Fique de olho em Petrobras (PETR3; PETR4), Embraer (EMBR3), BTG Pactual (BPAC11) e outras

tyler-franta-iusJ25iYu1c-unsplash

Entre os destaques corporativos desta quarta-feira (28), Petrobras (PETR3; PETR4) assinou contrato com a Keppel Shipyard para a construção da plataforma P-83, Hospital Mater Dei (MATD3) comunicou que a Fitch revisou a perspectiva da empresa de estável para positiva, e Embraer (EMBR3) entregou ao Exército Brasileiro as duas primeiras unidades dos radares SABER M60. Além disso, Mills (MILS3), Kepler Weber (KEPL3) e Copasa MG (CSMG3) informaram reajustes de participação feitos por gestoras de fundos.

BTG Pactual (BPAC11) comunicou que sua AGE de acionistas aprovou a proposta de incorporação do acervo cindido da cisão parcial do Banco Sistema, Suzano (SUZB3) concluiu o programa de recompra de ações da companhia iniciado em agosto, e Banco ABC (ABCB4) aprovou a distribuição de R$ 79,94 milhões em JCP.

Petrobras (PETR3; PETR4)

A Petrobras assinou contrato com a empresa Keppel Shipyard para a construção da plataforma P-83, como resultado do avanço do projeto de desenvolvimento do campo de Búzios, no pré-sal da Bacia de Santos. 

A P-83 terá capacidade para produzir até 225 mil barris de óleo por dia, processar até 12 milhões de m³ de gás por dia e estocar mais de 1,6 milhão de barris. O projeto prevê a interligação de 15 poços, sendo 8 produtores de óleo e 7 injetores. A plataforma será a décima primeira unidade a ser instalada em Búzios. 

A Petrobras é a operadora desse campo com 92,6% de participação, tendo como parceiras a CNOOC e a CNODC, com 3,7% cada.

Hospital Mater Dei (MATD3)

O Hospital Mater Dei comunicou que a agência de classificação de risco de crédito Fitch, afirmou à companhia o rating corporativo Rating Nacional de Longo Prazo “AA(bra)”, revisando sua perspectiva de estável para positiva. 

Segundo o relatório da Fitch, a revisão da perspectiva incorpora ganhos de escala e melhora da diversificação geográfica acima do esperado pela agência, “além da expectativa de fortalecimento das margens operacionais do Mater Dei, a partir de 2023, devido à integração dos ativos adquiridos ao longo dos últimos 12 meses.”

Copasa (CSMG3)

A Copasa recebeu correspondência da BlackRock, informando que alienou ações ordinárias emitidas pela empresa. As participações da gestora, de forma agregada, passaram a ser de 18,99 milhões de ações ordinárias, representando aproximadamente 4,99% do total de ações ordinárias (ON) da companhia e 3,51 milhões de instrumentos financeiros derivativos referenciados em ações ON com liquidação financeira, representando cerca de 0,92% do total de ações ordinárias da empresa.

Embraer (EMBR3)

A Embraer entregou ao Exército Brasileiro as duas primeiras unidades dos radares SABER M60, em sua versão 2.0, que serão utilizados nas unidades de artilharia antiaérea do Exército Brasileiro. 

Além desses dois radares, a empresa anunciou em abril deste ano um novo contrato que contempla quatro radares adicionais do mesmo modelo. A aquisição dos radares SABER M60 está prevista no planejamento estratégico do Exército Brasileiro 2020-2023 e amplia a capacidade operacional da Força Terrestre.

O SABER M60 é um radar de busca que integra um sistema de defesa antiaérea de baixa altura, com 100% de conteúdo nacional, visando a proteção de pontos e áreas sensíveis como instalações governamentais e infraestruturas estratégicas. 

Mills (MILS3)

A Mills recebeu carta da U.V. gestora informando sobre a alienação de sua posição. A gestora passou a deter 4,99% do total de ações emitidas pela companhia.

BTG Pactual (BPAC11)

O BTG Pactual comunicou que a Assembleia Geral Extraordinária de acionistas da companhia aprovou a proposta de incorporação do acervo cindido oriundo da cisão parcial do Banco Sistema. A AGE também aprovou a reorganização do banco.

O acervo cindido consistirá no conjunto de ativos e passivos no montante total de R$ 24,14 milhões, e a administração da companhia estima que o valor total para realização e efetivação da reorganização, incluindo os honorários de assessores jurídicos, de avaliadores e de auditores e os custos para realização e publicação dos atos societários não devem ultrapassar o montante de R$ 70 mil.

Kepler Weber (KEPL3)

A Kepler Weber recebeu comunicado do Banco Clássico, pelo qual informa a venda no montante de 5,31 milhões de ações ordinárias do capital da empresa por R$ 111,538 milhões, através do seu fundo Banclass. Com a venda, o Banclass deixou de ter participação societária em ações ordinárias da Kepler Weber.

Suzano (SUZB3)

A Suzano concluiu o programa de recompra de ações da companhia iniciado em 3 de agosto de 2022. Foram adquiridas 20 milhões de ações em pregão regular de bolsa de valores, ao preço médio de R$ 46,84 por ação, perfazendo R$ 937 milhões.

Após o encerramento do programa Julho/2022, a Suzano possui em tesouraria o montante de 51,91 milhões de ações ordinárias. 

Banco ABC (ABCB4)

O Banco ABC aprovou a distribuição de juros sobre capital próprio (JCP) referente ao 3º trimestre de 2022 no valor bruto total de R$ 79,94 milhões, cerca de R$ 0,36 por ação.

A posição acionária considerada será a de 30 de setembro, com os papéis passando a ser negociados como “ex” a partir do dia 3 de outubro. O pagamento está previsto para 13 de outubro de 2022.

Compartilhe em suas redes!

WhatsApp
Facebook
LinkedIn
PUBLICIDADE

Matérias Relacionadas

PUBLICIDADE

Assine o TradeNews Express!

PUBLICIDADE

A Newsletter mais completa do mercado está de cara nova!

Preencha o formulário e cadastre-se para receber todos os dias.

Saiba os meses que as empresas devem pagar proventos em 2024 e monte sua carteira vencedora

Are you sure want to unlock this post?
Unlock left : 0
Are you sure want to cancel subscription?