Ibovespa recua após payroll forte nos Estados Unidos, interrompendo sequência positiva

magnifier-g995e8f350_1920

O Ibovespa fechou em queda nesta sexta-feira (07), pressionado pela divulgação do payroll de setembro nos Estados Unidos. Os números foram considerados fortes pelo mercado, reforçando as perspectivas pela manutenção de uma postura agressiva no aperto monetário por parte do Fed. Ainda assim, o recuo foi menor do que o dos principais índices acionários de Nova York, com o fluxo positivo de capital estrangeiro na bolsa reduzindo as perdas do índice brasileiro.

Para Bruno Takeo, da Ouro Preto Investimentos, o fluxo comprador estrangeiro ajudou a “segurar” a queda do índice doméstico em relação aos internacionais, afirmando que é possível que este se intensifique após as eleições. Além disso, a alta das commodities no mercado internacional, especialmente o petróleo, colaborou para essa sustentação, inicialmente motivando altas de Vale (VALE3), siderúrgicas e petroleiras, que inverteram o sinal ao longo da tarde.

O dólar fechou perto da estabilidade, em leve alta, após sessão volátil. A moeda americana se fortaleceu no exterior, impulsionada pela perspectiva de manutenção do aperto monetário pelo banco central do país, mas o fluxo de capital estrangeiro sustentou o avanço no Brasil.

Além disso, para o economista-chefe da Western Asset, Adauto Lima, a percepção de que o novo Congresso a princípio dificultará uma grande expansão fiscal favorece a moeda nacional, visto que, segundo ele, o maior risco para o câmbio doméstico no momento é de alguma “barbeiragem” na área fiscal.

📊 Ibovespa 116.375,25 pontos (-1,01%)
💰 Volume R$ 35,9 bilhões
💵 Dólar R$ 5,2125 (+0,05%)

A Cielo (CIEL3) foi a maior alta de hoje, com 2,75%, em meio a expectativas por bons resultados da empresa no 3T22. Mais cedo, o Bank of America (BofA) elevou sua recomendação para os papéis da companhia de neutra para compra, elevando o preço-alvo de R$ 5,60 para R$ 7,40.

As ações da Americanas (AMER3) também se destacaram positivamente, subindo 1,34%, com o mercado repercutindo a autorização do Banco Central para a fintech Ame Digital operar como instituição de pagamento, nas modalidades emissora de moeda eletrônica e credenciadora.

O desempenho foi na contramão do setor de varejo, que fechou majoritariamente em queda, com Magazine Luiza (MGLU3) e Petz (PETZ3) recuando 1,12% e 8,33%, respectivamente. A retração mensal registrada na pesquisa mensal sobre o varejo, divulgada hoje pelo IBGE, pressionou os papéis, que vinham sendo impulsionados pelo apetite pelo risco desde segunda-feira.

Do lado negativo, a Cosan (CSAN3) foi o destaque de hoje, com queda de 8,72%, em meio à notícia de que a companhia adquiriu, por meio de uma subsidiária e da combinação de investimentos diretos e de derivativos, participação acionária de cerca de 4,90% na Vale (VALE3).

A MRV (MRVE3) recuou 5,72%, após divulgar planos para um processo de financiamento de sua subsidiária nos Estados Unidos, a Resia.

O Bradesco (BBDC4) chegou a liderar as quedas do pregão hoje, mas teve leve recuperação, fechando em baixa de 2,38%. O JP Morgan rebaixou sua recomendação para os papéis do banco de overweight (equivalente a compra) para neutra, mantendo o preço-alvo em R$ 22,00

⬆️ Maiores altas do índice

🟢 CIEL3 +2,75%
🟢 TIMS3 +1,66%
🟢 BBSE3 +1,37%

⬇️ Maiores baixas do índice

🔴 CSAN3 -8,72%
🔴 PETZ3 -8,33%
🔴 RAIZ4 -6,05%

(Com Agência Estado e BDM Online)

Compartilhe em suas redes!

WhatsApp
Facebook
LinkedIn
PUBLICIDADE

Matérias Relacionadas

PUBLICIDADE

Assine o TradeNews Express!

PUBLICIDADE

A Newsletter mais completa do mercado está de cara nova!

Preencha o formulário e cadastre-se para receber todos os dias.

Saiba os meses que as empresas devem pagar proventos em 2024 e monte sua carteira vencedora

Are you sure want to unlock this post?
Unlock left : 0
Are you sure want to cancel subscription?