Ibovespa fecha perto da estabilidade, em meio a cenário doméstico positivo e cautela internacional

stock-g281e8d53c_1920

O Ibovespa fechou em leve alta, perto da estabilidade, em dia de giro financeiro moderado. Os mercados internacionais mantém a cautela, na expectativa do discurso do presidente do Fed, Jerome Powell, no Simpósio de Jackson Hole, que começa amanhã. De forma isolada, o Brasil apresenta certa atratividade, por conta do cenário doméstico positivo de estabilidade de juros e deflação. O IBGE divulgou hoje o IPCA-15, que indicou uma deflação de 0,73% em agosto, abaixo do esperado pelo mercado, mas acima da registrada no mês de julho.

O bom desempenho dos setores ligados ao varejo e às commodities favoreceu o avanço do índice, em meio à alta do petróleo e apesar do recuo dos setores siderúrgico e minerador. O setor financeiro também teve desempenho razoavelmente positivo, apesar da perda de 1,66% do Banco do Brasil (BBAS3). Santander (SANB11) e Itaú (ITUB4) avançaram 0,44% e 0,42%, respectivamente.

O dólar fechou em leve alta, após registrar instabilidade pela manhã, influenciado pela cautela dos mercados internacionais, que aguardam os discursos no Simpósio de Jackson Hole. O fluxo positivo de capital estrangeiro na bolsa brasileira se manteve, mas em menor proporção em relação aos últimos dias.

📊 Ibovespa 112.897,84 pontos (+0,04%)
💰 Volume R$ 24,9 bilhões
💵 Dólar R$ 5,1112 (+0,24%)

O cenário foi positivo para os setores ligados a varejo e consumo, impulsionados pela deflação. A Magazine Luiza (MGLU3) esteve entre os maiores avanços do índice, subindo 8,43%, seguida pela Natura (NTCO3), com 8,33%, enquanto a Via (VIIA3) subiu 3,67%. A Petrobras teve alta moderada, na esteira dos ganhos do petróleo, com avanço de 0,67% dos papéis ON (PETR3) e de 0,60% dos PN (PETR4).

O IRB Brasil (IRBR3) liderou os destaques negativos e registrou a maior queda da sessão, de 5,19%. O Citi reduziu o preço-alvo para os papéis da companhia de R$ 2,40 para R$ 1,60, mantendo recomendação de venda. Segundo o banco, a reestruturação em andamento há cerca de dois anos pressiona o grupo. Os setores de mineração e siderurgia também tiveram desempenho ruim, em meio à revisão da previsão de crescimento para o setor em 2022 pelo Instituto Aço Brasil. A Usiminas (USIM5) foi a segunda maior queda do dia, com 3,60%, e a Vale (VALE3) recuou 3,22%, apesar da alta do minério de ferro no mercado internacional.

⬆️ Maiores Altas do Ibovespa

🟢 CVCB3 +11,28%
🟢 MGLU3 +8,43%
🟢 NTCO3 +8,33%

⬇️ Maiores Baixas do Ibovespa

🔴 IRBR3 -5,19%
🔴 USIM5 -3,60%
🔴 SUZB3 -3,23%

(Com Agência Estado e BDM Online)

Compartilhe em suas redes!

WhatsApp
Facebook
LinkedIn
PUBLICIDADE

Matérias Relacionadas

PUBLICIDADE

Assine o TradeNews Express!

PUBLICIDADE

A Newsletter mais completa do mercado está de cara nova!

Preencha o formulário e cadastre-se para receber todos os dias.

Saiba os meses que as empresas devem pagar proventos em 2024 e monte sua carteira vencedora

Are you sure want to unlock this post?
Unlock left : 0
Are you sure want to cancel subscription?