Pagamento médio com criptomoedas no Brasil é de R$ 450 por transação, mostra levantamento

Pagamento médio com criptomoedas no Brasil é de R$ 450 por transação, mostra levantamento


Um levantamento feito pela CoinPayments, uma das maiores processadoras de pagamentos em criptomoedas do mundo, mostrou que os brasileiros pagam, em média, R$ 450 por transação com moedas digitais.

Além disso, os dados mostram ainda que 77% dos usuários de cripto no país estão na faixa entre 18 e 35 anos, com 82% residindo nas regiões Sul e Sudeste.

“O levantamento mostra que o movimento das criptomoedas no mercado brasileiro acompanha o cenário global. É comum que os jovens abracem a novidade no início, uma vez que são mais abertos à inovação e às tendências, e que as operações aconteçam em regiões consolidadas tanto do ponto de vista econômico quanto do tecnológico”, afirma Rubens Neistein, Bussiness Manager da CoinPayments.

O levantamento foi feito com base no banco de usuários brasileiros da companhia, que movimentou US$ 75 milhões em 2020.

Sobre o uso das criptomoedas, a CoinPayments diz que não há uma finalidade clara. Os clientes negociam as criptomoedas por diferentes motivos, desde operações para ganhar com a valorização dos preços até realizar pagamentos de serviços e compras de alto valor.

Há algumas semanas, a CoinPayments anunciou uma parceria com a fintech Shipay para facilitar o acesso de varejistas de todo o país ao negócio de criptoativos. A intenção é atingir mais de 500 mil estabelecimentos físicos e 10 mil lojas virtuais.

A expectativa é obter crescimento de 30% até o fim do ano. O Brasil lidera o mercado latino-americano, com um salto de 405% no volume total de processamento de pagamentos apenas no primeiro trimestre. A Shipay transacionou mais de R$ 2 bilhões em pagamentos digitais no varejo este ano.

Quer aprender a investir em criptoativos de graça, de forma prática e inteligente? Nós preparamos uma aula gratuita com o passo a passo. Clique aqui para assistir

Compartilhe em suas redes!

WhatsApp
Facebook
Twitter
LinkedIn
PUBLICIDADE

Matérias Relacionadas

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

Receba o TradeNews no seu e-mail

Are you sure want to unlock this post?
Unlock left : 0
Are you sure want to cancel subscription?