Jalles Machado (JALL3) lucra 58,7% a mais no 4º tri da safra 2021/22


A Jalles Machado (JALL3) registrou lucro líquido de R$ 113 milhões no quarto trimestre do ano safra 2021/2022, um crescimento de 58,7% na comparação com mesmo período do ano anterior.

Segundo a companhia, o desempenho se deve ao aumento dos preços do açúcar, saneantes e etanol.

No 4T22, o volume comercializado de ATR (açúcar e etanol, ou seja, sem considerar o ATR comercializado via Saneantes) alcançou 170,8 mil toneladas, 11,0% menor do que no 4T21. Foram 69,0 mil m3 de etanol comercializados no 4T22 ante 75,2 mil m3 no 4T21, o que representa recuo de 8,2%. Já o volume de açúcar comercializado foi 19,0% menor no 4T22, atingindo 50,5 mil toneladas, com redução de 23,8% na venda de açúcar branco e de 4,3% em açúcar orgânico.

O lucro antes juros, impostos, depreciação e amortização (Ebitda, na sigla em inglês) ajustado cresceu 51,6% no quarto trimestre, totalizando R$ 341,8 milhões.

Já a margem Ebitda ajustado atingiu 73,1% no último trimestre do ano safra, alta de 12 p.p. frente a margem registrada em 4T21.

A receita líquida somou R$ 376,2 milhões no 4T22, alta de 18,1% na comparação com igual etapa de 2021.

Mais sobre o balanço da Jalles Machado

O resultado financeiro líquido foi positivo em R$ 83,7 milhões no quarto trimestre do ano safra 2021/22, revertendo perdas financeiras de R$ 124 milhões na mesma etapa de 2020/2021.

O lucro bruto atingiu a cifra de R$ 72,9 milhões no quarto trimestre de 2022, um recuo de 65,3% na comparação com igual etapa de 2021. A margem bruta foi de 19,4% no 1T22, baixa de 46,6 p.p. frente a margem do 4T21.

As despesas gerais e administrativas somaram R$ 29,7 milhões no 4T22, um crescimento de 38,2% em relação ao mesmo período de 2021.

O Capex total da safra foi de R$ 495,2 milhões, 99,0% acima do valor investido na safra imediatamente anterior. Os investimentos em plantio totalizaram R$ 116,4 milhões, enquanto com a manutenção de entressafra e imobilizado, softwares e outros investimentos somaram, respectivamente, R$ 137,1 milhões e R$ 241,7 milhões.

A dívida líquida da companhia ficou em R$ 147 milhões no final do quarto trimestre do ano safra 2021/2022, uma redução de 25,9% em relação ao mesmo período de 2021.

O indicador de alavancagem financeira, medido pela dívida líquida/Ebitda ajustado, ficou em 0,1 vez no 4T22, queda de 0,2 vez em relação ao 4T21.

Compartilhe em suas redes!

WhatsApp
Facebook
Twitter
LinkedIn
PUBLICIDADE

Matérias Relacionadas

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

Receba o TradeNews no seu e-mail

Are you sure want to unlock this post?
Unlock left : 0
Are you sure want to cancel subscription?