IRB (IRBR3) tem prejuízo líquido de R$ 84,8 milhões em outubro de 2021; sinistros caem 88%

IRB (IRBR3) tem prejuízo líquido de R$ 84,8 milhões em outubro de 2021; sinistros caem 88%


O IRB (IRBR3) informou nesta terça-feira (21) divulgou nesta terça-feira (21) seus dados preliminares de outubro de 2021.

O prejuízo líquido foi de R$ 84,8 milhões no mês, frente a perdas de R$ 33,9 milhões em outubro de 2020. Quando excluídos os efeitos do run-off e one-off em outubro de 2021, o resultado foi negativo em R$ 27,6 milhões.

No acumulado do ano, o resultado foi negativo em R$ 396,6 milhões, uma redução de 54,5% nas perdas em relação ao mesmo período de 2020, de e R$ 871,1 milhões.

Quando excluídos os efeitos do run-off e one-off nos dez primeiros meses de 2021, a empresa apresenta um resultado líquido positivo de R$ 74,0 milhões, ou seja, uma melhora de R$ 595,8 milhões em relação ao resultado normalizado do mesmo período de 2020.

O prêmio emitido totalizou R$ 543,2 milhões em outubro de 2021, uma redução de 21,6% em relação ao mesmo período de2020, sendo R$ 345,5 milhões no Brasil (-6,6%) e R$197,7 milhões no exterior (-38,8%).

O prêmio emitido foi de R$ 7,241 bilhões nos primeiros 10 meses de 2021, uma redução de 11,8% em relação ao período acumulado de 2020, sendo R$ 4,424 bilhões no Brasil (+4,7%) e R$ 2,817 bilhões no exterior (-29,3%).

Segundo o IRB, a redução dos prêmios com origem no exterior está em linha com a estratégia de re-underwriting amplamente divulgada pela companhia.

A despesa de sinistro em outubro de 2021 foi de R$ 41,9 milhões, 88% inferior aos R$ 347,5 milhões reportados em outubro do ano passado.

De acordo com a empresa, a redução decorre principalmente de operação de LPT (Loss Portfolio Transfer), que contribuiu positivamente para as despesas com sinistros em R$ 450,0 milhões.

O índice de sinistralidade em outubro de 2021 dos negócios remanescentes, excluído o efeito do LPT, ficou em 92,0%.

Já a despesa de sinistro nos dez meses de 2021 foi de R$ 4.741,6 bilhões, uma redução de 10,9% em relação aos R$ 5.322,0 bilhões reportados no mesmo período de 2020.

O índice de sinistralidade acumulado em 2021 foi 97,3%, uma melhora de 5,1 pontos percentuais em relação ao mesmo período de 2020, cujo índice de sinistralidade foi de 102,4%. A sinistralidade dos negócios remanescentes nos dez meses de 2021, excluído o efeito do LPT, ficou em 86,2%.

Oportunidade de compra? Estrategista da XP revela 6 ações baratas para comprar hoje. Assista aqui.

Compartilhe em suas redes!

WhatsApp
Facebook
Twitter
LinkedIn
PUBLICIDADE

Matérias Relacionadas

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

Receba o TradeNews no seu e-mail

Are you sure want to unlock this post?
Unlock left : 0
Are you sure want to cancel subscription?