Minério sobe com expectativa de reposição de estoques de usinas

Minério sobe com expectativa de reposição de estoques de usinas


(Bloomberg) – Os futuros do minério de ferro deram um salto de quase 10% em meio ao otimismo com a reposição dos estoques de siderúrgicas chinesas, reforçado pelo maior apetite por risco nos mercados globais.

Os preços se recuperaram depois das perdas causadas por incertezas sobre o rumo da pandemia na sexta-feira, em linha com um rali de commodities como níquel e petróleo, liderado por apostas de que o impacto de uma nova variante do coronavírus pode não ser tão grave quanto inicialmente temido.

Além da ampla recuperação dos ativos de risco, o minério de ferro se beneficia dos sinais de que a pressão sobre a produção de aço da China começa a diminuir.

“A demanda por minério de ferro caiu para uma mínima de três anos no início do mês”, escreveu a Mysteel em relatório. “Agora, a esperada retomada da produção de aço em dezembro altera a percepção do mercado e muda a tendência.”

O grupo de pesquisa de Xangai disse que a produção de ferro-gusa pode aumentar em 37 mil toneladas por dia até o fim de dezembro, com a retomada de 16 altos-fornos antes parados e dois que estavam em manutenção. É um número relativamente pequeno, mas pode marcar um ponto de inflexão após meses de restrições à produção de aço.

O minério de ferro teve um ano volátil, com a forte demanda no primeiro semestre anulada pelo controle da China sobre as finanças do setor imobiliário, o que levou à queda na atividade de construção, e também pela iniciativa do governo para reduzir a poluição e emissões.

A produção de aço caiu para o menor nível desde 2017 em outubro, e os futuros em Singapura atingiram a mínima em 18 meses no início de novembro.

Os preços na Bolsa de Singapura chegaram a subir 9,6%, para US$ 105,50 a tonelada, e eram negociados a US$ 102,90 às 15h31 no horário local. Em Dalian, o minério de ferro avançou 6,8%.

Oportunidade de compra? Estrategista da XP revela 6 ações baratas para comprar hoje. Assista aqui.

Compartilhe em suas redes!

WhatsApp
Facebook
Twitter
LinkedIn
PUBLICIDADE

Matérias Relacionadas

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

Receba o TradeNews no seu e-mail

Are you sure want to unlock this post?
Unlock left : 0
Are you sure want to cancel subscription?