Governo de SP vai solicitar novamente à Anvisa vacinação de crianças de 3 a 11 anos com CoronaVac

Governo de SP vai solicitar novamente à Anvisa vacinação de crianças de 3 a 11 anos com CoronaVac


O governo do estado de São Paulo anunciou nesta quarta-feira (8) que vai solicitar à Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) a aplicação de doses da vacina contra a Covid-19 da CoronaVac, desenvolvida pelo Instituto Butantan em parceria com o laboratório chinês Sinovac, em crianças de 3 a 11 anos.

Até o momento, a única vacina contra a Covid-19 aprovada para menores de 18 anos no Brasil é a da Pfizer. Esse imunizante tem indicação em bula para uso a partir de 12 anos de idade.

O governador João Doria lembra que o primeiro pedido, feito pelo Instituto Butantan, foi protocolado no fim de julho deste ano e que agora, o segundo pedido é acompanhado de estudos feitos pelo Sinovac.

“A CoronaVac já é aplicada em crianças de três a 11 anos na China, Malásia, Chile e Equador. Com isso, o Butantan entende que é hora de vacinar crianças no Brasil e a CoronaVac tem se mostrado eficaz e segura para a vacinação desse público”, disse Doria, durante coletiva de imprensa em frente ao Palácio dos Bandeirantes, em São Paulo.

De acordo com o governador, serão reservadas 12 milhões de doses para a aplicação, caso seja aprovada pela Anvisa.

Segundo Dimas Covas, presidente do Instituto Butantan, na próxima semana toda a documentação solicitada pela Anvisa será novamente apresentada. “Esperamos um resultado positivo e que haja a liberação o mais rápido possível, dado que essas doses estão esperando para serem usadas”, afirmou.

No fim de novembro, a Anvisa informou que estava analisando a inclusão da indicação da vacina da Pfizer para a imunização de crianças na faixa etária de cinco a 11 anos. “O processo está em análise pela equipe técnica, que solicitou à farmacêutica dados complementares para avaliação do pedido”, informou a agência, na época.

“Para essa solicitação, a Anvisa está adotando uma estratégia diferente para as análises técnicas dos estudos clínicos para o público infantil, buscando o envolvimento de diversas entidades”, destacou a Agência. “Foram encaminhados convites para representantes das sociedades brasileiras de Imunologia, Infectologia, Pediatria e Epidemiologia, solicitando a colaboração dessas entidades no processo.”

Segundo a Anvisa, assim que houver confirmação por parte das entidades e representações, será realizada uma reunião com a apresentação dos dados disponíveis para discussão e auxílio técnico na tomada de decisão.

Durante a coletiva desta quarta, o governador também destacou o recorde de doses adicionais da vacina contra a Covid-19 aplicadas no estado em dezembro, com 1,1 milhão de doses aplicadas apenas na primeira semana do mês.

De acordo com o site “vacinômetro”, 94,54% da população do estado de São Paulo com mais de 18 anos está com esquema vacinal completo. Além disso, já foram aplicadas 5,9 milhões de doses adicionais até o momento.

Compartilhe em suas redes!

WhatsApp
Facebook
Twitter
LinkedIn
PUBLICIDADE

Matérias Relacionadas

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

Receba o TradeNews no seu e-mail

Are you sure want to unlock this post?
Unlock left : 0
Are you sure want to cancel subscription?