro ou na primeira de 2023.

Na visão do Fundo Monetário Internacional (FMI), as perspectivas de crescimento econômico global estão enfrentando uma combinação única de ventos contrários, incluindo a invasão da Ucrânia pela Rússia, aumentos das taxas de juros para conter a inflação e efeitos pandêmicos persistentes, como bloqueios na China e interrupções nas cadeias de suprimentos. Em artigo preparado visando o encontro do G20, o organismo aponta que indicadores recentes de alta frequência confirmam que as perspectivas são mais sombrias.

“Apesar das crescentes evidências de uma desaceleração global, os formuladores de políticas devem continuar priorizando a contenção da inflação, que está contribuindo para uma crise de custo de vida, prejudicando mais os grupos de baixa renda e vulneráveis. Como nosso relatório do G20 enfatiza, o ambiente de política macroeconômica é incomumente incerto”, diz o organismo.

Na seara de dados econômicos, a produção industrial da Zona do Euro aumentou 0,9% em setembro ante agosto, resultado superior às expectativas de analistas consultados pelo The Wall Street Journal, que previam alta de 0,1% na produção de setembro.

A agenda internacional desta semana tem vários indicadores e eventos importantes. Hoje, saem dados de atividade na China, às 23h, além do relatório mensal da Organização dos Países Exportadores de Petróleo (Opep) às 9h10. Amanhã, os destaques ficam por conta do PIB da Zona do Euro no terceiro trimestre e da inflação ao produtor dos EUA.

Na quarta-feira, se encerra a reunião de líderes do G20, que começou hoje. Neste mesmo dia, os presidentes do Banco Central Europeu e Banco da Inglaterra – Christine Lagarde e Andrew Bailey, respectivamente – discursam em eventos.

Na Ásia, as bolsas fecharam majoritariamente em baixa  com exceção de Hong Kong, que foi impulsionado pelas ações do setor imobiliário, que subiram 14%.

Por aqui, as indefinições fiscais e o exterior incerto devem reforçar cautela antes do feriado de 15 de novembro. A PEC da Transição deve ser fechada esta semana, com previsão de R$ 175 bilhões além do teto. 

O vice-presidente eleito Geraldo Alckmin (PSB) divulga nesta segunda-feira mais nomes de membros das comissões técnicas do Gabinete de Transição. Alckmin, coordenador da transição, fará o anúncio às 15h, em São Paulo.

A agenda do dia também conta com o IBC-Br, às 9h, e a primeira Focus após selloff do mercado nesta segunda-feira, às 8h45. 

A mediana do mercado indica alta de 0,30% do IBC-Br em setembro, na margem, após recuo de 1,13% em agosto. As projeções vão de recuo de 0,40% a crescimento de 0,80%, segundo o Projeções Broadcast.

Amanhã (15), o presidente do Banco Central, Roberto Campos Neto, participa de evento do Bradesco BBI, em Nova York. Na quarta-feira (16), será divulgado o IPC-S, às 8h, e na quinta-feira (17), o IPC-Fipe. Na sexta-feira (18), Campos Neto participa de mais um evento, desta vez da Bloomberg, em São Paulo.

Entre as empresas da B3, a Ânima [ANIM3] apresentou lucro líquido de R$ 12,8 milhões no terceiro trimestre, o que representa queda de 87,3% sobre o mesmo período do ano passado.

Já a Embraer [EMBR3] reportou prejuízo líquido ajustado de R$ 93,8 milhões no terceiro trimestre, ante perdas de R$ 179,7 milhões no mesmo período do ano passado, retração de 47,8%.

Em Nova York, o Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID), com sede em Washington DC, anunciou que o Brasil e mais quatro países indicaram candidatos para disputar a presidência da instituição. As eleições estão agendadas para o próximo dia 20.

Desempenho dos principais índices às 8h:

🇺🇸 S&P Futures -0,40%

🇩🇪 DAX +0,27%

🇺🇸 Nasdaq -0,68%

🇬🇧 FTSE +0,58%

🇫🇷 CAC +0,26%

🛢 Petróleo Brent -0,60% 

🛢 Petróleo WTI -0,80%

💵 Índice Dólar +0,79%

🇺🇸 S&P VIX +7,15%

💰 Bitcoin +1,31%

💲 Ethereum +2,58%

 

(Com Agência Estado)

Compartilhe em suas redes!

WhatsApp
Facebook
LinkedIn
PUBLICIDADE

Matérias Relacionadas

PUBLICIDADE

Assine o TradeNews Express!

PUBLICIDADE

A Newsletter mais completa do mercado está de cara nova!

Preencha o formulário e cadastre-se para receber todos os dias.

Saiba os meses que as empresas devem pagar proventos em 2024 e monte sua carteira vencedora

Are you sure want to unlock this post?
Unlock left : 0
Are you sure want to cancel subscription?