Mercados aguardam decisão do Fed; balanços trimestrais favorecem ajustes na B3

Fonte: UOL

As bolsas da Europa operam em alta modesta nesta quarta-feira (27), acompanhando uma série de balanços corporativos mistos da região à espera de um provável novo aumento de juros nos EUA em meio à disparada da inflação. Os futuros de Nova York também registram ganhos conforme as ações das gigantes de tecnologia Alphabet e Microsoft saltam nos negócios do pré-mercado, após a divulgação de relatórios no fim da tarde de ontem (26). Assim como o mercado europeu, Wall Street aguarda a decisão crítica do Fed.

O Federal Reserve deve promover um novo aumento de 0,75 p.p. nos juros básicos às 15h. Dados da inflação piores que o previsto em junho, e no nível mais alto desde 1981, abriram as portas para o mercado precificar uma alta ainda mais agressiva, de 1 p. p., mas os membros da autoridade monetária correram para acalmar as expectativas. A decisão do Comitê Federal de Mercado Aberto (Fomc, na sigla em inglês) será seguida de coletiva do presidente do banco, Jerome Powell, às 15h30.

“Tivemos como pano de fundo os resultados da Microsoft e da Alphabet, que acalmaram os investidores até certo ponto. É um daqueles momentos em que os investidores estão olhando para esses resultados na Europa e pensando… os negócios têm sido resilientes”, disse Danni Hewson , analista financeiro da AJ Bell.

Nas praças europeias, grandes bancos e empresas divulgaram resultados financeiros. O Deutsche Bank, maior banco da Alemanha, superou expectativas de lucro, mas alertou sobre “pressões de custos”. Por volta das 7h, sua ação sofria um tombo de cerca de 3,3% em Frankfurt.

A Rio Tinto, segunda maior mineradora do mundo em valor de mercado, também lucrou mais do que o previsto, mas citou um ambiente “desafiador” para reduzir dividendos, e seu papel registrou queda de 2,9% em Londres.

Por outro lado, os bancos UniCredit e Lloyds agradaram com seus balanços. No horário  já citado, a ação do primeiro saltava 6,5% em Milão e a do segundo avançava 4,5% em Londres. Os números da Iberdrola foram igualmente bem recebidos, e o ativo da companhia elétrica espanhola subia 1,3% em Madri.

De volta a Wall Street, a temporada de balanços também segue no radar e estão previstos resultados de Boeing, Ford e Meta (Facebook). Além disso, o Departamento do Comércio dos EUA divulga as encomendas de bens duráveis e os estoques no atacado, ambos de junho.

As bolsas da Ásia fecharam sem direção única e com variações predominantemente modestas, com investidores cautelosos antes da tão aguardada decisão do Fed. O índice de Hong Kong foi o único com variação superior a 0,5%, pressionado por ações ligadas a consumo.

Por aqui, a melhora de humor no exterior pode favorecer os ajustes na bolsa em meio a repercussões de balanços do segundo trimestre divulgados por várias empresas ontem (26) à noite, como a Telefônica (VIVT3) e Carrefour (CRFB3).

A Vale (VALE3) segue no radar também em meio a expectativas de que a queda do preço do minério prejudicará o resultado na mineradora no 2T22. A Petrobras (PETR3; PETR4) deve refletir desempenho do petróleo, que, por enquanto, mostra alta moderada, e pode ecoar ainda a perspectiva de anúncio de distribuição de fartos dividendos com a publicação do balanço trimestral amanhã (28).

Os mercados de juros e câmbio podem ser pressionados pelas quedas do dólar e dos retornos dos Treasuries, em meio a expectativas de alívio na inflação local e pela decisão do Comitê de Política Monetária (Copom) do Banco Central, na próxima semana.

A agenda de balanços nacional conta com a publicação dos relatórios operacionais da Kablin (KLBN11) , Assaí (ASAI3), EDP Brasil (ENBR3), GPA (PCAR3) e Suzano (SUZB3).

Desempenho dos principais índices às 8h05:

🇺🇸 S&P Futures +0,85%

🇩🇪 DAX +0,23%

🇺🇸 Nasdaq +1,46%

🇬🇧 FTSE +0,55%

🇫🇷 CAC +0,44%

🛢 Petróleo Brent +1,05%

🛢 Petróleo WTI +1,12%

💵 Índice Dólar -0,28%

🇺🇸 S&P VIX -1,70%

🇧🇷 EWZ +1,03

💰 Bitcoin +0,97%

💲 Ethereum +3,26%

 

(Com Reuters e Agência Estado)

Compartilhe em suas redes!

WhatsApp
Facebook
Twitter
LinkedIn
PUBLICIDADE

Related Posts

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE