Fique de olho em Americanas [AMER3], Banco do Brasil [BBAS3] e Azul [AZUL4]

bolsa

Entre os destaques corporativos desta terça-feira (11), a Ame, fintech da Americanas, anunciou mudanças nas regras de cashback.

Americanas [AMER3]

A Ame, fintech da Americanas, anunciou mudanças nas regras de cashback, a fim de reduzir o período de uso dos novos créditos para 30 dias e cancelando os saldos antigos em carteira a partir de 30 de junho.

Essas alterações ocorrem em meio à recuperação judicial da Americanas, que enfrenta R$ 43,0 bilhões em dívidas após fraudes contábeis.

A mudança visa melhorar a rentabilidade da empresa, que precisa seguir um cronograma de pagamentos a credores e aumentar o caixa operacional.

Além disso, a Americanas encerrou um acordo com o Banco do Brasil para emissão de cartões de crédito para a Ame.

Banco do Brasil [BBAS3]

A Ativos, empresa do Banco do Brasil especializada em recuperação de créditos e securitização, anunciou que Bruno Vieira assume como CEO nesta semana, em substituição a Samir Soares, que se aposentou.

Bruno Vieira, com 23 anos de experiência no Banco do Brasil, tem ampla vivência em gestão negocial, tática e estratégica no setor bancário.

No primeiro trimestre deste ano, a Ativos gerou R$ 60,6 milhões para o conglomerado, um crescimento de 2% em relação ao mesmo período do ano anterior, conforme o balanço do Banco do Brasil.

Azul [AZUL4]

A Azul contratou o BTG Pactual para exercer a função de formador de mercado de suas ações no âmbito da B3 S.A. – Brasil, Bolsa, Balcão.

O contrato visa fomentar a liquidez das ações de emissão da companhia.

O documento pode ser resilido ou rescindido a qualquer tempo e sem qualquer ônus por qualquer das partes, mediante comunicação escrita enviada à outra parte com, no mínimo, trinta dias de antecedência da data de resilição ou rescisão.

O formador de mercado inicia as suas atividades a partir desta terça-feira, 11 de junho.

IRB Brasil [IRBR3]

Após análise de propostas, o Departamento de Justiça dos Estados Unidos (DOJ) selecionou a empresa Kroll, LLC como administradora independente para realizar a gestão e a distribuição do montante de US$ 5 milhões a título de compensação aos acionistas da IRB Brasil que venderam suas ações na data de 4 de março de 2020

A companhia acordou com o DOJ, por meio do Non-Prosecution Agreement (NPA), que a parte selecionaria um administrador independente para gerir e distribuir os fundos pagos.

Dessa forma, a Kroll vai ser a administradora de Pagamento de Compensação aos Acionistas.

Marisa [AMAR3]

A Marisa Lojas aprovou a 7ª emissão de notas comerciais escriturais, no valor de R$ 50 milhões.

Minerva [BEEF3]

A Minerva vai realizar o resgate antecipado facultativo total das debêntures da 7ª emissão, previsto para 14/6.

Rede D’Or [RDOR3]

Na última segunda-feira (10), a Rede D’Or comunicou o término da vigência do acordo de acionistas celebrado em 25 de maio de 2015 entre Alice Junqueira Moll, Jorge Neval Moll Filho, Jorge Neval Moll Neto, Renata Junqueira Moll Bernardes, Andre Francisco Junqueira Moll, Pedro Junqueira Moll, Paulo Junqueira Moll, Delta FM&B Fundo de Investimento em Ações e determinados veículos de investimento geridos, direta ou indiretamente, pelo Grupo Carlyle.

Em 22 de maio, o Grupo Carlyle vender R$ 2,2 bilhões de suas ações na Rede D’Or e zerou sua posição na companhia.

Taesa [TAEE11]

O Instituto Água e Terra da Secretaria de Estado de Desenvolvimento Sustentável do Governo do Estado do Paraná concedeu a Licença de Instalação para o trecho LT 525 kV Bateias Curitiba Leste, com extensão aproximada de 79,00 quilômetros em circuito duplo, que incluem as obras de ampliação das subestações SE Bateias e SE Curitiba Leste a serem interligadas, referentes às instalações da concessão Ananaí, informou a Taesa na última segunda-feira (10).

O documento autoriza o início das obras no referido trecho.

O empreendimento Ananaí refere-se ao lote 1 do leilão de transmissão Nº 2/2021, realizado em dezembro de 2021, 100% controlada pela Taesa.

Ananaí apresenta uma RAP total de R$ 166,2 milhões para o ciclo 2023-2024, adicionado de PIS/CONFNS, e um Capex ANEEL de R$ 1,750 bilhão.

Ultrapar [UGPA3]

Por meio da subsidiária Ultragaz, a Ultrapar assinou contrato para a aquisição de 51,70% de participação da Witzler.

O valor da aquisição foi firmado em R$ 110 milhões, dos quais R$ 50 milhões serão aportados na empresa adquirida via aumento de capital e R$ 60 milhões serão pagos no fechamento da transação.

Em adição, existe uma parcela de R$ 40 milhões sujeita a determinadas condições de performance a ser aferida em até doze meses.

A Witzler, fundada em 2015, atua na comercialização de energia elétrica no mercado livre e na gestão de energia de seus clientes.

Com mais de 3 mil unidades consumidoras contratadas nos segmentos varejista e atacadista, a empresa possui atuação nacional e se destaca como uma das principais comercializadoras varejistas independentes.

Padtec [PDTC3]

A Padtec anunciou nesta terça-feira (11), o lançamento de uma nova geração de transponders para redes DWDM (Dense Wavelength Division Multiplexing) durante o Encontro Nacional Abrint 2024, que ocorre entre os dias 12 e 14 de junho no Transamerica Expo Center, em São Paulo.

Este evento, em sua 15ª edição, é promovido pela Abrint – Associação Brasileira de Provedores de Internet e Telecomunicações – e atrai provedores de internet e telecomunicações (ISPs) de todo o Brasil, interessados em inovações tecnológicas do setor.

Alliança [AALR3]

A Alliança Saúde confirmou que o empresário Nelson Tanure contatou os acionistas controladores da Dasa para avaliar potenciais sinergias e oportunidades de negócios.

Empresa esclareceu informação em resposta a um questionamento da B3 sobre o assunto.

A Alliança afirma que não é parte de qualquer negociação envolvendo uma potencial operação com a Dasa ou combinação de negócios e que não há, no presente momento, qualquer decisão ou definição acerca da eventual continuidade das negociações.

Helbor [HBOR3]

A Helbor Empreendimentos concluiu a venda de um terreno de 4.370 m² na zona leste de São Paulo (SP).

Na última segunda-feira (10), a companhia recebeu o valor de R$ 4,9 milhões referente à primeira parcela da transação.

A partir de julho, serão pagas dez parcelas, mensais e sucessivas, de R$ 2,6 milhões, valores que consideram a participação de 80% da companhia no ativo.

EcoRodovias [ECOR3]

A EcoRodovias registrou uma alta de 7,8% no tráfego de veículos em suas rodovias durante o mês de maio, quando comparado ao mesmo período do ano passado. Foram cerca de 42,833 pagantes que passaram pelas vias.

No mês, a EcoNoroeste atingiu o primeiro período comparável desde o início da cobrança de pedágio, em 01 de maio de 2023, desse modo o tráfego apresentou crescimento de 10,6%.

Por outro lado, houve redução do tráfego da Ecosul em função das chuvas no Rio Grande do Sul.

Cielo [CIEL3]

Em maio, o faturamento do varejo se manteve estável (0,0%) em termos reais comparado ao mesmo mês de 2023, conforme o Índice Cielo do Varejo Ampliado (ICVA) da Cielo.

Em termos nominais, houve um aumento de 4,0%, refletindo a receita de vendas com inflação incluída.

O macrossetor de Bens Não Duráveis apresentou um crescimento de 2,5%, impulsionado por Supermercados e Hipermercados, Cosméticos, e Varejo Alimentício Especializado.

Sabesp [SBSP3]

A Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo – Sabesp anunciou nesta terça-feira (11), que foi agraciada com o selo B3 Ações Verdes, uma certificação da bolsa de valores brasileira que reconhece empresas alinhadas às melhores práticas Ambientais, Sociais e de Governança Corporativa (ASG).

A companhia é a primeira empresa listada a receber esta distinção.

Essa certificação foi concedida pela S&P Global Ratings, que confirmou que 100% da receita bruta anual da Sabesp, além de 95% dos seus investimentos e despesas operacionais anuais, são oriundos de atividades ligadas à economia verde.

Compartilhe em suas redes!

WhatsApp
Facebook
LinkedIn
PUBLICIDADE

Matérias Relacionadas

PUBLICIDADE

Assine o TradeNews Express!

PUBLICIDADE

A Newsletter mais completa do mercado está de cara nova!

Preencha o formulário e cadastre-se para receber todos os dias.

Saiba os meses que as empresas devem pagar proventos em 2024 e monte sua carteira vencedora

Are you sure want to unlock this post?
Unlock left : 0
Are you sure want to cancel subscription?