Petrobras (PETR4) e Novonor aprovam oferta secundária de ações para venda de fatia na Braskem (BRKM5)

Petrobras (PETR4) e Novonor aprovam oferta secundária de ações para venda de fatia na Braskem (BRKM5)


A Petrobras (PETR3;PETR4) aprovou modelo de oferta secundária de ações (follow-on) em conjunto com a Novonor S.A., antigo Grupo Odebrecht, para venda de fatia de ambas na Braskem (BRKM5;BRKM3).

Segundo o fato relevante, a definição foi aprovada pelo Conselho de Administração da Petrobras e prevê o modelo de venda de até 100% das ações preferenciais que detém na Braskem (BRKM5), a ser conduzido por meio de oferta pública secundária de ações (follow-on), em conjunto com a Novonor.

A Petrobras informou, ainda, que celebrou um acordo com a Novonor que, além de instrumentalizar o compromisso destas em realizar a oferta, estabelece diretrizes com o objetivo de migração da Braskem para o Novo Mercado, nível mais elevado de governança corporativa da B3.

As empresas solicitarão que a Braskem realize os estudos e análises necessários sobre a migração, visando compreender as adaptações necessárias de governança com as respectivas aprovações societárias. Com a migração haverá a negociação e assinatura de um novo acordo de acionistas.

Pelo o memorando de intenções (term sheet), Petrobras e Novonor manifestam o interesse de, após a migração para o Novo Mercado, realizarem a venda de suas respectivas participações societárias remanescentes (ações ordinárias) na Braskem.

Segundo comunicado, a estrutura necessária para concretizar a oferta está sujeita à aprovação dos órgãos internos da Petrobras, notadamente quanto ao preço e percentual efetivo das ações a serem ofertadas, bem como à análise e à aprovação dos respectivos órgãos reguladores.

Por fim, a estatal destaca que o comunicado não configura a efetiva migração da Braskem para o Novo Mercado e não deve ser considerada como anúncio de oferta de ações, a qual dependerá de condições favoráveis do mercado.

A Petrobras já vinha há alguns meses informando sua intenção de venda integral de sua participação na Braskem. (BRKM5).

Ações

Conforme informações no site da Braskem, com base na posição de 31/12/2020, a Novonor, anteriormente denominada Odebrecht, conta com 50,1% do capital votante e 38,3% do capital total.

Já a Petrobras conta com 47% das ações com direito a voto e 36,1% do capital integral da companhia. Por sua vez, outros acionistas detêm 2,9% do capital votante e 25,6% do total.

Neste ano, as ações da Braskem (BRKM5) valorizaram-se mais de 167%. Ontem, fecharam cotadas a R$ 55,78. Já as ações BRKM3 registram alta de 105% em 2021, cotadas a R$ 51,98.

Analista da Rico Corretora ensina ferramentas práticas a extrair lucro do mercado financeiro de forma consistente. Inscreva-se Grátis.

Compartilhe em suas redes!

WhatsApp
Facebook
Twitter
LinkedIn
PUBLICIDADE

Matérias Relacionadas

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

Receba o TradeNews no seu e-mail

Are you sure want to unlock this post?
Unlock left : 0
Are you sure want to cancel subscription?