Investir na Bolsa pode ser tão viciante quanto apostas esportivas

4517b4634e65ed35d34b9795b72a4981

A busca por lucro rápido e a adrenalina das oscilações no mercado de ações pode ser um terreno fértil para o desenvolvimento de comportamentos viciantes para o trader brasileiro, que se vê com sensações bastante parecidas com as causadas por jogos de azar.

De acordo com o psicólogo financeiro Celso Sant’Anna, o que faz o trader viciar é o mecanismo de recompensas presente nos jogos. Tamanha expectativa de ganho libera dopamina – neurotransmissor responsável por levar informações do cérebro para as várias partes do corpo –, criando um sentimento prazeroso e, consequentemente, o vício. 

“Nós temos um termo para isso dentro da área da saúde mental, que é a ludopatia, que é justamente esse vício em jogos de apostas”, apontou.

Além da ludopatia, Sant’Anna explica sobre outro conceito estudado na área de investimentos: sensation seeking – busca por sensações. Nesse contexto, os investidores têm necessidade da sensação de estar em risco, ainda que de forma controlada, visto que é possível calcular a possível perda.

Ao mesmo tempo, alguns traders podem usar a atividade como uma forma de escapar de problemas pessoais ou emocionais, segundo o analista técnico João Tonello. Ele afirma que a confiança excessiva nos ganhos iniciais também pode incentivar apostas cada vez maiores, ou compulsão em recuperar perdas.

“É muito importante ter hobbies e atividades fora do trading para evitar que ele se torne uma obsessão”, ressaltou.

Ainda que a Bolsa seja considerada mais segura que jogos de azar, visto que, em geral, envolve análises e estratégias baseadas em dados econômicos e financeiros, enquanto jogos de azar dependem mais de sorte, Tonello argumenta que isso não significa que seja uma atividade segura para aqueles propensos ao vício. 

Na verdade, ele frisa que considerar o trade como uma “opção melhor” para viciar é problemático, pois qualquer forma de vício pode ser prejudicial. Um exemplo disso, prossegue o analista, é Nick Leeson, trader britânico cuja história é exemplo clássico de vício e suas consequências desastrosas. 

Ele trabalhava para o Banco Barings e começou a fazer negociações não autorizadas para cobrir perdas iniciais. Com o tempo, suas apostas se tornaram cada vez maiores na tentativa de recuperar o dinheiro perdido, resultando em perdas irreversíveis que levaram à falência do banco em 1995. 

Por outro lado, o analista afirma que existem histórias positivas, como a de Warren Buffett, que se destaca não pelo vício, mas pela disciplina e abordagem racional ao investimento. Buffett é conhecido por seu investimento a longo prazo e por evitar decisões impulsivas, servindo como um exemplo de como investimentos podem ser feitos de maneira saudável e sustentável.

Em suas experiências como psicólogo financeiro, Celso Sant’Anna conta que atendeu uma paciente que já o procurou sabendo que tinha viciado no trading e queria se livrar disso. Então, sua solução foi fazer um trabalho que girasse a rotina da moça por meio de  estratégias psicoterapêuticas, para que ficasse longe das telas e do mercado financeiro.

Ainda assim, Sant’Anna também comenta que trata três casos nos quais os próprios traders perceberam que tratam o day trade como válvula de escape, criando gatilhos para aumentar a compulsão por outras vícios como álcool e cigarro. 

“Eles entenderam que o day trading já era uma intensidade muito alta e fizeram uma transição para fazer operações mais pausadas”, ressaltou. “Com isso, conseguiram ter tanto resultados financeiros satisfatórios quanto manter um comportamento saudável.”

 

Promovido pela Nomos Investimentos

De renda fixa ou variável, há investimentos adequados para seus objetivos e perfil de investidor. Mas fica difícil encontrá-los sozinho, não é? Na Nomos, temos times especializados na necessidade dos nossos clientes, e somos especialistas em ouvir cada pessoa, pois entendemos que cada indivíduo é único. Clique aqui e fale com um assessor para saber mais.

Compartilhe em suas redes!

WhatsApp
Facebook
LinkedIn
PUBLICIDADE

Matérias Relacionadas

PUBLICIDADE

Assine o TradeNews Express!

PUBLICIDADE

A Newsletter mais completa do mercado está de cara nova!

Preencha o formulário e cadastre-se para receber todos os dias.

Saiba os meses que as empresas devem pagar proventos em 2024 e monte sua carteira vencedora

Are you sure want to unlock this post?
Unlock left : 0
Are you sure want to cancel subscription?