Ibovespa fecha estável com auxílio de ações de bancos; dólar avança e vai a R$ 5,18 por conta de risco fiscal

Ibovespa fecha estável com auxílio de ações de bancos; dólar avança e vai a R$ 5,18 por conta de risco fiscal


O Ibovespa fechou próximo da estabilidade nesta segunda-feira (20), subindo apenas 0,03%, aos 99.852 pontos pontos, em dia de mercado fechado nos Estados Unidos, por conta do feriado do fim da escravidão no país.

O principal índice da Bolsa brasileira repercutiu, então, majoritariamente notícias locais, abrindo em forte queda no começo do dia, com investidores repercutindo a saída de José Mauro Coelho da presidência da Petrobras (PETR3;PETR4).

As ações da petroleira chegaram a cair quase 5% durante o começo do pregão mas fecharam no campo positivo, com os papéis ordinários subindo 0,87% e os preferenciais, 1,14%.

“O Ibovespa começou sofrendo por conta da confusão da Petrobras, com a ação da companhia abrindo o dia em leilão, mas parece que está havendo um certo alívio após de uma realização de fato”, explica Joaquim Sampaio, gerente de portfólio da RPS Investimentos.

Luiz Adriano Martinez, portfólio manager da Kilima Asset, vai no mesmo caminho, afirmando que a saída de Coelho do cargo deve esfriar o os ânimos no debate sobre preços e afastar algumas ameaças – como a  de uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) sobre a estatal, por exemplo.

“Se o CEO da Petrobras não tivesse pedido renúncia, as duvidas seriam sobre quais seriam as medidas que o Governo Federal e a Câmara tomariam frente à empresa”, comenta Martinez. “Ainda há duvidas se haverão novos avanços na frente de controlar os preços, o que pode impactar a Petrobras e outras companhias do setor, mas elas diminuíram”.

A Vale (VALE3), não conseguiu fugir da queda imputada pelo recuo do preço do minério e caiu 2,47%, a R$ 75,50 – a tonelada da commodity fechou com baixa de 10,98% no porto chinês de Dalian, a US$ 111,47.

“A queda do minério no overnight na China se deu por conta do excesso de estoque e pelo fechamento de algumas siderúrgicas chinesas, que diminuíram a demanda por aço”, contextualiza Martinez.

Já as ações de banco se beneficiaram das quedas e das incertezas relativas às companhias de commodities.

Os papéis preferenciais do Itaú (ITUB4) foram destaque entre as principais altas por peso, subindo 4,35%, bem como os do Bradesco (BBDC4), com alta de 2,65%. As ações unitárias do Santader (SANB11), por sua vez, fecharam em alta de 2,13%.

“Com a queda das commodities, é normal que investidores realizem um fluxo para outras ações que têm participação importante no Ibovespa”, explica o gestor da RPS Capital.

Queda de commodities pesa sobre Ibovespa, mas tira pressão da curva de juros

Se de um lado a desaceleração global e a queda das commodities pressionou a performance da Vale, do outro, ela afrouxou a pressão sobre parte da curva de juros.

“Os DIs no médio e longo prazo recuaram pela lógica de que  uma desaceleração global deve diminuir as pressões inflacionárias”, comenta Luciano Costa, economista-chefe da Monte Bravo Investimentos. “Os juros médios fecham em baixa também com a expectativa de que o Banco Central pode encerrar a alta da Selic na próxima reunião em agosto, com o mercado tendo de discutir onde estarão os futuros cortes”.

Os DIs para 2025, 2027 e 2029 tiveram seus yields recuando, respectivamente, seis, seis e sete pontos-base, para 12,47%, 12,39% e 12,52%. Na ponta curta, o DI para 2023 viu sua taxa avançar dois pontos, para 13,58%.

Em parte, a pressão política sobre a Petrobras justifica o avanço do DI para 2023 e também a alta do dólar frente ao real, com a moeda comercial americana subindo 0,81%, a R$ 5,186 na compra e na venda, mesmo com o DXY recuando 0,22%, a 104,47 pontos. Este é o maior valor de fechamento da moeda desde 14 de fevereiro.

“Com o mercado lá fora com baixa liquidez, por conta do feriado nos EUA, há maior exposição ao cenário doméstico, que não foi bom”, explica Costa. “As discussões fiscais pressionam o câmbio e aumentam as percepções de risco, o que traz ruído”, finaliza.

 

Compartilhe em suas redes!

WhatsApp
Facebook
Twitter
LinkedIn
PUBLICIDADE

Matérias Relacionadas

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

Receba o TradeNews no seu e-mail

Are you sure want to unlock this post?
Unlock left : 0
Are you sure want to cancel subscription?