Ibovespa se descola de NY e avança, após aprovação de PEC “desidratada” e com otimismo em relação à China

blur-g8d6c6cc58_1920

O Ibovespa fechou em alta nesta terça-feira (06), descolado dos principais índices acionários de Nova York e ganhando força após a aprovação da PEC de Transição na CCJ do Senado. A “desidratação” da proposta é vista como positiva pelo mercado. Além disso, rumores a respeito de possíveis relaxamentos nas restrições relacionadas à Covid-19 na China também colaboraram para a melhora do humor dos investidores de modo geral.

Há relatos de que o governo chinês pode anunciar, amanhã, dez novas medidas de relaxamento das restrições relacionadas ao combate à Covid-19 no país, o que reduz preocupações com uma eventual desaceleração econômica. Rafael Germano, da Blue3, destaca que a medida é positiva para países emergentes, incluindo o Brasil.

Além disso, a aprovação, ao final do pregão, da PEC de Transição na CCJ do Senado deu fôlego ao índice doméstico, que fechou perto das máximas do dia. O relator da proposta, Alexandre Silveira, aceitou reduzir o valor da ampliação do teto de gastos de R$ 175 bilhões para R$ 145 bilhões, o que foi visto como um “bom sinal” do ponto de vista fiscal.

O dólar à vista fechou em queda, também favorecido pela melhora da percepção quanto ao lado fiscal, mas não chegou a se beneficiar da “boa notícia” da desidratação da PEC por conta do seu horário de fechamento, que ocorre às 17h.

Apesar do driver positivo doméstico e do fôlego fornecido pelo fluxo de capital estrangeiro na bolsa, a piora do clima em Wall Street, com riscos de uma persistência da inflação e possível recessão, fortaleceu a moeda americana e reduziu as perdas frente o real brasileiro.

📊 Ibovespa 110.188,57 pontos (+0,72%)
💰 Volume R$ 24,2 bilhões
💵 Dólar R$ 5,2697 (-0,25%)

A maior alta do dia ficou com a Ecorodovias [ECOR3], que avançou 6,77% após ter a recomendação para seus papéis reiterada em “outperform” (equivalente a compra) pelo Credit Suisse.

O banco suíço também reforçou a mesma visão para CCR [CCRO3], que fechou em alta de 4,08%. Além disso, investidores reagem positivamente ao acordo fechado entre a companhia e o governo do governo do Rio de Janeiro para continuidade da prestação de serviços de transporte aquaviário de passageiros pela CCR Barcas.

Os papéis das Lojas Renner [LREN3] tiveram alta de 5,06% e também figuram no “pódio” das altas de hoje, em meio à busca de investidores por papéis mais descontados. Além disso, de acordo com Felipe Vella, head de renda variável da Ativa, o mercado ficou com “muito receio” nos últimos dias em relação ao aperto monetário do Fed e começa a reprecificar possibilidades.

Via [VIIA3] acompanhou o movimento e teve ganhos de 3,43%, enquanto Americanas [AMER3] teve avanço mais modesto, de 0,78%.

Na contramão do preço do minério de ferro no mercado internacional, as mineradoras e siderúrgicas fecharam majoritariamente em alta, favorecidas pelo otimismo em relação a uma flexibilização das medidas restritivas de combate à Covid-19 na China.

A Vale [VALE3] avançou 1,45%, enquanto Usiminas [USIM5] e CSNA [CSNA3] tiveram ganhos de 3,43% e 1,17%, respectivamente.

O setor bancário, outro de grande peso no índice, colaborou para o desempenho positivo. Bradesco [BBDC4] e Itaú [ITUB4] tiveram ganhos de 2,36% e 2,31%, respectivamente, enquanto Banco do Brasil [BBAS3] teve alta de 1,02%.

Do lado negativo, as petrolíferas foram pressionadas pelo forte recuo da commodity de referência no mercado internacional. PetroRio [PRIO3] e 3R Petroleum [RRRP3] tiveram quedas de 3,83% e 3,55%, respectivamente.

Ainda assim a queda do petróleo teve impacto menor sobre a Petrobras, cujos papéis ON [PETR3] recuaram 0,17%, enquanto os PN [PETR4] avançaram 0,08%.

No noticiário da estatal, próximo ao final do pregão, o governador eleito de São Paulo, Tarcisio de Freitas, confirmou que o presidente da estatal, Caio Paes de Andrade, deixará o cargo para assumir uma das pastas de seu governo a partir do ano que vem.

A maior queda do dia, de 4,49%, ficou a Sabesp [SBSP3], em meio a preocupações relacionadas a possíveis mudanças de posições de cargos de gestão na companhia. De acordo com Pedro Galdi, da Mirae Asset, a indefinição da modelagem para a privatização, fator que rendeu boas altas nas últimas semanas, também “incomoda” investidores.

⬆️ Maiores altas do índice

🟢 ECOR3 +6,77%
🟢 LREN3 +5,06%
🟢 IRBR3 +4,55%

⬇️ Maiores baixas do índice

🔴 SBSP3 -4,49%
🔴 PRIO3 -3,83%
🔴 RRRP3 -3,55%

(Com Agência Estado e BDM Online)

Compartilhe em suas redes!

WhatsApp
Facebook
LinkedIn
PUBLICIDADE

Matérias Relacionadas

PUBLICIDADE

Assine o TradeNews Express!

PUBLICIDADE

A Newsletter mais completa do mercado está de cara nova!

Preencha o formulário e cadastre-se para receber todos os dias.

Saiba os meses que as empresas devem pagar proventos em 2024 e monte sua carteira vencedora

Are you sure want to unlock this post?
Unlock left : 0
Are you sure want to cancel subscription?