Ibovespa acompanha NY e fecha positivo, retomando os 113 mil pontos

business-5475664_960_720

O Ibovespa fechou em alta nesta segunda-feira (15), retomando o patamar dos 113 mil pontos. Apesar da pressão gerada pela divulgação de dados fracos de atividade econômica na China, o índice acompanhou as principais bolsas de Nova York e avançou, com destaque para papéis ligados à economia doméstica, como os do setor varejista. O fluxo de entrada de capital estrangeiro na bolsa brasileira também favoreceu o desempenho positivo.

O pregão também marcou uma realização de lucros para algumas das ações mais negociadas do índice: Vale (VALE3), Banco do Brasil (BBAS3) e Bradesco (BBDC3) recuaram 2,15%, 2,52% e 1,23%, respectivamente. Fora do índice, a M. Dias Branco (MDIA3) teve forte alta e fechou em 24,08%, após divulgação de resultados considerados positivos pelo mercado para o 2T22. Além disso, os papéis da Dasa (DASA3) também registraram bom desempenho, após o anúncio de um programa de recompra de até 2,51% do total de ações de emissão da companhia. A ação, que também é negociado fora do Ibovespa, fechou com avanço de 6,04%.

O dólar fechou em alta, acompanhando o fortalecimento da moeda no mercado externo e corrigindo parte da queda acumulada nos últimos pregões em relação ao real. A divulgação de novos dados fracos para atividade econômica na China pressionou as moedas de países exportadores de commodities, como o Brasil, e deu força ao dólar. Apesar disso, a manutenção do fluxo de capital estrangeiro na bolsa brasileira limitou o avanço.

📊 Ibovespa 113.031,98 pontos (+0,24%)
💰 Volume R$ 33,3 bilhões
💵 Dólar R$ 5,0916 (+0,35%)

As varejistas lideraram as altas do Ibovespa hoje, favorecidas pela entrada de capital estrangeiro na bolsa, além da revisão de perspectivas para a economia brasileira no Boletim FOCUS divulgado hoje, como uma redução para a projeção do IPCA de agosto. Americanas (AMER3) teve a maior alta da sessão, de 18,21%, seguida por Via (VIIA3) e Méliuz (CASH3), que avançaram 14,47% e 14,18%, respectivamente. Magazine Luiza também se destacou, com alta de 12,85%.

O principal destaque negativo de hoje foi o IRB Brasil (IRBR3), com investidores reagindo a uma possível oferta subsequente de ações (follow-on) de cerca de R$ 1 bilhão a ser realizada pela companhia. A operação pode acontecer nos próximos 30 dias, mas o IRB ainda não definiu ou aprovou a realização de uma oferta do tipo, apesar de afirmar que estuda diversas opções para captação de novos recursos. Além disso, as mineradoras e siderúrgicas também recuaram na sessão, na esteira da forte queda do minério de ferro em Qingdao, de 3,61%. A Vale (VALE3), com maior peso de negociação no índice, recuou 2,13%, enquanto Braskem (BRKM5) e CSN (CSNA3) marcaram a segunda e a terceira maior queda do índice hoje, respectivamente, caindo 4,81% e 4,55%.

⬆️ Maiores Altas do Ibovespa

🟢 AMER3 +18,21%
🟢 VIIA3 +14,47%
🟢 CASH3 +14,18%

⬇️ Maiores Baixas do Ibovespa

🔴 IRBR3 -9,96%
🔴 BRKM5 -4,86%
🔴 CSNA3 -4,55%

(Com Valor Econômico e Agência Estado)

Compartilhe em suas redes!

WhatsApp
Facebook
LinkedIn
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

Matérias Relacionadas

PUBLICIDADE

Assine o TradeNews Express!

PUBLICIDADE

A Newsletter mais completa do mercado está de cara nova!

Preencha o formulário e cadastre-se para receber todos os dias.

Saiba os meses que as empresas devem pagar proventos em 2024 e monte sua carteira vencedora

Are you sure want to unlock this post?
Unlock left : 0
Are you sure want to cancel subscription?