Fique de olho em Raízen (RAIZ4), Omega (MEGA3), Jalles Machado (JALL3) e outras

maxim-hopman-fiXLQXAhCfk-unsplash

Entre os destaques corporativos desta terça-feira (04), Oi (OIBR3) intimou Tim (TIMS3), Vivo (VIVT3) e Claro para depósito de R$ 1,5 bilhão, Itaúsa (ITSA3; ITSA4) vendeu R$ 660 milhões em ações da XP, e Petrobras (PETR3; PETR4) assinou contrato para a construção da plataforma P-82.

EcoRodovias (ECOR3) comunicou celebração de TAM ao contrato de concessão da Ecovias dos Imigrantes, Raízen (RAIZ4) comprou derivados do petróleo da Shell por R$ 142,49 milhões, o conselho de administração da Omega (MEGA3) aprovou o aumento de capital social da companhia, e Jalles Machado (JALL3) comprou a Santa Vitória e a última comprou a Cogen ERB.

BRB (BSLI4) comunicou a tomada de posse de nove colaboradores da empresa, Eneva (ENEV3) finalizou a compra da Celsepar e da Cebarra, e Metalfrio (FRIO3) informou que continua trabalhando na elaboração da 2º ITR 2022.

Grupo Mateus (GMAT3), Minerva (BEEF3) e OceanPact (OPCT3) receberam comunicação de gestoras informando alteração participativa nas companhias.

Vivo (VIVT3) informou que sua controlada indireta, a TIS, consumou a compra da Vita IT, Tecnisa (TCSA3) lançou a primeira fase do empreendimento Bosque Pitangueiras, na cidade de São Paulo, e, como resultado do leilão da OPA, a Neoenergia (NEOE3) adquiriu 9,13% do capital social da Neoenergia Pernambuco, parte dele após venda de ações detidas pela Eletrobras (ELET3; ELET5; ELET6).

Ferbasa (FESA3; FESA4) publicou o preço de fornecimento regular do Ferro Cromo Alto Carbono, o conselho de administração do TC (TRAD3) aprovou o cancelamento antecipado do programa de recompra de ações da empresa, a Itaú Corretora passará a ser a instituição financeira responsável pela escrituração das ações de emissão do IRB (IRBR3), e Fleury (FLRY3) celebrou o contrato para a compra do Méthodos por R$ 27,37 milhões.

Oi (OIBR3)

A Oi informou que recebeu notificação enviada, em conjunto, pela Tim (TIMS3), Vivo (VIVT3) e Claro sobre apresentação de requerimento de instauração de procedimento de arbitragem. Contudo, afirmou que ainda não recebeu comunicação da Câmara de Arbitragem do Mercado sobre o pedido de instauração da arbitragem e frisou que não houve qualquer descumprimento do contrato de compra e venda por parte da empresa.

Segundo a companhia, antes do recebimento da notificação, a Oi apontou o descumprimento contratual por parte das compradoras e tomou as medidas necessárias à preservação de seus direitos, requerendo o depósito do valor retido.

Desta forma, a Oi informou que o Juízo da 7ª Vara Empresarial da Comarca da Capital do Estado do Rio de Janeiro deferiu o pedido cautelar requerido pela empresa, determinando a intimação das compradoras para o depósito, no prazo de 48h, do valor de R$ 1,5 bilhão, sendo cerca R$ 515 milhões pela Vivo, R$ 342 milhões pela Claro e R$ 669 milhões pela Tim, em conta vinculada ao processo de recuperação judicial, onde ficará acautelado até decisão do Juízo Arbitral, sob pena de multa no valor equivalente a 10% do montante a ser depositado.

Em comunicado, a Vivo afirmou que ainda não recebeu intimação da 7° Vara.

Itaúsa (ITSA3; ITSA4)

A Itaúsa vendeu 6,5 milhões de ações Classe A de emissão da XP, correspondentes a 1,17% do capital da XP, pelo valor aproximado de R$ 660 milhões.

Desta forma, a Itaúsa passa a deter cerca de 51 milhões de ações ordinárias Classe A da XP, equivalentes a 9,17% do capital da empresa e 3,27% de seu capital votante. 

A alienação impactará positivamente os resultados da Itaúsa do quarto trimestre de 2022 em aproximadamente R$ 300 milhões, líquidos de impostos. 

Petrobras (PETR3; PETR4)

A Petrobras assinou contrato com a Sembcorp Marine Rigs & Floaters para a construção da plataforma P-82, como resultado do avanço do projeto de desenvolvimento do campo de Búzios, no pré-sal da Bacia de Santos. 

A P-82 será do tipo FPSO e terá capacidade para produzir até 225 mil barris de óleo por dia, processar até 12 milhões de m³ de gás por dia e armazenar mais de 1,6 milhão de barris. O projeto prevê a interligação de 16 poços, sendo 9 produtores e 7 injetores. 

A plataforma está programada para entrar em operação em 2026, e será a décima plataforma a ser instalada no campo de Búzios, onde a Petrobras é a operadora com 92,6% de participação, tendo como parceiras a CNOOC e a CNODC, com 3,7% cada. 

EcoRodovias (ECOR3)

A EcoRodovias comunicou que a concessionária Ecovias dos Imigrantes, a Secretaria de Logística e Transportes do Estado de São Paulo e a ARTESP celebraram o Termo Aditivo Modificativo (TAM) ao contrato de concessão. 

O TAM estabeleceu que a concessionária assumirá a execução de obra correspondente à implantação de Ciclovia e Passarela Rota Marcia Prado entre o km 38 e o km 42 da Rodovia dos Imigrantes (SP 160). 

A obra proporcionará maior segurança viária aos ciclistas que acessam o trecho com destino ao litoral, possibilitando a segregação do trânsito das bicicletas do tráfego da Rodovia dos Imigrantes, e será realizada até outubro de 2023.

Raízen (RAIZ4)

A Raízen comprou derivados do petróleo da Shell por R$ 142,49 milhões. Segundo a empresa, foi realizada a tomada de preço em processo competitivo, assegurando que a Raízen obtivesse as melhores condições de mercado.

Omega (MEGA3)

O conselho de administração da Omega aprovou o aumento de capital social da companhia, que será entre R$ 850 milhões e R$ 1,2 bilhão, mediante a emissão de até 75.605.777 ações ordinárias.

Jalles Machado (JALL3)

A Jalles Machado comprou a Santa Vitória, e a Santa Vitória comprou a Cogen ERB, unidade de cogeração anexa à planta da Santa Vitória. Tanto a Santa Vitória como a Cogen ERB são controladas pelo Grupo Geribá.

O valor total da transação foi de R$ 704,86. Destes, R$ 370,06 milhões foram referentes à aquisição da Santa Vitória e R$ 334,80 milhões foram direcionados para investimento na nova compra, sendo R$ 144,87 milhões à vista para cumprimento de obrigação de aquisição da Cogen ERB e R$ 189,93 milhões para  assunção de dívidas bancárias de longo prazo da última.

BRB (BSLI4)

O BRB comunicou a tomada de posse de nove colaboradores da empresa, entre eles, oito reeleitos e um eleito. 

Quanto aos reeleitos, estão: Paulo Henrique Bezerra Rodrigues Costa, para presidente; Alfredo Luiz Venzel De Oliveira, para diretor executivo de controle e riscos; Cristiane Maria Lima Bukowitz, para diretora executiva de gestão de pessoas; e Cynthia Judite Perciano Borges, para diretora executiva de finanças e controladoria. 

Além de Dario Oswaldo Garcia Júnior, para diretor executivo de varejo; Eugenia Regina de Melo, para diretora executiva de atacado e governo; Fabiano Pereira Côrtes, para diretor executivo de tecnologia; e Hellen Falcão de Carvalho, para diretora jurídica.

Heli João de Melo também tomou posse, após ser eleito para ocupar o cargo de diretor executivo de operações.

Eneva (ENEV3)

A Eneva finalizou a compra da da Celsepar e da Cebarra, detidas diretamente pela LNG Power Limited, subsidiária da empresa norte-americana New Fortress Energy, e indiretamente pelos acionistas da DC Energia. Logo, a operação também contemplou a compra da DC Energia. O valor total da operação foi de R$ 6,7 bilhões.

Grupo Mateus (GMAT3)

O Grupo Mateus recebeu comunicação da Squadra, informando a alienação de participação acionária relevante. 

A gestora reduziu a posição total para 4,93%, equivalente a cerca de 108,84 milhões de ações ordinárias. Deste total, 3,46 milhões de ações ON encontram-se doadas em empréstimo.

Minerva (BEEF3)

A Minerva recebeu comunicação da Compass, informando a aquisição de participação acionária na companhia. 

O fundo de investimentos aumentou a posição total para 5,46%, equivalente a cerca de  33,15 milhões de ações ordinárias. 

OceanPact (OPCT3)

A OceanPact recebeu comunicação da Total Return, informando a aquisição de participação acionária na companhia. 

A gestora passou a deter 10,1 milhões de ações ordinárias da Oceanpact, que correspondem a 5,05% do capital social do total emitido pela companhia nessa espécie de ações.

Metalfrio (FRIO3) 

A Metalfrio informou que continua trabalhando na elaboração das Informações trimestrais referentes ao segundo trimestre de 2022 (2º ITR 2022), para ajustá-las às exigências legais diante da volatilidade de câmbio e hiperinflação registradas na Turquia.

A companhia também informou que tem atualizado constantemente o calendário de eventos corporativos sobre a data de divulgação do 2º ITR 2022. 

Vivo (VIVT3)

A Vivo informou que sua controlada indireta, a Telefônica Infraestrutura e Segurança (TIS), consumou a compra da Vita IT. A operação poderá atingir o valor de até R$ 120 milhões, condicionado ao atingimento de métricas operacionais e financeiras acordadas entre as partes. 

A Vita IT atua como integradora de soluções para empresas de diferentes portes, provendo serviços profissionais e gerenciados de networking, bem como revenda de hardware e software do mesmo segmento. Segundo a Vivo, a operação faz parte da estratégia da companhia de fortalecer sua atuação e posicionamento no mercado de networking, com o fornecimento de equipamentos de rede e serviços de implementação, gerenciamento e suporte técnico para a rede corporativa de empresas.

Tecnisa (TCSA3)

A Tecnisa lançou a primeira fase do empreendimento Bosque Pitangueiras, na cidade de São Paulo. 

Localizado no bairro Jardim das Perdizes, a primeira fase do projeto conta com uma torre de 150 unidades residenciais de dois, três e quatro dormitórios de 79 a 136 m², totalizando um valor geral de vendas de R$ 218 milhões, dos quais 57,5% referem-se à participação da Tecnisa. 

Neoenergia (NEOE3) e Eletrobras (ELET3; ELET5; ELET6)

Como resultado do leilão da OPA, a Neoenergia adquiriu cerca de 29 mil ações ordinárias (ON), 6,6 milhões de ações preferenciais classe A (PNA) e 162 mil ações preferenciais classe B (PNB), que, em conjunto, representam 9,13% do capital social da Neoenergia Pernambuco. 

As ações foram adquiridas pelos preços de R$ 42,02 por ON, R$ 42,02 por PNA e R $46,22 por PNB, totalizando o valor de aproximadamente R$ 287 milhões. 

No âmbito da oferta, a Eletrobras vendeu a totalidade de sua participação acionária (1,56%) na Neoenergia Pernambuco, referente a cerca de 20 mil ações ordinárias, 1,1 milhão de ações preferenciais classe A e 7 mil ações preferenciais classe B.

A OPA foi efetivada por meio de leilão realizado na B3 e a liquidação será realizada nesta quarta-feira (05), quando a Eletrobras irá receber o montante de cerca de R$ 49 milhões.

Ferbasa (FESA3; FESA4)

A Ferbasa informou que o preço de fornecimento regular do Ferro Cromo Alto Carbono (FeCr AC) para o mercado Europeu, referente ao 4º trimestre de 2022, foi publicado no valor de US$c 149 /lb.Cr, representando um declínio de 17,2% diante do preço anunciado no trimestre anterior. 

Os preços praticados pela empresa têm como parâmetro uma cesta de preços internacionais, dentre os quais os praticados pelos mercados europeu, americano e principalmente o asiático.

TC (TRAD3)

O conselho de administração do TC aprovou o cancelamento antecipado do programa de recompra de ações da companhia e o encerramento antecipado, com efeitos a partir de 29 de setembro de 2022, do programa de alienação de ações da empresa.

O conselho também ratificou o cancelamento de 1,5 milhão de ações ordinárias mantidas em tesouraria, contra a reserva de capital do TC. Remanescem em tesouraria, com lastro na referida reserva, 489.200 ações. 

O capital social permanece inalterado, no valor de cerca de R$ 623 milhões, passando a ser dividido em aproximadamente 280 milhões de ações.

IRB (IRBR3)

A Itaú Corretora passará a ser a instituição financeira responsável pela escrituração das ações de emissão do IRB em substituição ao Banco do Brasil.

Desta forma, a partir da última terça-feira (03), o atendimento aos titulares das ações em ambiente de escrituração será realizado pela rede de agências do Itaú, presente em todo o território nacional. Os acionistas com ações em ambiente de bolsa continuarão a ser atendidos normalmente pelas suas respectivas corretoras de títulos e valores mobiliários e/ou agentes de custódia, não havendo interrupção da negociação das ações da companhia. 

Devido ao processo de migração, haverá a suspensão no atendimento aos acionistas no período de 4 a 7 de outubro em alguns procedimentos, como por exemplo consultas de posição, transferência de ações fora de ambiente de bolsa, transferência de custódia; pagamentos de eventos pendentes, atualização cadastral e registro de gravames. 

Fleury (FLRY3)

A Fleury celebrou o contrato para a compra do Méthodos por R$ 27,37 milhões. O Méthodos atua em serviços diagnósticos por análises clínicas através de 26 unidades no sul de Minas Gerais. A compra marca a entrada do Grupo Fleury no estado.

Compartilhe em suas redes!

WhatsApp
Facebook
LinkedIn
PUBLICIDADE

Matérias Relacionadas

PUBLICIDADE

Assine o TradeNews Express!

PUBLICIDADE

A Newsletter mais completa do mercado está de cara nova!

Preencha o formulário e cadastre-se para receber todos os dias.

Saiba os meses que as empresas devem pagar proventos em 2024 e monte sua carteira vencedora

Are you sure want to unlock this post?
Unlock left : 0
Are you sure want to cancel subscription?