Ifix tem leve alta nesta quinta; BTLG11 paga dividendos e BBRC11 busca novo locatário: confira as principais notícias de FIIs do dia

Ifix tem leve alta nesta quinta; BTLG11 paga dividendos e BBRC11 busca novo locatário: confira as principais notícias de FIIs do dia


No último pregão antes do Natal, o Ifix, índice que acompanha o desempenho dos principais fundos imobiliários negociados em Bolsa, tem mais um dia próximo da estabilidade nesta quinta-feira (23). Por volta das 11h, o índice tinha leve alta de 0,3%, negociado aos 2.714 pontos.

No mercado de juros futuros, o DIs com vencimentos em 2023, 2025 e 2027 também operavam estáveis, a 11,50%, 10,53% e a 10,43%, respectivamente.

Apesar do dia mais ameno no mercado de FIIs, com volume reduzido de negócios, o dia está agitado no noticiário, com fatos relevantes de diversos fundos imobiliários, que vão desde a reavaliação de imóveis a emissão de cotas e novas aquisições.

Confira o desempenho dos fundos imobiliários do Ifix nesta quinta, por volta das 10h30:

Maiores altas na manhã desta quinta-feira (23):

TickerNomeSetorVariação (%)
RVBI11VBI Reits FOFFOF+2,07
SPTW11SP DowntownEscritórios+2,00
BTCR11BTG Pactual Crédito ImobiliárioRecebíveis+1,72
PATL11Pátria LogísticaLogística+1,28
BLMR11BlueMacaw RendaFOF+1,22

Maiores baixas na manhã desta quarta-feira (23):

TickerNomeSetorVariação (%)
HGFF11CSHG ImobiliárioFOF-1,68
PATC11Pátria Edifícios CorporativosEscritórios-1,23
BRCR11BTG Pactual Corporate Office FundEscritórios-0,92
XPCM11XP Corporate MacaéEscritórios-0,71
BPFF11Brasil Plural Absoluto FOFFOF-0,67
Fonte: B3

BTG Pactual Logística vai às compras (BTLG11)

O fundo informou após o fechamento do pregão de quarta-feira (22) que adquiriu condomínio logístico localizado em Mauá (SP), recém construído, 30% locado e com uma área potencial bruta locável de 88.773,84 metros quadrados. O valor total é de R$ 345 milhões.

Ontem, o FII pagou R$ 330 milhões, tendo sido R$ 260 milhões com recursos próprios e R$ 70 milhões com a emissão de certificados de recebíveis imobiliários, com carência de amortização de 24 meses.

“A gestora esclarece que mesmo após a recente aquisição permanece em busca de oportunidades de criação de valor para o fundo e seus cotistas”, escreve o BTG Pactual, em fato relevante.

Imóveis do Pátria Logística são reavaliados (PATL11)

A Pátria Investimentos informou que os imóveis do seu fundo de galpões logísticos foram reavaliados a valor justo pela empresa Cushman & Wakefield.

A reavaliação resultou em um valor 2,9% superior aos valores contábeis anteriores, o que totaliza uma variação positiva de 2,8% no valor patrimonial da cota do fundo, ou equivalente a R$ 2,70/cota, com base no fechamento do pregão do dia 21 de dezembro.

Leia também:
• Fundos imobiliários têm ano difícil, mas alguns chegaram a render mais de 30%; conheça os mais rentáveis e as perspectivas

BB Renda Corporativa em busca de novo locatário (BBRC11)

O fundo de agências bancárias informou a rescisão do contrato de locação atípica com o Banco do Brasil no imóvel da Avenida Engenheiro Heitor Eiras Garcia, na capital paulista, sem a cobrança de multas, por disposição do contrato original.

“Em razão da formalização do distrato e vacância do imóvel, a BV Asset informa que está envidando seus melhores esforços visando a busca de um novo locatário. A rescisão da locação do imóvel informada não terá impacto na distribuição atual de rendimentos do fundo”, informa a administradora, em fato relevante.

Iridium Recebíveis encerra período de subscrição (IRDM11)

O FII informou que foi encerrado o período para o exercício do direito de subscrição das sobras e montante adicional de sua 11ª emissão de cotas. De acordo com fato relevante, houve a colocação total de 5.044.581 novas cotas no montante de R$ 503,2 milhões.

Mauá Capital Hedge Fund aprova emissão de cotas (MCHF11)

O administrador do fundo aprovou a segunda emissão de cotas do FII em classe e série única, totalizando 20 milhões de novas cotas e montante de até R$ 206 milhões, sem considerar as cotas do lote adicional. O preço de emissão das novas cotas será de R$ 10,30.

GTIS Brazil Logistics recebe aluguel em atraso (GTLG11)

O fundo de galpões logísticos informou que recebeu o aluguel em atraso, referente a novembro de 2021, devido pelo Mercado Envios Serviços de Logística Ltda., empresa locatária de 68.230 metros quadrados de área locável no Distribution Center Cajamar (DCC).

Segundo os gestores, com esse recebimento, não haverá impacto nos dividendos que serão anunciados no dia 7 de janeiro de 2022.

Autonomy Edifícios Corporativos tem avaliação patrimonial (AIEC11)

O fundo informou que realizou a reavaliação anual de todos os ativos imobiliários do FII, com data-base de 31 de dezembro de 2021.

Segundo fato relevante, a remarcação impactou positivamente o patrimônio líquido do fundo em aproximadamente R$ 4,6 milhões (o equivalente a R$ 0,95/cota), trazendo um acréscimo de 0,9% em relação ao valor contábil dos referidos ativos aplicável até 21 de dezembro deste ano.

Assembleia aprova troca de gestão do FII Tordesilhas EI (TORD11)

A assembleia geral de cotistas, convocada por consulta formal no dia 7 de dezembro, deliberou e aprovou na noite de quarta-feira (22) a alteração da gestão do fundo, a qual passa a ser realizada pela R Capital Asset Management Investimentos.

BC Fund informa nova aquisição de FII do portfólio (BRCR11)

O BTG Pactual Corporate Office informou, em fato relevante, que o FII Prime, do qual o BC Fund é o único cotista, concluiu a aquisição de 60% das unidades autônomas que compõem o Edifício Torre Almirante, com área total locável de aproximadamente 25.087 m², localizado na Avenida Almirante Barroso, e do Edifício Garagem, localizado na Avenida Graça Aranha, ambos no Rio de Janeiro. O valor de aquisição dos imóveis, a ser pago pelo FII Prime, é de R$ 384 milhões.

O valor pago foi objeto de securitização em duas tranches: a primeira delas corresponde a 38,78%, com duração total de 12 anos, enquanto a segunda tranche correspondente a 61,22% do montante a ser pago a prazo, com duração total de 15 anos.

Multi Shoppings vende fatia de empreendimento imobiliário (SHOP11)

O fundo informou a venda de 24,89% do empreendimento imobiliário Shopping Lajeado, localizado na cidade de Lajeado (RS), com uma área bruta total 12.308,40 metros quadrados, para a Montalar Empreendimentos Imobiliários, pelo valor de R$ 5,8 milhões.

Segundo fato relevante, o pagamento terá um impacto positivo na receita do fundo de aproximadamente 605% em comparação ao mês anterior.

“A administradora esclarece que os valores serão utilizados para compensar o prejuízo acumulado, desta forma, o valor recebido não será distribuído aos cotistas”, destaca o BTG Pactual.

FII Edifício Galeria (EDGA11)

O fundo de lajes comerciais não recebeu de algumas de suas locatárias o pagamento do aluguel referente a novembro de 2021 com vencimento em dezembro. Desta forma, a última distribuição de rendimentos foi impactada negativamente em, aproximadamente, R$ 0,016 por cota.

Além disso, uma parcela do valor inadimplido é referente ao aluguel devido pela locatária Restaurante Uniko Eireli, que conforme informado no Comunicado ao Mercado, publicado no dia 3 de novembro, sofreu o despejo do imóvel.

Dividendos de hoje

Confira os fundos imobiliários que distribuem rendimentos nesta quinta-feira (23):

TickerFundoRendimento (R$)
SNFF11Suno Fundos de Fundos 0,70
SNCI11Suno Recebíveis 1,20
BTLG11BTG Pactual Logística 0,72
BVAR11Brasil Varejo 12
BPML11BTG Pactual Shoppings 0,30
FCFL11Campus Faria Lima 0,75
ALZR11Alianza Trust Renda 0,65
XPML11XP Malls 0,55
XPIN11XP Industrial 0,63
Fonte: B3/CVM

Um levantamento da Economatica mostrou que o Urca Prime Renda (URPR11) foi o fundo imobiliário que mais pagou dividendos em 2021, com um retorno equivalente a 18,29% ao ano.

O cálculo foi feito com base nos dividendos pagos entre janeiro e dezembro deste ano. Foi utilizado o valor de mercado das cotas no último pregão de 2020. Além disso, o levantamento considerou apenas os fundos que compõem o IFIX, índice que reúne os FIIs mais negociados na B3.

Na lista dos dez fundos que mais distribuíram dividendos, oito são do tipo “papel”, que investem em títulos de renda fixa atrelados a índices de inflação e à taxa do CDI. Confira o levantamento completo dos maiores pagadores de proventos no ano aqui.

Compartilhe em suas redes!

WhatsApp
Facebook
Twitter
LinkedIn
PUBLICIDADE

Matérias Relacionadas

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

Receba o TradeNews no seu e-mail

Are you sure want to unlock this post?
Unlock left : 0
Are you sure want to cancel subscription?