Pacheco derruba reoneração da folha; contrato entre Petrobras [PETR4] e Unigel é investigado

stock-market-g8d899f047_1920

As bolsas da Europa operam sem direção única nesta terça-feira (02), enquanto investidores monitoram uma série de dados econômicos da região em busca de indícios de quando poderão vir os primeiros cortes de juros do Banco Central Europeu (BCE) e do Banco da Inglaterra (BoE). Já os futuros de Nova York caem, à medida que Wall Street aguarda dados dos EUA sobre o mercado de trabalho. 

Nas últimas horas, foram divulgados PMIs industriais da Europa. O da Zona do Euro caiu a 46,1 na leitura final de março, mas ficou acima da estimativa preliminar. O mesmo ocorreu na Alemanha. Já no Reino Unido, o índice não apenas superou as expectativas como voltou a ultrapassar a marca de 50 que indica expansão na manufatura.

Logo mais, as atenções vão se voltar para dados preliminares da inflação ao consumidor (CPI) da Alemanha, que provavelmente teve nova desaceleração em março, segundo projeção da FactSet.

Tanto o BCE quanto o BoE aguardam mais evidências de que a inflação está se movendo de forma sustentável para sua meta oficial, que é de 2% em ambos os casos, antes de considerar reduções de juros. Dirigentes do BCE vêm apontando junho como possível mês para iniciar o relaxamento monetário.

Entre ações individuais, a do UBS sobe cerca de 0,5% em Zurique, após o banco suíço revelar planos de recomprar até US$ 2 bilhões de seus papéis, retomando uma prática que havia sido suspensa no ano passado devido à aquisição do Credit Suisse.

Mais cedo, as bolsas da Ásia fecharam majoritariamente em alta, com ganhos liderados por Hong Kong em meio ao entusiasmo com a estreia da Xiaomi no mercado de veículos elétricos.

Por aqui, o presidente do Senado e do Congresso, Rodrigo Pacheco, decidiu ontem, derrubar a reoneração da folha de pagamento dos municípios, que valeria a partir de hoje de acordo com a Medida Provisória 1.202 baixada pelo governo. O texto aumenta a alíquota de contribuição previdenciária das prefeituras de 8% para 20%. 

No mercado, um contrato firmado pela Petrobras [PETR3;PETR4] com a Unigel para a produção de fertilizantes em duas fábricas na Bahia e uma em Sergipe está sob investigação do Tribunal de Contas da União (TCU). A equipe técnica da Corte avalia que “há indícios robustos de irregularidades graves” e recomenda que ele seja suspenso. 

O contrato foi firmado em 29 de dezembro e estabelece que, por oito meses, a Petrobras fornecerá o gás para a produção nas unidades e receberá em troca fertilizantes, sendo responsável pela comercialização. 

O TCU avalia que a contratação feita pela estatal, chamada de “tolling” ou contrato de industrialização por encomenda, provocaria um prejuízo de R$ 487,1 milhões à Petrobras, uma vez que o preço do gás subiu e o de fertilizantes caiu.

Por fim, a Marisa [AMAR3] comunicou a postergação da divulgação do balanço relativo ao quarto trimestre de 2023, que estava marcado para ontem, após ter sido adiado também na semana passada. 

A empresa não informou a nova data de divulgação, mas disse que está “envidando seus melhores esforços para disponibilização das informações remanescentes aos seus auditores de forma a divulgar suas demonstrações financeiras auditadas com a maior brevidade possível”.

Desempenho dos principais índices às 9h14:

🇺🇸 S&P Futures -0,39%
🇬🇧 FTSE -0,02%
🇩🇪 DAX -0,28%
🇺🇸 Nasdaq -0,52%
🇫🇷 CAC -0,35%
🛢 Petróleo Brent +1,33%
🛢 Petróleo WTI +1,48%
💵 Índice Dólar -0,09%
🇺🇸 S&P VIX +3,52%
💰 Bitcoin -5,67%
💲 Ethereum -6,56%

(Com Broadcast)

Compartilhe em suas redes!

WhatsApp
Facebook
LinkedIn
PUBLICIDADE

Matérias Relacionadas

PUBLICIDADE

Assine o TradeNews Express!

PUBLICIDADE

A Newsletter mais completa do mercado está de cara nova!

Preencha o formulário e cadastre-se para receber todos os dias.

Saiba os meses que as empresas devem pagar proventos em 2024 e monte sua carteira vencedora

Are you sure want to unlock this post?
Unlock left : 0
Are you sure want to cancel subscription?