Ibovespa opera entre perdas e ganhos com atenção dos investidores a dados de inflação; Bolsas no exterior voltam a subir

Ibovespa opera entre perdas e ganhos com atenção dos investidores a dados de inflação; Bolsas no exterior voltam a subir


O Ibovespa opera entre perdas e ganhos no último pregão antes do Natal. Amanhã não haverá negociações na B3 nem nas Bolsas em Nova York e a sessão desta quinta-feira deve ser de baixo volume financeiro. Ontem, o giro foi quase a metade do que é negociado em um dia “comum”, o que também pode aumentar a volatilidade do índice.

O indicador mais esperado da semana saiu nesta manhã: o Índice de Preços ao Consumidor (IPCA) referente ao mês de dezembro, que teve variação mensal de 0,78%. A inflação desacelerou em relação a novembro (quando o IPCA subiu 1,17%), mas fechou o ano em 10,42%, o maior avanço anual desde 2015.

“O IPCA desacelera de novembro para dezembro, mas se espalha por mais itens e você vê a parte de serviços mais pressionada, o que é ruim. O mercado achava que o pico da inflação viria na metade do ano e desaceleraria, o que não aconteceu. Carregar o índice nesse patamar para o ano que vem não é bom”, afirma Gustavo Cruz, estrategista da RB Investimentos.

Ainda na agenda doméstica, os investidores acompanharam a divulgação dos dados de mercado de trabalho do Caged de novembro. O saldo líquido de emprego formal ficou positivo em 324.112 vagas em novembro, ante previsão do mercado, segundo consenso Bloomberg, de criação de 216 mil vagas.

Às 10h20 (horário de Brasília), o Ibovespa operava em ligeira queda de 0,05%, aos 105.192 pontos. O Ibovespa com vencimento em fevereiro de 2022 caia 0,3% aos 106.475 pontos.

O dólar comercial recuava 0,14%, a R$ 5,659 na compra e R$ 5,660 na venda. O dólar futuro com vencimento em janeiro de 2022 era negociado em alta de 0,12%, a R$ 5,669.

Já no mercado de juros futuros, o DI para janeiro de 2023 avançava 12 pontos-base para 11,49%; DI para janeiro de 2025 subia 12 pontos-base para 10,52%; e o DI para janeiro de 2027 em alta de sete pontos-base a 10,41%.

Atenção ainda a dados econômicos nos EUA a serem divulgados nesta data. Será revelado o PCE, a medida favorita do Fed para os preços ao consumidor, às 10h30. No mesmo horário, também saem os pedidos de auxílio-desemprego semanal. Economistas consultados pela Refinitiv projetam 205 mil pedidos.

Os índices futuros em Nova York voltam a operar em alta. O Dow Jones futuro subia 0,36%; o S&P 500 futuro subia 0,35%; e os futuros da Nasdaq avançavam 0,27%.

A maioria dos mercados mundiais opera em leve alta na manhã desta quinta, após os últimos estudos sobre a Covid-19 criarem esperanças de que a recuperação global possa resistir à disseminação da nova variante Ômicron. A confiança do consumidor nos EUA e as vendas de imóveis ajudaram a trazer de volta parte do otimismo, assim como os estudos que indicam que a nova variante pode ter menos probabilidade de levar os pacientes aos hospitais do que a delta.

Na Europa, as Bolsas também operam em alta. O índice pan-europeu Stoxx 600, que agrupa empresas de 17 países europeus,  avançava 0,59%.

Pesquisadores na Escócia e no Imperial College London encontraram sinais de taxas de hospitalização mais baixas entre pessoas com Ômicron. Segundo a publicação, o risco de internação hospitalar para pacientes com a variante Ômicron da Covid-19 é de 40% a 45% menor do que os pacientes com a variante Delta.

Os novos dados somam-se a um estudo que mostra que os sul-africanos têm 70% menos probabilidade de desenvolver doença grave e 80% menos probabilidade de serem hospitalizados se contraírem a Ômicron.

Além disso, uma nova pílula anti Covid-19 desenvolvida pela Pfizer ganhou liberação para uso de emergência nos EUA. Já  AstraZeneca e Novavax afirmaram que suas vacinas oferecem proteção contra a nova cepa.

No segmento de commodities, o preço do petróleo volta a subir no mercado interncional. O barril do Brent avançava 0,49%, a US$ 75,66; o do WTI sobe 0,65%, a US$ 73,23.

Radar Corporativo

Minerva (BEEF3)

A Minerva (BEEF3) informou, nesta quinta-feira (23), a conclusão do processo de constituição da Joint Venture(JV) com a Amyris, com o intuito de desenvolver moléculas para a produção e distribuição sustentável de proteína animal ao redor do mundo.

O processo de desenvolvimento de moléculas via fermentação é uma das alternativas mais avançadas e eficientes na busca por um modelo de produção de alimentos com menor impacto na cadeia de carbono, contribuindo assim para a sustentabilidade do  planeta, afirmou a companhia.

A Minerva, além do investimento inicial de US$ 5 milhões (60% no capital total da joint venture), vai disponibilizar seus canais de distribuição e acesso ao mercado e desenvolver toda a estratégia de go-to-market da JV. A expectativa é de que a primeira iniciativa dessa parceria esteja pronta para ser comercializada já no ano de 2022.

Petrobras (PETR4; PETR3)

A Petrobras (PETR4; PETR3) informou que finalizou a venda da totalidade de sua participação em 12 campos terrestres de exploração e produção, denominados Polo Remanso, localizadas no estado da Bahia, para a Petro Recôncavo (RECV3).

Após o cumprimento das condições precedentes, a operação foi concluída com o pagamento de US$ 7,3 milhões para a estatal, já com os ajustes previstos no contrato. O valor recebido no fechamento se soma ao montante de US$ 4 milhões pagos à Petrobras na assinatura do contrato de venda.

A companhia ainda receberá US$ 5 milhões um ano após o fechamento da operação, valor a ser corrigido com base nas condições previstas em contrato.

A Petrobras (PETR4; PETR3) também apresentou nesta quarta-feira (22) à Agência Nacional de Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP) a revisão do Plano de Desenvolvimento (PD) Integrado da Jazida Compartilhada de Tupi e da Área de Iracema.

Nesta revisão, o Consórcio de Tupi propõe novos investimentos para o aumento da produção e consequente maximização da geração de valor deste campo no longo prazo.

Além disso, a Petrobras (PETR4; PETR3) informou que seu Conselho de Administração aprovou a  destinação de R$ 270 milhões que serão utilizados ao longo de 2022 no programa social de acesso a botijões de gás de cozinha (gás liquefeito de petróleo –GLP) a famílias em situação de vulnerabilidade.

O valor é complementar aos R$ 30 milhões destinados em 2021, totalizando R$ 300 milhões até o fim de 2022.

Gerdau (GGBR4), Metalúrgica Gerdau (GOAU4) e Eletrobras (ELET3;ELET6)

A Gerdau (GGBR4) informou que a empresa, a Metalúrgica Gerdau (GOAU4) e Seiva receberam pagamento de R$ 1,062 bilhão de perdas com empréstimo da Eletrobras (ELET3; ELET6).

O processo judicial tramita na 14ª Vara Cível da Comarca do Rio de Janeiro.

As companhias foram autorizadas, em 18/10/2021, a levantar o valor de R$ 422 milhões, tido por “incontroverso” pela própria Eletrobras, o que ocorreu em 29/10/2021;

Em 28/10/2021, as companhias apresentaram seguro garantia no montante de R$ 1,049 bilhão, tendo sido acolhido pelo Poder Judiciário e deferido o levantamento do depósito judicial de valor equivalente em 30/11/2021.

Americanas (AMER3)

A Americanas (AMER3) aprovou a distribuição de juros a título de remuneração sobre o capital próprio (JCP), na proporção de suas participações no capital social, no valor bruto total de R$ 550,6 milhões, que representa um valor bruto de R$ 0,61303854 por cada ação ordinária.

A empresa também aprovou aumento do capital social de no máximo R$ 468 milhões.

(Com Estadão, Bloomberg e Agência Brasil)

Oportunidade de compra? Estrategista da XP revela 6 ações baratas para comprar hoje. Assista aqui!

 

Compartilhe em suas redes!

WhatsApp
Facebook
Twitter
LinkedIn
PUBLICIDADE

Matérias Relacionadas

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

Receba o TradeNews no seu e-mail

Are you sure want to unlock this post?
Unlock left : 0
Are you sure want to cancel subscription?