Ibovespa fecha em alta, com manutenção de fluxo estrangeiro positivo

business-g925def65b_1920

O Ibovespa fechou positivo pelo terceiro pregão consecutivo, após oscilar durante boa parte do dia. O fluxo positivo de capital estrangeiro na bolsa segue impulsionando os ganhos do índice, enquanto o mercado ainda reage aos dados mais fracos de atividade econômica divulgados nos Estados Unidos e na China.

Para Rodrigo Ashikawa, economista-chefe da Claritas, o fim do ciclo de juros no Brasil contribui para esse fluxo de capital “gringo”. Além disso, Luiz Roberto Monteiro, operador da mesa institucional da Renascença, destacou o efeito positivo para papéis de setores como o financeiro e os de exportação, destacando o bom desempenho de Vale (VALE3), que registrou alta de 2,42%, além de Petrobras (PETR3; PETR4), com avanço de 1,15% nos papéis ON e 0,91%, nos PN. Além disso, os grandes bancos também avançaram moderadamente na sessão.

O dólar fechou em alta, corrigindo perdas acumuladas em relação ao real nos últimos pregões. Os operadores também monitoram o início da corrida eleitoral no Brasil, em meio a uma sessão de agenda relativamente esvaziada.

📊 Ibovespa 113.512,38 pontos (+0,43%)
💰 Volume R$ 30,2 bilhões
💵 Dólar R$ 5,1405 (+0,96%)

Os frigoríficos se destacaram positivamente na sessão, com a BRF (BRFS3) liderando as altas do Ibovespa com 6,29%. O impulso gerado pelos dados positivos referentes à exportação de carne bovina divulgados ontem pela Secretaria de Comércio Exterior (Secex) favorece o setor. Marfrig (MRFG3) e JBS (JBSS3) também registraram bom desempenho, avançando 4,71% e 5,06%, respectivamente. Além disso, Rodrigo Moliterno, head de renda variável da Veedha Investimentos, apontou que a queda dos preços das commodities agrícolas também ajuda a impulsionar os papéis.

A Positivo (POSI3) também subiu na sessão, ainda na esteira da reação positiva do mercado aos resultados trimestrais divulgados no último dia 10. A companhia subiu 5,03% hoje e acumula ganhos de quase 40% nos últimos 5 pregões. O IRB Brasil (IRBR3) marcou alta de 2,88% na sessão, após queda de quase 10% ontem.

Do lado negativo, a Yduqs (YDUQ3) liderou as perdas do índice, com o mercado reagindo aos resultados trimestrais da companhia, publicados após o encerramento do pregão de ontem. A empresa registrou prejuízo líquido de R$ 63,3 milhões no 2T22, revertendo lucro registrado no mesmo período no ano passado, e recuou % hoje. A Méliuz (CASH3) também apresentou números ruins para o trimestre e esteve entre as maiores baixas, com 9,80%.

A PetroRio (PRIO3) também teve desempenho ruim, após anunciar a interrupção temporária de sua produção no Campo de Frade, na Bacia de Campos.

⬆️ Maiores Altas do Ibovespa

🟢 BRFS3 +6,53%
🟢 POSI3 +4,94%
🟢 JBSS3 +4,89%

⬇️ Maiores Baixas do Ibovespa

🔴 YDUQ3 -11,76%
🔴 CASH3 -9,80%
🔴 SOMA3 -3,99%

(Com Agência Estado, BDM Online e Reuters)

Compartilhe em suas redes!

WhatsApp
Facebook
LinkedIn
PUBLICIDADE

Matérias Relacionadas

PUBLICIDADE

Assine o TradeNews Express!

PUBLICIDADE

A Newsletter mais completa do mercado está de cara nova!

Preencha o formulário e cadastre-se para receber todos os dias.

Saiba os meses que as empresas devem pagar proventos em 2024 e monte sua carteira vencedora

Are you sure want to unlock this post?
Unlock left : 0
Are you sure want to cancel subscription?