Preocupações sobre riscos fiscais causam instabilidade; Ibovespa opera sem sinal único

ações hoje

O Ibovespa opera entre perdas e ganhos na sessão desta quinta-feira (08). O índice apresentou mínima intradiária em 108.938 pontos. Preocupações sobre os riscos fiscais no Brasil e recessão no exterior contribuem para a movimentação sem sentido único. 

O índice tem dificuldade para manter a marca dos 109 mil pontos, em meio a incertezas com a evolução das contas públicas no próximo governo, após a aprovação da PEC de Transição, ontem, no plenário do Senado. 

Além disso, as taxas seguem ajustadas de acordo com o comunicado do Copom, ressaltando a elevada incerteza fiscal após manter a Selic em 13,75% ao ano. 

A partir das projeções do economista e chefe do Banco BV, Roberto Padovani, 2023 será dominado por dois temas: dívida pública e desaceleração global. 

No exterior, as bolsas mundiais operam com cautela, entre perdas e ganhos, à espera de novos indicadores e de pistas sobre os juros dos EUA e a possibilidade de recessão mundial.

Na ponta negativa do Ibovespa, grandes bancos, varejistas, construtoras, shoppings e frigoríficos são os setores mais afetados. As ações são pressionadas pela alta dos juros futuros nos contratos de Depósito Financeiro (DI), após aprovação da PEC de Transição. 

Destacam-se em queda Pão de Açúcar [PCAR3], com baixa de 4,15%, CVC [CVCB3], de 5,01%, e BRF [CVCB3], de 4,46%. 

No sentido contrário, apresentando alta, Méliuz [CASH3] sobe 7,08%, Bradespar [BRAP4], 2,66%, e Vale [VALE3], 2,73%. 

O dólar também opera entre perdas e ganhos na sessão. A moeda renovou mínimas aos R$ 5,20, por volta de 11h da manhã. O enfraquecimento do índice DXY, que também passou a cair, é um dos fatores que contribuem para o ritmo negativo. 

No exterior, moedas com melhor performance em relação ao dólar são de países exportadores de metais básicos, que operam em forte alta e com perspectiva de relaxamento das restrições contra a Covid-19 em Hong Kong. 

🇧🇷 Ibovespa -0,26% (108.814 pontos)
💵 Dólar -0,2% (R$ 5,20)

Cotações registradas às 11h30

Commodities

O petróleo opera em alta. Na sessão, investidores avaliam o impacto das medidas da China para aliviar as restrições contra a Covid em meio aos sinais de desaceleração econômica nos EUA. 

O minério de ferro avançou 2,6% na Bolsa de Cingapura, fechando o pregão cotado a US$ 108,85 a tonelada.

🛢 Brent +0,98% (US$ 77,93)
🛢 WTI +1,94% (US$ 73,41)
🇨🇳 Minério de ferro 

Cotações registradas às 11h30; minério de ferro referente a Cingapura

Compartilhe em suas redes!

WhatsApp
Facebook
LinkedIn
PUBLICIDADE

Matérias Relacionadas

PUBLICIDADE

Assine o TradeNews Express!

PUBLICIDADE

A Newsletter mais completa do mercado está de cara nova!

Preencha o formulário e cadastre-se para receber todos os dias.

Saiba os meses que as empresas devem pagar proventos em 2024 e monte sua carteira vencedora

Are you sure want to unlock this post?
Unlock left : 0
Are you sure want to cancel subscription?