Ibovespa emenda terceiro pregão consecutivo de queda; WEG [WEGE3] dispara e Santander [SANB11] despenca após divulgações de resultados; Vale [VALE3] sobe às vésperas de divulgação de balanço trimestral

stock-g281e8d53c_1920

O Ibovespa fechou em queda pelo terceiro pregão consecutivo nesta quarta-feira (26), de olho em divulgações de balanços corporativos trimestrais e no cenário eleitoral. A proximidade do segundo turno das eleições presidenciais, que ocorre neste domingo, motiva uma certa aversão ao risco por parte dos investidores. Hoje, o setor financeiro e a Petrobras [PETR3; PETR4] mais uma vez pressionaram o índice, enquanto a WEG [WEGE3] teve desempenho bastante superior ao restante dos ativos após reportar lucro acima do esperado no 3T22.

Com o recuo de hoje, o terceiro seguido, os papéis de Petrobras [PETR3; PETR4] e Banco do Brasil [BBAS3] zeraram os ganhos registrados na semana passada, que tinham sido motivados por uma aproximação do presidente Jair Bolsonaro em relação ao ex-presidente Lula nas pesquisas eleitorais. A tensão gerada pelo “caso Roberto Jefferson”, assim como uma reversão nessa tendência, de acordo com novas pesquisas, fez com que os papéis despencassem nos últimos pregões, considerando que o mercado vê o atual chefe do Executivo como mais próximo à ideia de privatizações.

O dólar fechou em alta, concluindo um avanço de mais de 4,5% nas últimas três sessões, em meio ao crescimento de instabilidades relacionadas ao cenário eleitoral. Investidores voltam a montar posições defensivas em dólar e a “fugir” da bolsa, o que faz com que a moeda americana se valorize no plano doméstico, apesar da desvalorização verificada hoje ante pares internacionais.

📊 Ibovespa 112.763,79 pontos (-1,62%)
💰 Volume R$ 39,5 bilhões
💵 Dólar R$ 5,3817 (+1,22%)

A WEG [WEGE3] disparou 8,36% e foi a maior alta do índice hoje, após divulgar seus resultados referentes ao 3T22. A companhia teve lucro líquido de R$ 1,16 bilhão, alta de 42,5% na comparação anual. Para a equipe de analistas da Genial Investimentos, os números foram muito acima das expectativas do mercado, “com margens crescentes e um lucro forte”.

Também entre os maiores avanços, a Vale [VALE3] subiu 2,22%, apesar da queda de 1,27% do minério de ferro na bolsa chinesa de Dalian e às vésperas de sua divulgação de resultados trimestrais. Os papéis da companhia reagem positivamente à notícia de que a China anunciou novas diretrizes para facilitar a entrada de investimentos externos no país, o que pode ter reflexos positivos na demanda por minério e aço. CSN [CSNA3] também apresentou desempenho positivo, avançando 1,63%. Usiminas [USIM5] fechou em queda de 2,36%, em meio à expectativa por resultados fracos no 3T22.

A Telefônica Brasil [VIVT3], que divulgou seu balanço trimestral após o fechamento do pregão de ontem, teve alta de 0,78%. A companhia registrou lucro líquido de R$ 1,44 bilhão no período, que representou uma alta anual de 9,3% e foi visto como positivo pelo Banco Safra, Citi e Bradesco BBI.

As petroleiras ignoraram os ganhos da commodity de referência no mercado internacional e estiveram entre os destaques negativos. PetroRio [PRIO3] e 3R Petroleum [RRRP3] registraram perdas de 1,36% e 1,13%, respectivamente, enquanto a Petrobras, que segue pressionada pela corrida eleitoral, teve queda de 1,82% de seus papéis ON [PETR3] e de 2,45% dos PN [PETR4]. Analistas da Monte Bravo ressaltam que a estatal, que vive “o melhor momento de sua história” em termos de saúde financeira, é punida principalmente pelo contexto político, à medida que investidores aguardam a um cenário mais claro para se posicionar nos papéis.

O Santander [SANB11] recuou 5,26%, após reportar resultados abaixo das expectativas para o 3T22, com lucro líquido gerencial de R$ 3,12 bilhões. Para analistas do Goldman Sachs, a tendência é de que o Santander mostre tendências mais fracas do que seus pares. O restante do setor também fechou em queda, com Itaú [ITUB4] e Bradesco [BBDC4] recuando 2,14% e 4,36%, respectivamente. O Banco do Brasil [BBAS3], assim como a Petrobras, foi pressionado pelo cenário eleitoral e fechou o pregão de hoje em queda de 3,54%.

As companhias de tecnologia também se destacaram do lado negativo do índice hoje, com Locaweb [LWSA3] e Positivo [POSI3] figurando entre as maiores quedas, com 10,12% e 8,56%, respectivamente. A aceleração da curva de juros, atrelada à incerteza eleitoral, é negativa para os papéis do setor, assim como para as varejistas e a maior parte das construtoras. Magazine Luiza [MGLU3] completou o “pódio”, caindo 8,86%, enquanto Via [VIIA3] e CVC [CVCB3] recuaram 7,59% e 7,62%.

⬆️ Maiores altas do índice

🟢 WEGE3 +8,36%
🟢 SLCE3 +2,48%
🟢 VALE3 +2,22%

⬇️ Maiores baixas do índice

🔴 LWSA3 -10,12%
🔴 MGLU3 -8,86%
🔴 POSI3 -8,56%

(Com Agência Estado e BDM Online)

Compartilhe em suas redes!

WhatsApp
Facebook
LinkedIn
PUBLICIDADE

Matérias Relacionadas

PUBLICIDADE

Assine o TradeNews Express!

PUBLICIDADE

A Newsletter mais completa do mercado está de cara nova!

Preencha o formulário e cadastre-se para receber todos os dias.

Saiba os meses que as empresas devem pagar proventos em 2024 e monte sua carteira vencedora

Are you sure want to unlock this post?
Unlock left : 0
Are you sure want to cancel subscription?