Inflação volta a recuar na Alemanha, mas núcleo segue alto

estados-da-alemanha (1)

É esperado que a taxa de inflação da Alemanha avance 0,1% em junho, ante maio, de acordo com dados preliminares divulgados na manhã desta segunda-feira (01). Na comparação anual, o índice deve desacelerar de 2,4% para 2,2%, se aproximando da meta de 2% estabelecida pelo Banco Central Europeu, mas o núcleo da inflação apresentou apenas redução marginal para 2,9%.

Na comparação anual, os serviços (3,9%) continuaram apresentando a maior variação e impacto, seguidos pelos alimentos (1,1%) e pelos bens (0,8%), enquanto a energia (-2,1%) foi o único segmento a contrair.

Os dados preliminares não oferecem mais detalhes, mas observamos um cenário parecido ao que é visto nos Estados Unidos, com a atividade de serviços sendo sustentada pelo mercado de trabalho forte e por terem um valor agregado mais baixo, enquanto os bens refletem o impacto das taxas de juros recordes, algo que também é visto nos níveis de atividade dos setores.

Dito isso, ainda esperamos resiliência nos preços dos serviços alemães e podemos ver alguma retomada na indústria à medida que o BCE reduz sua taxa básica e China e EUA apresentam sinais de força, algo que deve permanecer no radar para avaliarmos a condução da política monetária do bloco.

Compartilhe em suas redes!

WhatsApp
Facebook
LinkedIn
PUBLICIDADE

Matérias Relacionadas

PUBLICIDADE

Assine o TradeNews Express!

PUBLICIDADE

A Newsletter mais completa do mercado está de cara nova!

Preencha o formulário e cadastre-se para receber todos os dias.

Saiba os meses que as empresas devem pagar proventos em 2024 e monte sua carteira vencedora

Are you sure want to unlock this post?
Unlock left : 0
Are you sure want to cancel subscription?